Saiba como
sair do
aluguel.

Download grátis



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





Quer saber o que é independência financeira e como conquistar a sua? Continue lendo e confira as nossas dicas! A independência financeira é conquistada quando você não precisa mais depender exclusivamente do seu salário para sobreviver. Inicialmente pode parecer difícil, mas existem várias etapas para conquistar esse objetivo. Estipular metas e fazer um bom planejamento financeiro, por exemplo, são passos fundamentais para ter mais organização financeira e alcançar a tão sonhada independência. Se interessou pelo assunto? Neste post, vamos dar algumas dicas para quem quer conquistar sua independência financeira, sair das dívidas e organizar melhor seu orçamento. Confira!

Afinal, por que buscar independência financeira?

Vamos começar respondendo à pergunta mais simples: por que é importante alcançar independência financeira? Primeiramente, pelo simples fato de ser uma questão de qualidade de vida.

É extremamente estressante chegar ao final do mês passando aperto, ter que contar cada centavo e, ainda assim, acabar deixando pendências, contas gerando juros, ou não conseguir pagar o cartão, não é mesmo?

De qualquer maneira, mesmo que seu orçamento complete o mês de forma tranquila, você deve se perguntar: estou conseguindo poupar dinheiro?

Essa é outra pergunta fundamental, pois, imprevistos podem acontecer e acabar deixando sua conta negativa. Além disso, não existe nada mais libertador do que poder fazer planos com o dinheiro, sonhar, planejar viagens, ter objetivos e concretizá-los sem medo de cair em dívidas.

Nesse sentido, objetivos a curto e longo prazo são importantes, trazem motivação e um sentimento de que o dinheiro está indo para o lugar certo, que as coisas não estão acontecendo à mercê da sua própria sorte.

Controlando os gastos e fazendo um bom planejamento financeiro você não precisará ficar, o tempo todo, preocupado. Quer começar um planejamento financeiro coerente com a sua renda? Fique atento às nossas dicas!

Como conquistar a independência financeira?

Entenda quais são seus gastos

O primeiro passo deve ser dado! Para isso, não tenha preguiça. Descubra quais são seus principais gastos e quais deles são supérfluos. Anote todas as suas despesas e receitas diárias e analise-as mensalmente.

Você pode anotar em um caderno, usar aplicativos ou optar por uma planilha de gastos pessoais no Excel. O importante é que você consiga visualizar para onde o dinheiro está indo, com o que você gasta mais, quais são as prioridades e quais gastos são contingenciais.

O ideal é que suas despesas sejam menores que sua renda, é claro. Mas, se não for, não se desespere. A partir desse primeiro passo você pode controlar seu dinheiro, descobrindo quais são os valores variáveis, onde é possível economizar mais, quais gastos foram desnecessários e, o principal, quais você não pode deixar de pagar.

Crie metas e objetivos realistas

Agora que você sabe quais são suas despesas e onde é possível economizar, está na hora de criar metas e objetivos para o seu dinheiro. É importante ter objetivos de curto, médio e longo prazo, para que não haja frustrações.

Também é importante criar metas realistas, que possam ser cumpridas. Quando se cria um objetivo financeiro fica mais fácil se sentir estimulado a controlar os gastos e alcançar equilíbrio. Ainda mais quando esses objetivos começam a se concretizar e você pode construir novas metas para o seu dinheiro.

Por isso, esse momento do planejamento está ligado à condução que você dá aos seus gastos, como, abrir mão de algumas satisfações imediatas para alcançar algo maior no futuro, fazer uma viagem, comprar um imóvel, comprar um carro, etc.

Gaste de forma coerente com seu padrão de vida

Abrir mão de alguns gastos significa entender que seu padrão de vida e, principalmente, seu salário, não dá conta de manter aquele gasto à longo prazo. Viver de acordo com seu padrão de vida é saber gastar seu dinheiro.

Por exemplo, ir ao shopping, ao supermercado ou comprar coisas que fogem do seu orçamento, pode representar uma vontade de mudar de status, mudar seu padrão de consumo. Porém, não é vantajoso fazer isso às custas do seu cartão de crédito, de empréstimos ou terminar o mês com o dinheiro contado.

