Feriados, páscoa, chocolate de montão…abril foi um mês e tanto. Acabou gastando mais do que devia e não teve tempo de aprender com o Eu Dou Conta de 2022? Relaxa, nosso resumo de abril chegou. Vem ver!

O que é o Eu Dou Conta de 2022?

Eu Dou Conta de 2022

Sem dúvida, 2021 não foi um ano fácil, não é? A gente se empolgou com o “só se vive uma vez”, mas esquecemos que os boletos estão bem vivos todos os meses. Ainda bem que 2022 está aí pra você dar um jeito nas contas!

E pensando em “ano novo, vida nova”, nós criamos o “Eu Dou Conta de 2022”, um projeto que tem o objetivo de te ajudar a melhorar sua saúde financeira.

Nós vamos postar dicas e conteúdos que vão te ajudar a economizar, lidar com as dívidas e realizar seus sonhos. São 365 dicas, 365 oportunidades pra você mudar de vida. É só conferir lá nos stories do Instagram. Vamos juntos?

Como limpar o nome

Como limpar seu nome | Eu Dou Conta

Em abril, um dos assuntos mais importantes que aprendemos foi como aprender a limpar o nome sujo. Afinal, muitas pessoas nem sabem que estão nessa condição, e quando descobrem, levam um susto danado! Não é para pouco, né?

Antes de mais nada, para aprender a limpar o seu nome, você precisa saber a situação dele. Para isso, basta consultar os principais órgãos de proteção ao crédito, como o Serasa, Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) e o Boa Vista SCPC. 

Você acessou e viu que está com o nome sujo? Muita calma nessa hora! Nem tudo está perdido, existem algumas soluções para te ajudar a sair dessa. Confira:

  1. Conheça o tamanho das suas dívidas;
  2. Faça um planejamento financeiro para ficar com o nome limpo;
  3. Avalie trocar de dívida;
  4. Fique de olho nas ações para limpar o nome
  5. Negocie suas dívidas e faça uma proposta;
  6. Cumpra os combinados;
  7. Foque no pagamento das contas mensais para manter seu nome limpo.

Quanto tempo leva para limpar o nome?

Depois de seguir todas as dicas para limpar o seu nome, você pode ter dúvidas de quanto tempo vai demorar para sair dessa situação. Para esclarecer, após o pagamento total da dívida, da negociação à vista ou depois de quitar uma parcela do acordo negociado, a empresa tem até 5 dias úteis para retirar o seu nome da lista de negativados.

Na mesma linha, é importante lembrar que o combinado será feito com a empresa em que você está devendo, por isso, vale a pena consultar as regras dela. Entretanto, se o seu nome continuar sujo após esse período, você pode pedir a exclusão dele no serviço de proteção ao crédito e até mesmo entrar com uma ação judicial por negativação indevida.

Golpes financeiros

Mulher preocupada com o cartão de crédito em mãos | Golpes financeiros | Como limpar o seu nome

Segundo relatório da empresa de segurança digital PSafe, mais de 3,4 milhões de golpes financeiros foram bloqueados no Brasil em 2021. Em outras palavras, esse perigo está por aí, e infelizmente, todos estamos sujeitos a cair em golpes assim.

Pensando nisso, os golpes financeiros foram um dos principais temas vistos em abril. Mas, você sabe quais são os tipos de golpes mais comuns, e acima de tudo, como evitar cair em um deles? Se ainda não, veja só:

  • Golpe do delivery;
  • Phishing (pescaria digital);
  • Golpe pelo WhatsApp;
  • Links falsos;
  • Boleto falso;
  • Clonagem de cartão de crédito;
  • Promoções com muitos benefícios;
  • Pirâmides.

Já deu para perceber que a lista é grande, né? O mais importante é saber como evitar essas situações. Para isso, você deve:

  • Ter muito cuidado com as suas senhas;
  • Desconfiar de atualização de informações;
  • Ter cuidado com o seu cartão de crédito;
  • Não aceitar ajuda de estranhos em caixas eletrônicos;
  • Não baixar aplicativos ou acessar sites desconhecidos;
  • Nunca compartilhar seus dados pessoais com terceiros;
  • Se manter informado sobre tipos de golpes financeiros sempre que possível.

Dessa forma, as chances de você perceber um golpe e denunciar esse risco é maior, evitando que outras pessoas passem por esses problemas.

Como parcelar a fatura do cartão de crédito?

Como parcelar a fatura do cartão de crédito

Nesse mês, além de aprender sobre nome sujo e como limpá-lo, você também viu que a fatura do cartão de crédito pode ser uma grande vilã quando não é paga no prazo. Aliás, é a própria fatura que em muitos casos pode ocasionar na negativação do seu CPF e deixar o seu nome sujo.

