CADASTRO CASA VERDE E AMARELA: COMO FAZER?

Minha Casa Minha Vida

Realizar a casa própria é o sonho de muitos brasileiros. Pensando nisso, o programa Casa Verde e Amarela é um facilitador para garantir essa conquista. Porém, muitas pessoas têm dúvidas de como funciona o cadastro Casa Verde e Amarela.

Loja Virtual Tenda
Spotify Blog da Tenda

Isso porque, o Casa Verde e Amarela tem o objetivo de facilitar o financiamento imobiliário para as famílias de baixa renda. Principalmente, por meio dos seus principais benefícios como: subsídio habitacional, composição de renda e o uso do FGTS no financiamento. É por isso que fazer o cadastro no programa Casa Verde e Amarela é um passo importante para realizar o sonho de ter sua casa.

Então, se este é o seu caso, acompanhe esse conteúdo para entender com o que é o Casa Verde e Amarela e como conseguir se cadastrar no programa para financiar a casa própria.

O que é o Casa Verde e Amarela?

O que é o Casa Verde e Amarela | Foto de uma mulher pesquisando na internet | Minha Casa Minha Vida | Blog da Tenda

De início, o Casa Verde e Amarela é um programa habitacional que tem o objetivo de ajudar as famílias de baixa renda a financiar a casa própria.

Para participar do programa, você precisa atender os requisitos do programa, como ser maior de 18 anos, e principalmente, se enquadrar nos grupos de renda do PCVA. A seguir, confira mais detalhes das faixas de renda do Casa Verde e Amarela e veja qual delas você faz parte.

Faixas de renda do Casa Verde e Amarela

A princípio, para atender o maior número de brasileiros com os benefícios do Casa Verde e Amarela, o programa está organizado em três grupos de renda.

Isso porque, cada faixa de renda conta com um pacote específico de vantagens do PCVA, facilitando o financiamento imobiliário para as famílias de baixa renda. Na sequência, confira as faixas de renda do programa Casa Verde e Amarela:

Grupo 1

O Grupo 1 do Casa Verde e Amarela é formado por famílias com renda mensal bruta de até R$ 2.400,00.

Grupo 2

Composto por famílias com renda bruta mensal entre R$ 2.400,01 e R$ 4.400.

Grupo 3

O Grupo 3 conta com famílias que tem uma renda bruta familiar mensal entre R$ 4.400,01 e R$ 8 mil.

Dessa forma, cada grupo de renda do PCVA conta com benefícios exclusivos como as menores taxas de juros do mercado, subsídio, composição de renda e o uso do FGTS no financiamento. Em seguida, saiba mais detalhes sobre as taxas de juros do Casa Verde e Amarela.

Taxas de juros para quem se cadastrar no Casa Verde e Amarela

Antes de tudo, um dos grandes benefícios do programa Casa Verde e Amarela são as menores taxas de juros do mercado para o crédito imobiliário. Isso quer dizer que, quem faz um financiamento imobiliário para conquistar a casa própria por meio do Casa Verde e Amarela vai poder contar com juros menores.

Então, para ficar mais claro, confira as taxas de juros do PCVA:

Grupo 1

As famílias do grupo 1 têm uma renda de até R$ 2.400 e contam com as menores taxas do Casa Verde e Amarela.

Região Norte e Nordeste
Cotista do FGTS: 4,25% a 4,50%
Não Cotista do FGTS: 4,75% a 5,00%

Região Sul, Sudeste e Centro-Oeste
Cotista do FGTS: 4,50% a 4,75%
Não Cotista do FGTS: 5,00% a 5,25%

Grupo 2

Composto por famílias com renda bruta mensal entre R$ 2.400,01 e R$ 4.400, o Grupo 2 também conta com taxas de juros diferenciadas para algumas regiões do Brasil.

