Guia completo
para conquistar
seu ape.

Baixe grátis



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





O prazo de financiamento de um imóvel leva em conta uma série de fatores — além do valor, considera a capacidade de pagamento, a existência de outras dívidas e até a idade do contratante —, os quais podem facilitar ou inviabilizar o empréstimo. Saiba mais!

Chega uma etapa da vida em que o principal objetivo da família é comprar a casa própria. Nessa hora, inicia-se uma busca incessante para encontrar aquele lugarzinho especial, que satisfaça as necessidades de todos e, ao mesmo tempo, caiba no bolso.

O que poucos compreendem é como o prazo de financiamento de um imóvel tem influência sobre essa escolha. Para entender melhor sobre o assunto, continue lendo este post!

Como o prazo de financiamento de um imóvel é calculado?

No caso de empreendimentos do programa Minha Casa Minha Vida, subsidiado pelo Governo Federal, o financiamento dos imóveis é feito pela Caixa. Atualmente, o prazo para quitar a dívida com a instituição é de até 360 meses — o equivalente a 30 anos.

Acontece que, da mesma forma como há requisitos para ter o financiamento aprovado (como a comprovação de renda adequada ao crédito solicitado, uso do saldo do FGTS etc.), diversos dados são considerados na definição do prazo de financiamento concedido pela Caixa.

Por isso, depois de conhecer sua real situação financeira, sabendo o quanto ganha e gasta por mês, o interessado precisa encontrar um imóvel ideal, cujo pagamento das prestações do financiamento não comprometa mais do que 30% da renda familiar.

Os bancos e as empresas credoras recomendam esse teto como uma medida preventiva, importante para evitar que a pessoa contraia uma dívida maior do que a sua capacidade de pagamento e tenha dificuldades para honrá-la.

É possível financiar 100% do valor de um imóvel?

Na maioria dos casos, para entrar em um financiamento imobiliário é preciso dar, pelo menos, 30% do valor do imóvel como entrada.

A exceção é o caso das famílias com rendas de até R$ 1.800 mensais atendidas pelo Minha Casa Minha Vida, as quais não precisam dar entrada e contam com financiamentos em até 10 anos.

No entanto, o programa do Governo Federal também oferece subsídios para facilitar a entrada de pessoas pertencentes a outras faixas de renda.

Por exemplo: famílias com renda bruta entre R$ 1.800 e R$ 2.600 têm direito a subsídios de até R$ 47.500. Já as que recebem até R$ 4 mil podem aproveitar subsídios de até R$ 29 mil.

Além disso, algumas construtoras, como é o caso da Tenda, oferecem a possibilidade de parcelar a entrada em até 60 meses.

Qual é a influência do prazo no valor final pago pelo imóvel?

Ainda que a Caixa ofereça as menores taxas do mercado, quanto maior for o prazo de financiamento de um imóvel, mais tempo pagando juros e, portanto, maior será o custo do bem.

No caso das famílias com rendas entre R$ 1.800 e R$ 2.600, a instituição oferece taxas de juros de 5% ao ano, sendo possível estender o financiamento por até 30 anos.

Acontece que, se duas famílias interessadas em um mesmo empreendimento, por unidades de valores iguais, assumirem prazos de financiamento diferentes, cada uma pagará um custo final.

Por exemplo: se uma optar por um prazo de 10 anos e a outra por 30 anos, a segunda terá que arcar com juros por muito mais tempo. Por isso, o montante final será maior.

O que é melhor: parcelas menores ou prazos menores?

A vantagem é relativa. Quando se trata de economizar, quem consegue arcar com prestações maiores, por um prazo de financiamento menor, sai ganhando, pois o pagamento dos juros será menor e, portanto, o custo final do imóvel também.

Porém, muitas pessoas preferem que o prazo de financiamento seja o mais longo possível, pois acreditam que o valor das parcelas pode ser pago com mais facilidade e cabe, sem pesar, no orçamento da família.

De maneira geral, um prazo maior costuma ser ideal para famílias com filhos e uma série de compromissos já firmados.

Porém, para decidir o que é melhor com segurança, antes de pedir um financiamento indica-se fazer um planejamento financeiro.

Como reduzir o valor ou o prazo de um financiamento?

Muitas pessoas que optaram por financiamentos mais longos conseguem se organizar e quitar o saldo devedor com antecedência, encerrando o empréstimo mais rápido do que poderiam imaginar.

O bacana é que, ao fazer a amortização da dívida, o mutuário deixa de pagar parte das taxas de juros e outros encargos (como seguros obrigatórios) que incidem sobre o valor financiado.