Daí surge a importância de pagar a fatura direitinho. Mas, sabemos que problemas acontecem e você pode não ter dinheiro para pagar a fatura completa. Nessa linha, uma das opções é parcelar a fatura do cartão de crédito.

Em muitos casos, pagar o valor total da sua fatura do cartão de crédito nem sempre é a melhor opção. Resumidamente, o parcelamento da fatura é um acordo que você faz com o banco, informando que não conseguirá quitar seu débito atual e fará esse acerto ao longo das próximas faturas. Em outras palavras, o valor que você não conseguir pagar será adicionado às suas próximas cobranças.

Apesar de não ser uma prática muito recomendada, parcelar a fatura do cartão de crédito pode te ajudar a evitar os juros do rotativo. Acima de tudo, a ideia da fatura parcelada é se organizar para pagar o débito nos próximos meses sem se endividar.

Empréstimo pessoal: quando pedir um?

O que é empréstimo pessoal | Dúvidas sobre dívidas

Outro tema que não ficou de fora do Eu Dou Conta de 2022 em abril foi o empréstimo pessoal. Em resumo, é uma modalidade de crédito, concedida por um banco, na qual você solicita o valor que deseja e pode usá-lo como quiser. Não é preciso informar ao banco o que você pretende fazer com o dinheiro ou oferecer alguma garantia, como é o caso do empréstimo consignado, por exemplo. Sua única obrigação é pagar, claro.

Antes de mais nada, você vai passar por uma análise de crédito de bancos de dados como o Serasa e o Boa Vista. Se tudo estiver certo, ou seja, se você não tiver nenhuma restrição no seu CPF ou nome sujo, é só pegar o seu empréstimo e usar com responsabilidade!

Como você não precisa justificar o motivo do empréstimo pessoal, você pode usá-lo para resolver diversos tipos de situações, como: quitar dívidas atrasadas, pagar as contas do cartão e investir em um negócio próprio.

Nesses casos, o empréstimo pessoal é uma ótima alternativa! Entretanto, você precisa ter a certeza de que vai conseguir pagar o valor de volta, evitando problemas com as instituições de crédito.

Tipos de conta corrente

Tipos de conta corrente | Economia e renda extra

No mês de abril, também falamos sobre tipos de conta corrente, o modelo mais tradicional de conta bancária no Brasil. Vamos relembrar os principais e descobrir qual é o certo para você? Veja a seguir:

Conta corrente gratuita

O Banco Central (BC) obriga que cada instituição financeira ofereça ao menos um serviço de conta corrente sem tarifas, ou seja, gratuita. Por não cobrar nenhum tipo de taxa, a conta gratuita tem um pacote mínimo de serviços, que são:

  • Até dez folhas de cheque mensalmente;
  • Duas transferências bancárias entre contas da mesma instituição financeira;
  • Cartão de débito;
  • Limite de quatro saques por mês.

Conta com mensalidade

Normalmente, a conta corrente com mensalidade costuma apresentar mais benefícios do que a gratuita, já que o cliente paga a taxa de manutenção.

Entre essas facilidades, podem estar inclusas taxas menores, descontos em produtos do mesmo banco e até aconselhamento gratuito. Porém, tudo vai depender das regras da instituição.

No entanto, a conta corrente paga exige um saldo mínimo para funcionar, especialmente para a cobrança da taxa de manutenção. Mas, para escolher a melhor opção, compare os benefícios e entenda quais serviços você realmente precisa.

Conta corrente para estudantes

Dedicada especialmente para pessoas que estão fazendo faculdade, a conta universitária possui muitos benefícios: taxas menores e em alguns casos isentas, descontos e meia entrada em shows, cinemas, teatros e por aí vai.

Com a conta universitária, é possível até mesmo solicitar um cartão de crédito com zero tarifas. Mas, relembramos que tudo vai depender da instituição que você escolher.

Conta conjunta

Por fim, a conta conjunta é aquela que duas ou mais pessoas podem ter, onde cada titular pode contribuir e usar o dinheiro aplicado. Normalmente, a conta conjunta é dividida entre parentes ou sócios de negócio, sendo mais populares entre casais e pais e filhos.

Vantagens do PIX

Vantagens do Pix | Dúvidas sobre dívidas | Eu Dou Conta

Em abril, também falamos sobre o PIX, modelo de pagamento lançado em 2020 pelo Banco Central que vem conquistando cada vez mais o coração dos brasileiros. Em resumo, o PIX permite que você faça transferências para pessoas ou empresas na hora, em qualquer dia e horário da semana.

