Seu maior sonho é ter um carro para chamar de seu, mas você não tem condições para pagar à vista? Essa é a realidade de muitas pessoas, mas a boa notícia é que é possível poupar e aprender como comprar um carro economizando!

Quer entender como você pode fazer isso? Então, pegue papel e caneta e anote todas as nossas dicas!

Como comprar um carro?

Chaves de um veículo  | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Independência e praticidade são apenas alguns dos benefícios que ter um carro proporciona. Não é atoa que, segundo um estudo feito pela Anfavea, (Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores), cerca de 70% dos jovens de até 25 anos tem a pretensão de comprar um carro próprio, mostrando que essa é uma vontade de muitos brasileiros.

No entanto, transformar esse sonho em realidade ainda é uma tarefa um pouco mais trabalhosa, mas possível. Porém, antes de tomar qualquer atitude, é preciso entender se esse desejo realmente pode fazer parte da sua vida financeira.

Ou seja, o primeiro passo que você deve tomar é se planejar. Neste caso, não há nada melhor do que fazer uma avaliação sincerona do seu desejo. Para te ajudar, preparamos uma lista com algumas perguntas que você pode responder:

  1. Para que você quer um automóvel?
  2. Ele servirá para o seu dia a dia ou apenas para ir ao trabalho?
  3. Ele é fácil de ser vendido?
  4. Qual é o valor do seguro?
  5. Você tem um espaço na garagem para guardar ele?
  6. Você tem algum dinheiro guardado para gastos inesperados?

Dessa forma, vai ser mais fácil entender se você pode arcar com os custos da compra. Se a resposta for sim, então é hora de aprender como se planejar para comprar o seu tão sonhado carro!

Documentos necessários para comprar um carro

Mulher assinando documentos | Documentos para comprar um carro | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Além de organizar o seu cofrinho para essa compra, também é muito importante entregar a documentação certa para conseguir comprar um carro sem problemas. Mais do que isso, tanto você quanto o veículo precisam apresentar comprovações de licenciamento e autorização para dirigir. Vamos entender melhor quais são esses documentos? Confira a seguir!

Documentos do comprador

  • RG e CPF (cópia e original);
  • Comprovante de residência (cópia e original, de no máximo três meses antes).

Documentos para apresentar na hora da compra

  • Nota fiscal da compra do carro (cópia e original), emitida pela concessionária ou fabricante;
  • RENAVAM (Registro Nacional de Veículos Automotores), disponível no site do Detran de cada estado;
  • Decalque do chassi;
  • Certificado de Licenciamento do Veículo (CRLV);
  • Certificado de Registro do Veículo (CRV) preenchido e assinado pelo antigo dono, com firma reconhecida em cartório;
  • Comprovantes de pagamento do primeiro registro e do emplacamento.

É importante destacar que alguns documentos podem ter custos para sua aquisição. Por isso, sempre verifique com os órgãos responsáveis quais são os valores de possíveis taxas, para não tomar um susto na hora de conseguir a documentação necessária para comprar o seu carro.

Quais pontos devo avaliar antes de comprar um carro?

Jovem mulher pensativa segurando um papel e uma caneta | O que saber antes de financiar um veículo | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Se você respondeu todas as perguntas ali em cima, já vai ter uma boa visão de qual caminho deve seguir na busca pelo carro ideal. Entretanto, ainda é necessário se planejar um pouquinho mais antes de fechar algum acordo com uma concessionária ou vendedor.

Estamos falando das formas de pagamento que você pode usar na hora de comprar um carro. Aliás, você sabe quais são e as condições de cada uma delas? Se a resposta for não, vem aprender agora!

Financiamento

O financiamento veicular, assim como em outras categorias (imobiliário e estudantil, por exemplo) funciona a partir do pagamento de parcelas mensais, onde você pode usar o automóvel assim que o contrato for aprovado. Em outras palavras, o banco paga o seu carro e você vai quitando o valor dele com o passar dos anos, dependendo da quantidade de prestações que você fizer. Além disso, são incluídos juros no pagamento.

Nessa linha, existem dois principais tipos de financiamento de veículos: o CDC (Crédito Direto ao Consumidor) e o Leasing. Em primeiro lugar, com o CDC, você solicita ao banco a compra de um carro e consegue usar ele assim que a negociação for feita, mas ele continua sendo do banco até que as parcelas sejam totalmente quitadas. Ou seja, você só vai ter o veículo registrado em seu nome quando terminar o pagamento, além de não poder fazer nenhuma negociação com o automóvel durante esse período. Ademais, no CDC é permitido negociar as taxas de juros com o banco logo no início dos acordos.