Vale destacar que a antecipação pode ser feita a qualquer momento, durante a vigência do contrato.

Quais fatores prolongam o período de financiamento?

Além da renda mais baixa, a idade também influencia no prazo do financiamento. Pessoas mais novas, por exemplo, podem conseguir financiamentos maiores, pois a Caixa entende que elas terão mais tempo, ao longo da vida, para trabalhar e pagar.

É interessante destacar que quando o financiamento é feito em nome de um casal, cada cônjuge entra com uma porcentagem de participação na renda familiar. Por exemplo: o marido pode representar 60% do total e a esposa 40%.

Caso ele venha a falecer durante a vigência do financiamento, 60% do valor restante da dívida será considerado quitado — graças ao seguro MIP (Morte e Invalidez Permanente), cujo custo é embutido nas prestações.

Quando o prazo pode inviabilizar um financiamento?

Como explicado, para aprovar um financiamento a Caixa avalia as possibilidades reais de o proponente conseguir arcar com o compromisso. No site da instituição, um simulador habitacional permite ter ideia da duração de um financiamento.

Entre outros fatores, considera a idade do comprador mais velho (no caso de o financiamento ser feito por um casal) para estabelecer um limite de prestações. Afinal, ninguém quer chegar aos 90 ainda pagando uma dívida, certo?

Na prática, quanto mais idoso, menor será o prazo de financiamento de um imóvel. Se o indivíduo não tiver condições de dar uma entrada mais alta ou arcar com o valor de parcelas maiores (divididas em menos vezes), o imóvel pretendido se torna inviável. Por isso, vale a pena dar início ao processo de procura pela casa própria o quanto antes.

Para tirar suas dúvidas e aproveitar as melhores vantagens do mercado imobiliário, entre em contato conosco!

Conheça os principais benefícios da vida em apartamento. Você vai se surpreender!

Conheça os principais benefícios da vida em apartamento. Você vai se surpreender!

Minha Casa Minha Vida

Muitas pessoas pensam que é muito complicado viver em um apartamento. de fato, o espaço é menor, mas são muitos os benefícios desse tipo de imóvel! duvida? então, é hora de dar uma chance para a leitura deste artigo!

Composição de renda: como utilizar para o financiamento imobiliário?

Composição de renda: como utilizar para o financiamento imobiliário?

Minha Casa Minha Vida

A composição de renda pode ser a solução para quem deseja financiar um imóvel! Veja como usá-la no financiamento imobiliário e entenda como ela funciona. Na hora de financiar um imóvel é preciso demonstrar a capacidade de pagamento das prestações. No entanto, dependendo dos ganhos, é difícil ter a aprovação com apenas um salário. Por isso, é comum que membros da família adotem a composição de renda.

6 passos para conquistar a casa própria antes de se aposentar

6 passos para conquistar a casa própria antes de se aposentar

Minha Casa Minha Vida

Comprar um imóvel e não depender mais de aluguel é a grande meta na vida de muitos brasileiros. Conquistar a casa própria não representa apenas a realização de um sonho, mas é, também, sinônimo de mais estabilidade financeira e segurança. Mesmo estando nos planos de muita gente, conquistar a casa própria antes de se aposentar nem sempre é fácil. Realizar esse objetivo exige disciplina, controle dos gastos, uma poupança de emergência e um planejamento financeiro em longo prazo. Além disso, é necessário que o objetivo seja adequado à sua realidade e coerente com seu salário.

Estabilidade financeira: o guia completo para conquistar

Estabilidade financeira: o guia completo para conquistar

Minha Casa Minha Vida

Quer saber como se organizar e manter seu orçamento saudável? Preparamos um guia completo, cheio de dicas para você alcançar sua estabilidade financeira. Confira!

Conheça as condições TENDA para dar entrada em um apartamento

Conheça as condições TENDA para dar entrada em um apartamento

Minha Casa Minha Vida

Uma das maiores construtoras do País, a Tenda oferece ajuda de profissionais especializados para você conseguir ter seu financiamento imobiliário aprovado pelos bancos. Saiba neste texto como driblar a burocracia!

Acabamento da obra: o que é responsabilidade do novo proprietário?

Acabamento da obra: o que é responsabilidade do novo proprietário?

Minha Casa Minha Vida

A entrega das chaves é a hora mais aguardada pelos compradores assim que fazem a aquisição do apartamento dos sonhos. Contudo, o imóvel novo não é entregue totalmente pronto para morar, por isso, uma parte do acabamento da obra se torna necessária à funcionalidade da residência.
Todos os direitos reservados Tenda
CPNJ: 09.625.762/0001-58