Região Sul, Sudeste e Centro-Oeste
Cotista do FGTS: 5,00% a 6,50%
Não Cotista do FGTS: 5,50% a 7,00%

Região Norte e Nordeste
Cotista: 4,75% a 6,50%
Não Cotista: 5,25% a 7,00%

Grupo 3

Para concluir, o último grupo de renda do Casa Verde e Amarela, Grupo 3, possui taxas de juros iguais para todo o país, sendo:

Cotista do FGTS: 7,66%
Não Cotista do FGTS: 8,16%

Sendo assim, sabendo qual grupo de renda do PCVA você se enquadra, o próximo passo é fazer o cadastro Casa Verde e Amarela e conquistar sua casa própria. Em seguida, saiba como fazer o cadastro do programa.

Como fazer o cadastro Casa Verde e Amarela?

Como fazer o cadastro Casa Verde e Amarela | Foto de uma mulher pesquisando na internet | Minha Casa Minha Vida | Blog da Tenda

Em resumo, o cadastro do Casa Verde e Amarela deve ser feito pelas pessoas e famílias com renda familiar bruta mensal entre R$ 2.400 e R$ 8 mil. Então, sabendo qual grupo de renda do PCVA você se encaixa e qual imóvel deseja, você tem três opções para fazer o cadastro do Casa Verde e Amarela:

  • Individualmente: você pode ir diretamente em um banco parceiro do programa como a Caixa;
  • Por meio de uma construtora parceira do programa;
  • Ou através de entidade organizadora que estiver vinculada a algum investimento da Caixa Econômica Federal.

Depois disso, faça uma simulação e entregue os documentos para um correspondente da Caixa ou uma agência do banco mais próxima. Após a análise de crédito e avaliação do imóvel, se tudo estiver certo e você for aprovado no crédito habitacional, basta assinar o contrato de financiamento.

Quem pode fazer o cadastro do Casa Verde e Amarela?

Em geral, as pessoas que podem fazer o cadastro do Casa Verde e Amarela devem atender as regras do programa. A seguir, confira as condições para participar do Casa Verde e Amarela:

  • Ser brasileiro ou naturalizado no país;
  • Ter mais de 18 anos;
  • Não ter nenhum imóvel próprio em seu nome;
  • Quem não está financiando nenhum imóvel;
  • Não pode ter participado de nenhum programa habitacional do Governo;
  • Quem não está no Cadastro Nacional de Mutuários (CADMUT).

Documentos necessários para participar do Casa Verde e Amarela

Quais são os documentos necessário para financiar pelo Casa Verde e Amarela | Foto de um casal organizando documentos | Minha Casa Minha Vida | Blog da Tenda

De modo geral, para fazer o cadastro do Casa Verde e Amarela, é preciso apresentar alguns documentos. A seguir, confira quais são:

  • Carteira de identidade (RG) ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH);
  • CPF;
  • Comprovantes de Estado Civil: Certidão de Casamento ou Contrato de União Estável. Para os divorciados, é preciso a Certidão de Casamento Averbada com divórcio. Certidão de Nascimento para os solteiros;
  • Comprovante de renda;
  • Carteira de trabalho;
  • Título de Eleitor;
  • Comprovante de residência atual;
  • Certidões de Nascimento e CPF dos filhos menores de 18 anos;
  • Nos casos de Portadores de Necessidades Especiais, laudo médico atual com identificação médica e CID.

Por fim, para não ter nenhum imprevisto, leve os documentos originais e as cópias da documentação acima. Assim, você vai conseguir fazer o cadastro do Casa Verde e Amarela tranquilamente.

Passo a passo para fazer o cadastro do Casa Verde e Amarela

Agora que você já sabe o que é o programa Casa Verde e Amarela e como funciona para financiar a casa própria, preparamos um passo a passo sobre como fazer o cadastro Casa Verde e Amarela. Confira!

Escolha o imóvel ideal

O primeiro passo para fazer o cadastro do Casa Verde e Amarela é escolher o imóvel ideal na região em que você deseja morar. Isso porque, é fundamental verificar se o apartamento ou a casa é participante do PCVA. Além disso, escolha também uma construtora confiável e credenciada no programa.