O PIX é uma facilidade tanto para quem compra quanto para quem recebe, e nós vamos relembrar alguns desses benefícios a seguir!

  1. Disponibilidade de dia e horário;
  2. Multiplicidade de casos de uso;
  3. Praticidade;
  4. Não possui custo para pessoas físicas;
  5. Segurança.

Como economizar dinheiro

Depois de relembrar o que aprendemos em abril sobre nome sujo, fatura do cartão de crédito, empréstimo pessoal, tipos de conta corrente e as vantagens do PIX, também vamos recordar algumas formas de economizar dinheiro, afinal, depois de sair das dívidas, é importante aprender a cuidar melhor da saúde financeira!

Metas financeiras

Metas financeiras | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Abril já chegou ao fim, e você ainda tem aquela meta do começo do ano para cumprir? Pode ter certeza que você vai conseguir! Basta ter disciplina, foco e objetivos bem definidos.

Em primeiro lugar, para definir e depois cumprir a sua meta financeira, você deve pensar no sonho que quer realizar. Por exemplo, seu maior desejo é fazer uma viagem para fora do país? Então, o próximo passo é entender o valor que você precisa ter em mãos para realizar cada etapa desse sonho.

Para saber como se planejar e finalmente tirar a sua meta do papel, essas dicas podem ajudar:

  1. Aprenda a diferença entre metas financeiras e desejos pessoais;
  2. Organize seus gastos;
  3. Defina metas possíveis de alcançar;
  4. Liste as prioridades;
  5. Não deixe para amanhã;
  6. Tenha metas de curto, médio e longo prazo;
  7. Acompanhe seu desempenho;
  8. Revise as suas metas.

Seguindo esse passo a passo, vai ser mais fácil aumentar as suas chances de alcançar essa conquista!

Como montar um orçamento

Como equilibrar o orçamento | Como limpar o seu nome | Eu Dou Conta

Não saber lidar com as contas do mês pode prejudicar (e muito) as suas finanças. Dívidas, nome sujo, CPF negativado, enfim, a lista do que pode acontecer é grande. Para evitar todos esses problemas, você pode montar um orçamento mensal para se organizar melhor. Esse foi um dos temas vistos no Eu Dou Conta de 2022 do mês de abril!

Vamos lembrar o que um bom orçamento precisa para dar certo? Veja a seguir:

  1. Categoria de gastos que definam as suas despesas;
  2. Quantidade certinha de categorias de gastos;
  3. Noção clara do quanto você ganha de dinheiro;
  4. Categoria para gastos não muito frequentes;
  5. Uma categoria só para as economias;
  6. Acompanhamento de compras;
  7. Definir e escrever metas financeiras realistas;
  8. Sempre revisar o orçamento;
  9. Ver o orçamento como algo legal.

Quanto economizar por mês?

Aprendeu como montar um orçamento que te ajude a controlar os gastos e economizar um pouquinho a mais? Se a resposta foi sim, você também deve saber quanto deve guardar por mês.

Descontando tributos, impostos e taxas, o ideal é que você guarde pelo menos 10% da sua renda mensal. Ou seja, é só subtrair 10% do seu salário.

É comum que se pague as contas primeiro e só então, com o que sobra, seja feita uma poupança. Essa prática está errada. Assim que receber o salário, separe a parte que será guardada e, só então, comece o pagamento das contas e gastos.

Acima de tudo, não se preocupe se o valor que você conseguir economizar for abaixo do que você esperava. Sejam R$ 10, R$ 50 ou R$ 100, o importante é começar a criar esse hábito. Mais importante do que o valor, é a ordem que esta economia deve acontecer.

Principais erros da organização financeira 

Você se planeja, tenta economizar, mas continua com a conta no vermelho? Isso pode ser um sinal de que a sua organização financeira está errada. Mas, nada de pânico! Estamos aqui para te ajudar a resolver esse problema.

Trouxemos aqui uma lista com as principais falhas que você pode estar cometendo no seu orçamento:

  1. Não acompanhar todos os gastos;
  2. Não ter disciplina;
  3. Usar o cartão de crédito sem cuidado.

Ao corrigir esses erros, você certamente terá mais sucesso no seu planejamento mensal. Acredite, é possível!

Como se organizar para pagar o IPVA

Seja para motoristas que acabaram de conquistar o primeiro carro ou para quem já conhece o imposto há algum tempo, pagar o IPVA é muito importante para poder usar seu carro sem medo e também não ganhar uma dívida ativa.