Por outro lado, o leasing é uma modalidade onde o automóvel fica no nome da empresa de leasing até que a última parcela seja quitada, e por isso, ele possui juros menores, já que é a opção mais segura para a instituição. Apesar disso, com essa opção, também é possível ter o carro assim que o contrato for fechado.

Consórcio

No consórcio, um grupo de pessoas se junta para comprar um bem de alto valor, e cada uma paga uma parcela do que deseja comprar. Nessa linha, todos os meses acontece um sorteio, no qual uma pessoa do grupo é selecionada para receber a carta de crédito. Ou seja, ela recebe o dinheiro para efetuar a compra. Quem não é contemplado no sorteio precisará continuar pagando para conseguir tirar o dinheiro em outra oportunidade.

A grande vantagem do consórcio é que ele garante parcelas menores. Mas, não possui uma garantia de data para você ter o seu carro, e isso pode levar muitos anos. Com isso, tudo vai depender da urgência da sua compra. É algo que não pode esperar? Se sim, talvez seja melhor optar pelo empréstimo ou financiamento.

Pagamento à vista

A opção de quitar o seu carro à vista é vantajosa por alguns motivos, como não ter taxa de juros e não precisar pagar parcelas mensais por um longo prazo. No entanto, é imprescindível fazer um bom planejamento financeiro se você quer comprar um carro à vista, para não afetar o seu orçamento do dia a dia. Além disso, também é preciso ter paciência para juntar todo o dinheiro antes de fazer a compra. Todavia, se você precisa do carro com urgência, o financiamento pode ser a opção mais indicada.

Como comprar um carro sem entrada?

Miniatura de carro e um pote de moedas | Como comprar um carro sem entrada | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Em muitos casos, o valor de entrada na hora de financiar um automóvel pode ser a maior dificuldade que os motoristas vão enfrentar, afinal, é necessário pagar à vista. Normalmente, esse custo é um pouco mais alto, e por isso alguns compradores têm dúvidas se é possível comprar um carro sem entrada.

Todavia, sim, você pode comprar um carro sem entrada, pelo CDC ou leasing, as formas de pagamento que nós já conhecemos. No entanto, você só vai conseguir estando com o nome limpo, com uma boa pontuação de score e apresentando uma renda compatível com o custo da compra. Caso contrário, o financiamento poderá ser negado.

Além disso, você corre o risco de pagar taxas de juros mais altas do que se comprasse quitando este valor logo de cara, pagando parcelas com valores bem maiores. Isso acontece porque o banco entende que o risco de inadimplência é maior, aumentando os juros e o custo mensal.

Em conclusão, tudo vai depender do quanto você pode pagar por mês e da sua organização financeira. Se você decidir comprar um carro sem entrada, terá que lidar com um valor um pouco maior de juros e parcelas, mas, se quiser economizar para pagar à vista, a gente te ajuda!

Como comprar um carro com nome sujo? É possível?

Mulher preocupada olhando para as suas dívidas | Como comprar um carro com nome sujo | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Ficar com o nome sujo é uma situação complicada, não é mesmo? O CPF negativado, causado pela falta de pagamento de alguma conta ou acúmulo de dívidas, pode ocasionar em restrições de crédito, cancelamento de serviços básicos e juros mais altos ainda, para piorar a situação.

Quem tem o nome sujo e o desejo de comprar um carro pode enfrentar problemas na hora de fazer um financiamento. Para esclarecer, quando você solicita o empréstimo para uma empresa credora, normalmente um banco, é feita uma análise de crédito dos seus documentos e do seu nome. Nesse momento, são consultadas todas as informações dos seus pagamentos para outras empresas, incluindo a sua pontuação de score. Caso a sua pontuação seja baixa, e o banco identificar que o seu nome está sujo, as chances de conseguir financiar um carro são bem baixas.

Em outras palavras, a empresa acredita que o comprador apresenta um risco de não cumprir o combinado e o pagamento das parcelas mensais. Por isso, o crédito não é liberado e o financiamento reprovado. Entretanto, se você focar em pagar as suas dívidas e tirar o seu nome da lista de negativados, terá chances maiores de conseguir o financiamento.

Como comprar um carro economizando: confira 10 dicas!

Homem feliz segurando as chaves do seu novo carro | Dicas para poupar e comprar um carro | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Que o planejamento financeiro é uma boa forma de cuidar do seu dinheiro você já sabe, né? Pois então, saiba também que ele é uma das principais ferramentas que você vai usar para poupar e comprar o seu carro.

Antes de pensar nas formas de pagamento, seguro ou qual modelo de carro escolher, é preciso se planejar e poupar, equilibrando os gastos e custos para ter uma noção do quanto você vai conseguir juntar por mês. Sem mais delongas, vamos entender quais passos seguir para alcançar essa conquista!