Este é o caso da Construtora Tenda, que já ajudou mais de 120 mil famílias a realizarem o sonho da casa própria e é parceira do Casa Verde e Amarela. Então, se você ainda não escolher o seu novo lar, confira os apartamentos à venda Tenda e aproveite os benefícios do PCVA para sair do aluguel.

Aliás, para conhecer o apartamento Tenda que cabe no seu bolso, faça uma simulação grátis no Simulador de Financiamento Tenda. Com essa ferramenta você vai descobrir os valores aproximados das parcelas do financiamento, se você tem direito ao subsídio Casa Verde e Amarela e o valor, e por fim, qual apartamento Tenda cabe no seu orçamento. Faça já sua simulação grátis e para saber mais sobre o Simulador de Financiamento Tenda, assista ao vídeo abaixo.

Reúna a documentação necessária

Em seguida, depois de escolher o imóvel e fazer a simulação, o próximo passo é reunir todos os documentos para fazer o cadastro do Casa Verde e Amarela e o financiamento imobiliário. Então, para dar entrada no financiamento, confira a documentação que deve ser apresentada ao banco:

  • Comprovantes de estado civil, como certidão de casamento ou nascimento;
  • Documentos de identificação, como CPF e RG;
  • Comprovante de residência atualizado;
  • Título eleitor;
  • Comprovante de renda, como holerite, extrato da conta bancário, etc.;
  • Declaração de contribuição do Imposto de Renda, caso tenha.

Então, se você ainda tem dúvida de quais documentos para financiar um imóvel, assista ao vídeo abaixo.

Assine o contrato de financiamento

Para finalizar o cadastro do Casa Verde e Amarela, o banco vai analisar os documentos do comprador e do imóvel. Isso significa que, o banco vai fazer sua análise de crédito e uma avaliação do imóvel que você escolheu para financiar. Então, com a aprovação do financiamento, você pode assinar o contrato de financiamento e conquistar a casa própria.

Quais são os benefícios para quem se cadastrar no Casa Verde e Amarela?

Quais são os benefícios do Casa Verde e Amarela | Foto de uma mulher com dúvida pesquisando na internet | Minha Casa Minha Vida | Blog da Tenda

Antes de mais nada, o Casa Verde e Amarela é um grande aliado para as famílias de baixa renda realizarem o sonho da casa própria.

Isso porque, devido as facilidades oferecidas para fazer o financiamento imobiliário, além das menores taxas de juros do mercado, o programa conta também com outros benefícios que tem o objetivo de garantir o acesso ao imóvel próprio para essas famílias. Em seguida, descubra os demais benefícios do PCVA.

Subsídio habitacional

O que é subsídio | Foto de uma calculadora, uma casinha, chaves de uma casa e um documento | Minha Casa Minha Vida | Blog da Tenda

Para começar, o subsídio Casa Verde e Amarela é um dos principais benefícios do programa. Isso porque o subsídio habitacional é um valor dado pelo governo para as famílias de baixa renda conseguirem financiar uma casa ou um apartamento.

Em outras palavras, o subsídio habitacional funciona como um desconto, usado apenas para a compra de um imóvel. Além disso, esse valor diminui o custo do financiamento, deixando as parcelas mais acessíveis.

Para ficar mais claro, digamos que você vai comprar um imóvel de R$ 200 mil e consegue um subsídio de R$ 20 mil. Isso quer dizer que, você só vai precisar pagar R$ 180 mil no imóvel. Incrível!

Por fim, é como se o Governo desse aquele empurrão para te ajudar a comprar sua casa própria, pagando parte do valor do imóvel. Mas, fique calmo, porque você não precisará devolver esse dinheiro e nem quitar.

Quais são os valores de subsídio oferecidos pelo Casa Verde e Amarela?