Em resumo, o IPVA deve ser pago todo ano, para que você tenha ou mantenha o direito de dirigir o seu carro. Se você vai pagar o seu primeiro imposto ou sempre acaba se enrolando na hora de quitar essa dívida, separamos as melhores dicas para não deixar para a última hora. Vem ver!

  • Comece a poupar;
  • Use parte do seu 13°;
  • Tente não atrasar o pagamento;
  • Prefira pagar à vista.

Como economizar na conta de água

Por último, mas não menos importante (aliás, essa dica é muito importante), em abril nós também aprendemos que é possível economizar um pouquinho mais na conta de água.

Não é segredo para ninguém que as contas de casa estão com valores bem altos ultimamente. Por isso, é essencial aprender a evitar custos maiores.

Mais ainda, não é sobre apenas cortar gastos, mas também se preocupar com o planeta, nosso maior bem! O que você vai precisar fazer é bem simples:

  • Ler o hidrômetro;
  • Reduzir o tempo no banho;
  • Desligar a torneira ao escovar os dentes;
  • Ensaboar as louças de uma vez só;
  • Não lavar a calçada com mangueira;
  • Verificar a caixa d’água;
  • Reutilize a água sempre que possível.

Aprenda com educação financeira

O que é educação financeira | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

No Eu Dou Conta de 2022 de abril, também compartilhamos as melhores dicas de educação financeira para você aprender sobre finanças de uma forma diferente. Veja a seguir!

Dicas para conseguir uma renda extra

Fala a verdade: quem não gosta de ganhar um dinheirinho a mais? Esse tema não poderia ter ficado de fora do Eu Dou Conta de 2022 de abril, e se você não sabe como formar uma renda extra, vamos te explicar!

Basicamente, renda extra é um valor em dinheiro, que você conquista ao realizar um trabalho alternativo, que não é sua ocupação principal. Geralmente, essa é uma maneira encontrada por muitos brasileiros para pagar dívidas atrasadas, quitar empréstimosfinanciamentos e colocar a vida financeira em dia.

Sabendo disso, existem muitas formas de renda extra para você conseguir uma quantia a mais, como:

  • Bazar virtual;
  • Aluguel de milhas;
  • Aulas online;
  • Produção e venda de alimentos;
  • Revenda de produtos;
  • Tradução de textos;
  • Entregas por aplicativo.

Enfim, são muitas as possibilidades para você ter uma renda extra.

Livros, filmes e séries sobre dinheiro

Quer maneira melhor de aprender sobre dinheiro do que consumindo conteúdos fáceis de assimilar, através de séries, livros e filmes? Vamos relembrar algumas dicas que demos em abril, com indicações de conteúdos para você tomar nota.

Filmes sobre dinheiro

  • Os delírios de consumo de Becky Bloom;
  • Quem quer ser um milionário?;
  • À procura da felicidade;
  • Forrest Gump.

Séries sobre dinheiro

  • O gambito da rainha;
  • Explicando…dinheiro;
  • Friends;
  • Girlboss.

Livros sobre dinheiro

  • Me Poupe!: 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso, de Nathalia Arcuri;
  • O Poder do Hábito, de Charles Duhigg;
  • O homem mais rico da Babilônia, de George S. Clason;
  • Como organizar sua vida financeira, de Gustavo Cerbasi.

Reserva de emergência

Um dos principais pontos da organização financeira é a reserva de emergência, mas se você nunca nem ouviu falar nisso, pode ficar tranquilo, nós vamos relembrar esse conceito para você.

A reserva de emergência, como o próprio nome já diz, é uma quantia guardada especialmente em casos urgentes, como por exemplo se você perder seu emprego, se precisar pagar despesas médicas, enfim, tudo o que for extremamente necessário.

Você pode guardar uma quantia por semana ou mês, o importante é ter em mente que esse dinheiro deve ser uma garantia, e não para gastar com despesas comuns do mês, ok?

Imposto de Renda 2022

Imposto de Renda | Dúvidas sobre dívidas | Eu Dou Conta

Sem sombra de dúvidas, um dos temas que não poderia ficar de fora do Eu Dou Conta de 2022 do mês de abril foi a entrega da Declaração do Imposto de Renda de 2022. Antes de mais nada, para entender como funciona esse tributo e se você é uma das pessoas que precisa declarar o imposto, trouxemos os tópicos mais importantes sobre o assunto.

Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

Em resumo, todos que receberam rendimentos acima de R$ 28.559,70 no ano anterior devem declarar Imposto de Renda. No entanto, existem outras condições, como:

  • Quem recebeu rendimentos superiores a R$ 40 mil, como doações e herança;
  • Pessoas que têm receita bruta superior a R$ 142.798,50 ano em atividade rural;
  • Quem tem bens e direitos (como imóveis, veículos e investimentos) que, somados, superam R$ 300 mil;
  • Pessoas que passaram a residir no País no ano que passou;
  • E também pessoas que receberam o auxílio emergencial para enfrentamento da pandemia (em qualquer valor) e, com isso, tiveram um rendimento superior a R$ 22.847,76 no ano.

Em outras palavras, se você estiver sob qualquer uma dessas condições, é obrigado a declarar o IR. Caso contrário, poderá pagar multa e ter problemas com a Receita Federal.

Imposto de renda para autônomos

Além de trabalhadores assalariados, quem trabalha por conta própria também deve entregar a declaração do IR, desde que estejam sob as seguintes condições:

  • Têm renda tributável maior do que R$22 mil no ano-base;
  • Ou que tenham recebido rendimentos não tributáveis de mais de R$40 mil.

Normalmente, os autônomos declaram o imposto através de documentos como o Informe de Rendimentos e o Recibo de Pagamento Autônomo (RPA). Para concluir, quem é autônomo mas trabalha para uma pessoa jurídica, já tem o imposto de renda descontado. Agora, se você é autônomo e trabalha para uma pessoa física, é necessário recolher o IR por conta própria.

O que acontece com quem não declara o Imposto de Renda?

Se você faz parte do grupo de pessoas que precisa declarar o imposto, mas não entrega a declaração, você estará sujeito a multas, que podem variar entre R$ 165,74 a 20% do valor do imposto devido, e pode ser autuado em crime de sonegação de imposto. Além disso, a Receita Federal poderá restringir o seu CPF, ou seja, impossibilitando você de fazer financiamentos, alugar imóveis, pedir empréstimos e, até mesmo, deixar o Brasil.

Como declarar o Imposto de Renda de 2022?

Você pode entregar a sua declaração de Imposto de Renda através de diversos meios, como no Programa Gerador da Declaração (PGD IRPF) no site da Receita Federal ou no aplicativo Meu Imposto de Renda. Se você possuir certificado digital, poderá acessar o Centro Virtual de Atendimento (e-CAC). Lá, encontrará a declaração pré-preenchida.

Para declarar o IR, você precisa apresentar todos os documentos exigidos. É muito importante ter atenção nesse processo, caso contrário, você poderá cair na malha fina. Confira a seguir os principais documentos:

  • Documentos pessoais (CPF, RG, título de eleitor etc.);
  • Comprovante de rendimento do banco comercial;
  • Comprovantes de despesas que podem ser abatidas (médicas, escolares, entre outras);
  • Informações dos dependentes;
  • Comprovantes de bens (imóvel, carro, entre outros).

Eu Dou Conta de 2022: maio é logo ali

O resumo do mês de abril fica por aqui! Gostou de tirar suas dúvidas e aprender com o Eu Dou Conta de 2022? Se você quer ter acesso a mais posts como esse, é só continuar de olho no blog Eu Dou Conta. Até a próxima!

Sobre o Eu Dou Conta

O Eu Dou Conta é uma plataforma de educação financeira que vai te ajudar a sair do vermelho, conseguir juntar uma renda extra e lidar melhor com o seu dinheiro.

Nós da Construtora Tenda criamos esse projeto para colocar ao alcance de todo brasileiro informações importantes sobre finanças. Queremos mostrar que o dinheiro não precisa ser um problema, mas sim um caminho para alcançar seus objetivos.

Por isso, nosso blog segue uma “trajetória” de conteúdos. Explicamos desde conceitos iniciais como negativação e score de crédito, até as principais dúvidas sobre dívidas, como empréstimos e cheque especial, e dicas de como economizar.

Tudo isso em uma linguagem acessível e porque não (?) divertida. Queremos que as pessoas consigam aprender, tirar suas dúvidas e, posteriormente, dar o próximo passo: talvez começar a investir, conseguir poupar ou então realizar sonhos, como o da casa própria.

A Tenda é uma grande parceira dos programas habitacionais do Governo Federal, como o Casa Verde e Amarela, substituto do Minha Casa Minha Vida. Isso quer dizer que, com a gente, o sonho da casa própria está mais próximo do que você imagina.

Pode acreditar, nós já ajudamos mais de 120 mil famílias brasileiras a conquistarem a casa própria por meio das nossas parcerias. Com mais de 50 anos de história, a Construtora Tenda está presente em 9 estados e até mesmo na B3, a Bolsa de Valores do Brasil. Aproveite para conhecer a nossa Loja Virtual e encontrar um apartamento pertinho de você.