Conheça seus gastos

Em primeiro lugar, um carro é um bem de alto valor agregado, que exige uma certa quantia não somente para ser pago na hora, mas também para ser mantido. Em outras palavras, a reflexão que você deve fazer é: será que eu tenho condições para arcar com os gastos depois da compra?

A melhor forma de descobrir essa resposta é através do orçamento mensal que você vai montar, sempre anotando os custos fixos que você tem e principalmente, para onde o seu dinheiro está indo. Por exemplo, entender o quanto você gasta com alimentação, lazer, transporte, aluguel, contas de casa, enfim, tudo que você vai continuar pagando todos os meses.

Em seguida, você deve colocar no papel os custos variáveis, ou seja, aqueles que acontecem uma vez ou outra (e é para incluir tudo mesmo, até aquela coxinha que você comprou na padaria do lado do trabalho quando estava com muita fome).

Por último, mas não menos importante, faça um levantamento das suas dívidas, até porque, você não vai conseguir comprar um carro com o nome sujo. Todo esse cálculo vai te ajudar a entender quais são suas prioridades e o quanto você pode poupar para comprar o seu carro.

Estabeleça metas

Você sabia que visualizar o seu objetivo no papel pode deixar a sua meta ainda mais próxima da realidade? Pois é! Nesse sentido, escrever as metas que você deseja realizar vai te deixar mais motivado para não desistir quando as dificuldades surgirem.

Sabendo disso, você pode escrever frases de afirmação, por exemplo: “Quero aprender como comprar um carro até o final do ano”, ou, “Preciso economizar R$ 20 mil para comprar o meu carro”, e por aí vai. Dessa forma, vai ser mais fácil entender o que de fato você precisa fazer para alcançar essa conquista.

Escolha o melhor momento

Será que esse é o melhor momento para você fazer uma compra tão importante como essa? Ou você ainda tem outras prioridades na frente? Entender a fase da sua vida em que você está também é importante para tomar a melhor decisão. Todavia, mesmo se você decidir prolongar essa compra, é essencial já começar a ir poupando e planejando para conseguir as melhores condições!

Considere as suas necessidades

Muito mais do que o desejo, a escolha de um carro deve se basear nas necessidades que você possui. Ou seja, a sua realidade vai definir o tipo de modelo e, consequentemente, o quanto o veículo vai custar.

Por exemplo, você tem filhos? Então, é preciso pensar em um automóvel um pouco mais espaçoso. Você vai usar o seu carro para ir trabalhar todos os dias? O ideal é escolher um carro mais econômico, já que a alta no combustível pode afetar (e muito) as suas finanças. Agora, se você é uma pessoa que viaja bastante, vai precisar de um porta-malas espaçoso, certo? Em resumo, você deve entender quais são as suas necessidades para tomar a decisão mais vantajosa.

Para isso, você pode listar todas as características que o seu carro precisa ter, e já ir pesquisando os modelos e a média de preço deles. E lembre-se: foque nas necessidades e deixe os desejos de lado. Não adianta comprar um carro super potente se você quer economizar com a gasolina, combinado?

Defina um valor para a compra

Agora que você já sabe como estão as suas contas, escolheu o momento certo para a compra e já entendeu todas as necessidades que o carro vai suprir, chegou a hora de verificar o orçamento disponível. Afinal, caso você tenha dificuldades para manter essa compra, pode ter muitos problemas financeiros, que vão desde dívidas acumuladas até a negativação do seu CPF.

O ideal é que o valor da parcela seja equivalente a, no máximo, 1/3 da sua renda, não comprometendo o pagamento de outras despesas mensais. Porém, entendemos que esse pode ser um valor alto, e por isso, você pode apostar em simulações de outras formas de pagamento, focando em juros menores, por exemplo. O importante é escolher formas que te deixem confortável com os seus custos fixos.

Pesquise os modelos

Essa talvez seja a fase mais divertida na busca por um carro, onde você realmente vai ver os modelos, cores, funcionalidades e claro, os preços. Contudo, é fundamental ter alguns pontos em mente, como a diferença de valores entre carros novos e usados, avaliar o custo médio de manutenção, o preço do seguro, os gastos com combustível, e por aí vai.

Tudo isso vai te ajudar a preencher ainda mais o seu planejamento financeiro para comprar o seu carro. Além disso, nessa etapa você também deve avaliar o índice de depreciação do veículo, afinal, daqui há um tempo você pode querer trocá-lo, e entender o nível de queda no valor dele vai te ajudar.