Uma das principais dúvidas sobre o subsídio é com relação aos valores que são liberados. Então, para esclarecer, os valores do subsídio são definidos a partir da renda familiar, da região onde está localizado o imóvel que a família deseja comprar e o valor da propriedade.

Isso acontece porque, cada grupo de renda conta com um valor aproximado de subsídio definido pelo Casa Verde e Amarela. Veja:

Grupo 1

As famílias com renda familiar bruta mensal de até R$ 2.400,00 podem conseguir até R$ 47.500,00 de subsídio.

Grupo 2

Já as pessoas com renda familiar bruta mensal de R$ 2.400,01 até R$ 4.400 podem conseguir até R$ 29.000 de subsídio.

Grupo 3

Para concluir, as pessoas do Grupo 3, que tem uma renda familiar bruta mensal de R$ 4.400,01 até R$ 8 mil, não têm direito ao subsídio. Isso porque, o subsídio é um benefício que tem o objetivo de ajudar as famílias com baixa renda.

Sendo assim, se você ainda tem dúvidas de como funciona o subsídio do Casa Verde e Amarela, assista ao vídeo abaixo.

Composição de renda

Antes de qualquer coisa, um dos principais motivos que as pessoas desistem de conquistar a casa própria é a falta de renda para dar entrada em um financiamento.

Então, para ajudar quem acredita que sua renda não é suficiente para financiar uma casa, o Casa Verde e Amarela possui o benefício da composição de renda para realizar esse sonho.

Em resumo, a composição de renda é a soma dos salários de até três pessoas para financiar um imóvel. Ou seja, ao somar seu salário com a renda de outras pessoas, você aumenta as chances da aprovação do financiamento imobiliário.

Para ficar mais claro, digamos que o seu salário é de R$ 2.000, e sua mãe também ganha R$ 2.000. Então, ao somar o seu salário com o pagamento da sua mãe, a composição de renda da sua família é de R$ 4.000. Com esse valor de renda familiar, é possível mostrar ao banco que vocês conseguem arcar com as parcelas do financiamento.

Quem pode compor renda no financiamento Casa Verde e Amarela?

Para esclarecer, você pode compor renda com até três pessoas, que podem ser seus familiares e até mesmo amigos. Em seguida, saiba quem pode participar da sua composição de renda:

  • cônjuges e namorados;
  • enteado, madrasta e padrasto;
  • pais, sogros e filhos;
  • tios e primos;
  • irmãos e amigos.

Então, aproveite esse benefício do Casa Verde e Amarela para realizar o sonho da casa própria. Porém, se você ainda tem dúvidas de como funciona a composição de renda, assista ao vídeo a seguir.

Uso do FGTS no financiamento imobiliário

Um outro grande benefício do Casa Verde e Amarela usar o saldo do seu FGTS para comprar um imóvel. Então, para ficar mais claro, veja as opções de usar o saldo do FGTS para financiar sua casa própria.

  • Como valor de entrada no financiamento da casa própria;
  • Na amortização do saldo devedor ou quitação do valor da dívida;
  • Para diminuir em até 80% o valor das parcelas em 12 meses consecutivos.

Por fim, os cotistas do FGTS também contam com as taxas de juros mais baixas do programa. Na sequência, saiba quais os principais requisitos para utilizar o FGTS na compra da casa própria com o Casa Verde e Amarela.

Quais são os requisitos para usar o FGTS no PCVA?

Foto de um celular com logo do FGTS, uma carteira de trabalho e um teclado de computador | Como usar o FGTS no Casa Verde e Amarela | Minha Casa Minha Vida | Blog da Tenda

Normalmente, para usar o FGTS no financiamento Casa Verde e Amarela, tanto o comprador como o imóvel precisam atender algumas regras definidas pelo Fundo de Garantia. A seguir, descubra quais são os requisitos.

Condições para o comprador usar o FGTS na compra de imóvel
  • Ter pelo menos três anos de carteira assinada sob regime do FGTS (consecutivos ou não), na mesma empresa ou em empresas diferentes;
  • Não pode possuir outro financiamento ativo no Sistema Financeiro de Habitação (SFH), em qualquer parte do país;
  • Não ter outro imóvel residencial na cidade onde mora ou trabalha;
  • O contrato de financiamento e o benefício do FGTS devem ser no nome da mesma pessoa;
  • Caso você use o seu saldo para reduzir parcelas, será preciso estar em dia com o pagamento das parcelas do financiamento.
Condições para o imóvel ser financiado com os recursos do FGTS 
  • O imóvel precisa pertencer a uma área urbana (não pode estar numa área rural);
  • A propriedade tem que estar localizada na cidade que você reside ou trabalha há pelo menos um ano;
  • O objetivo do imóvel é para moradia do trabalhador e não para alugar;
  • A propriedade pode ser usada, nova, na planta ou em construção;
  • O imóvel deve ter a matrícula no Registro de Imóveis e não apresentar qualquer impedimento à comercialização;
  • O local não pode ter sido financiado com o uso do FGTS nos últimos 3 anos;
  • O valor de avaliação do imóvel não deve ser superior a R$ 750.000 para os estados de MG, RJ, DF e SP e de R$ 650.000 para os outros estados;
  • A moradia precisará passar por uma vistoria de um agente da Caixa Econômica Federal para atestar a finalidade de uso do imóvel e as condições de habitação antes do recurso ser liberado.

Então, se você atender as regras do Fundo de Garantia, poderá usar o seu saldo do FGTS para comprar seu apartamento Tenda com o Casa Verde e Amarela. Para saber mais como utilizar o FGTS na compra de um imóvel, assista ao vídeo abaixo.

Agora que você já sabe como fazer o seu cadastro Casa Verde e Amarela, venha escolher o seu novo lar aqui na Construtora Tenda e utilize os benefícios do PCVA.

Confira os apartamentos à venda e conquiste sua casa própria com a gente. Entre em contato agora com nosso time de atendimento e aproveite o Casa Verde e Amarela para sair de vez do aluguel!

Sobre a Tenda

Tenda é uma das maiores construtoras do Brasil e uma das empresas que integram a Bolsa de Valores de São Paulo. Listada no Novo Mercado da B3, a companhia tem o mais alto nível de governança corporativa do país.

Com mais de 50 anos de experiência no mercado imobiliário, a gente sabe que comprar um apartamento muitas vezes parece ser algo impossível para muitos brasileiros. Por isso, a nossa missão é colocar a conquista da casa própria ao seu alcance.

Acredite, com as nossas condições exclusivas somadas a grande parceria que temos com o programa Casa Verde e Amarela, o substituto do Minha Casa Minha Vida, você consegue ter o seu cantinho.

Nós já realizamos o sonho de mais de 120 mil famílias, provando que ter um imóvel próprio é possível. Para ajudar cada vez mais brasileiros, estamos presentes em capitais e regiões metropolitanas de nove estados do país. Existem apartamentos à venda em São Paulo, Bahia, Ceará, Pernambuco, apartamentos à venda no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e Minas Gerais.

Além de diversas lojas físicas nos nove estados em que atuamos, também oferecemos a comodidade da Loja Virtual Tenda, um ambiente seguro e com todas as informações que você precisa para conquistar o seu imóvel. No nosso site, você também encontra ferramentas como o Simulador de Financiamento e a Calculadora dos Sonhos que te ajudam no planejamento da compra.

Conte com a gente para realizar o sonho de ter o seu apartamento! Estamos prontos para tirar as suas dúvidas e te acompanhar durante todo o processo.

Loja Virtual Tenda
Spotify Blog da Tenda
Autor do Post | Tenda Blog
Escrito por:

Tenda

Saia do aluguel e conquiste seu apartamento. Dê o primeiro passo agora mesmo.


Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(0) Comentários
Este artigo ainda não possui comentário. Seja o primeiro.