Faça uma avaliação do veículo

Imagine o seguinte: você começa a economizar, põe todas as dicas em prática, consegue o tão sonhado valor para comprar o seu carro e de repente, descobre que ele está em más condições de uso. Sem sombra de dúvidas, essa é uma situação muito frustrante. Pior ainda, provavelmente você vai ter que desembolsar mais um pouco para reparar esses danos.

Por isso, seja usado ou novo, sempre observe os espaços nas portas, se há algum tipo de relevo, as linhas dos faróis e tudo o que for necessário para garantir que o carro será entregue em perfeitas condições. Ainda mais, o ideal é que você sempre faça um test drive para ter a certeza que aquele veículo é o que você deseja e o que melhor se adapta as suas condições.

Considere os gastos depois da compra

Manutenção, seguro, licenciamento, IPVA e claro, o combustível. Os gastos depois de já ter comprado o carro são vários, mas essenciais para manter o bom funcionamento do veículo e evitar qualquer tipo problema que vá resultar em mais custos para você. Nesse sentido, considerar tudo o que você vai gastar depois também é importante para se planejar, e não somente o que você precisa para o momento da compra.

Para fazer isso, você pode juntar o valor do carro mais uma reserva para os gastos fixos, já pensando em evitar qualquer tipo de custo fora do planejado.

Economize!

Até aqui, você aprendeu como fazer a melhor escolha do seu carro, baseada nas suas necessidades e desejos pessoais. Mas, isso não vai adiantar se você não colocar em prática alguns hábitos de economia. Por exemplo, você pode levar marmitas para o trabalho ao invés de comer em um restaurante. Na mesma linha, reduza os passeios no final de semana e escolha opções gratuitas. Além disso, tente gerir mais as suas finanças para usar menos o cartão de crédito.

É claro que não tem como deixar de gastar em algum momento, mas, criar uma mentalidade mais econômica vai te ajudar a guardar dinheiro para comprar o seu carro, focando em evitar ou até mesmo cortar custos não essenciais.

Negocie com a concessionária

Você pode ter encontrado o carro dos sonhos, daquela marca que você gosta e melhor ainda, por um preço que cabe no seu bolso. Mas, calma! Ainda existem algumas etapas antes de assinar o contrato.

Uma boa dica para te ajudar a economizar mais ainda é tentar negociar melhores condições e vantagens. Em alguns casos, as concessionárias oferecem serviços no momento da aquisição do veículo, como emplacamento grátis, inclusão de itens por um preço mais em conta (ar-condicionado, teto solar) e até mesmo uma garantia de fábrica mais duradoura.

Ou seja, sempre avalie se é possível conseguir mais benefícios para a sua compra, afinal, economizar nunca é demais, né?

Em conclusão, a compra de um carro, seja ele novo ou usado, é uma missão muito importante e que deve ser feita com todo o cuidado possível, afinal, trata-se de um bem de alto valor. Apesar disso, existem muitas opções para tornar essa conquista mais facilitada e mais em conta. É só seguir as dicas, ter disciplina e persistência que você vai chegar lá, certo?

Esperamos que tenha gostado de aprender como comprar um carro! Continue de olho em nossos posts para mais dicas como essa. Até mais!

Sobre o Eu Dou Conta

O Eu Dou Conta é uma plataforma de educação financeira que vai te ajudar a sair do vermelho, conseguir juntar uma renda extra e lidar melhor com o seu dinheiro.

Nós da Construtora Tenda criamos esse projeto para colocar ao alcance de todo brasileiro informações importantes sobre finanças. Queremos mostrar que o dinheiro não precisa ser um problema, mas sim um caminho para alcançar seus objetivos.

Por isso, nosso blog segue uma “trajetória” de conteúdos. Explicamos desde conceitos iniciais como negativação e score de crédito, até as principais dúvidas sobre dívidas, como empréstimos e cheque especial, e dicas de como economizar.

Tudo isso em uma linguagem acessível e porque não (?) divertida. Queremos que as pessoas consigam aprender, tirar suas dúvidas e, posteriormente, dar o próximo passo: talvez começar a investir, conseguir poupar ou então realizar sonhos, como o da casa própria.

A Tenda é uma grande parceira dos programas habitacionais do Governo Federal, como o Casa Verde e Amarela, substituto do Minha Casa Minha Vida. Isso quer dizer que, com a gente, o sonho da casa própria está mais próximo do que você imagina.

Pode acreditar, nós já ajudamos mais de 120 mil famílias brasileiras a conquistarem a casa própria por meio das nossas parcerias. Com mais de 50 anos de história, a Construtora Tenda está presente em 9 estados e até mesmo na B3, a Bolsa de Valores do Brasil. Aproveite para conhecer a nossa Loja Virtual e encontrar um apartamento pertinho de você.