O melhor é se planejar e pensar estrategicamente. Independente de qual for o gasto, tenha organização no seu dia a dia e gaste de acordo com seu salário.

Faça listas

Crie sua lista conforme suas prioridades, desde as mais urgentes até as que podem demorar a se concretizar. Até uma lista de supermercado é importante para não extrapolar na hora de comprar e esquecer dos itens essenciais.

Estabeleça quais são suas prioridades, como, algo novo para a casa, um tratamento dentário, um novo carro, etc. Fazer listas é um grande aliado para que você não caia nas armadilhas do consumo.

Assim, quando você estiver no shopping, em lojas ou em algum evento interessante, você se lembrará da sua lista e vai saber se pode, ou não, fazer compras. 

Evite compras parceladas no cartão de crédito

O parcelamento de compras no cartão também pode ser uma armadilha. Isso porque você tem a impressão momentânea de que vai sobrar mais dinheiro porque não precisa pagar na hora.

Mas, parcelar de muitas vezes pode ser um compromisso sem garantias. Isso porque você não sabe como serão os meses futuros, pode ser que em um mês as suas contas estão todas em dia, mas, se ocorrer um imprevisto as parcelas do cartão de crédito não irão esperar. E o pior: os juros são altos.

Pagar à vista é um modo de evitar futuros prejuízos com juros no cartão e, em algumas situações, garantir um bom desconto!

Crie um teto de gastos

É importante estabelecer um teto de gastos separado por categorias, como: supermercado, farmácia, shopping, lazer, entre outros.

A ideia básica é monitorar os gastos e saber quando parar. Isso ajuda a controlar a compulsividade.

Sabe aquele momento que um produto chama muito a sua atenção e você acha que a oportunidade para a compra é única e imperdível? Então, na maioria das vezes isso faz parte das estratégias de marketing.

Você só deve fazer uma compra com segurança se estiver dentro do seu teto de gasto para aquela categoria determinada. Ou, se optar por reduzir o gasto de outra categoria e direcionar o gasto para outro lugar.

Tenha uma reserva de emergência

Imprevistos podem acontecer a qualquer momento e, para alcançar sua independência financeira, você precisa estar minimamente prevenido desses infortúnios.

Uma forma de fazer isso é planejar uma reserva de emergência. Com uma reserva garantida, você conseguirá segurar as pontas nos momentos de dificuldade, cobrir necessidades emergenciais e ficar mais tranquilo.

Se você tiver uma reserva equivalente ao seu gasto por um período de 6 meses, por exemplo, e perder o emprego, terá tempo e tranquilidade para encontrar um novo emprego.

Invista o seu dinheiro

Sua reserva de emergência pode ser uma poupança ou um investimento. A vantagem de fazer um investimento é que seu dinheiro não fica parado, ele continua rendendo uma porcentagem.

Para isso, basta escolher onde investir e qual investimento será mais proveitoso para o seu perfil. Conheça as formas de aplicações disponíveis, estude-as e veja qual se enquadra melhor aos seus objetivos e à sua renda.

Lembre-se, que, caso você necessite do dinheiro de forma imediata, pense em investimentos de curto prazo e com a possibilidade de resgate rápido.

Viu só como o planejamento financeiro é importante para alcançar a independência financeira? Basta manter o foco, implementar medidas simples e cotidianas, que você poderá sair do descontrole financeiro, criar objetivos e conquista-los sem cair no desespero de como será o próximo mês.

Gostou do nosso post? Agora que você já sabe a importância de fazer um bom planejamento financeiro, aprenda a colocar essas dicas em prática com o nosso texto sobre como poupar dinheiro.

 

Composição de renda: como utilizar para o financiamento imobiliário?

Composição de renda: como utilizar para o financiamento imobiliário?

Minha Casa Minha Vida

A composição de renda pode ser a solução para quem deseja financiar um imóvel! Veja como usá-la no financiamento imobiliário e entenda como ela funciona. Na hora de financiar um imóvel é preciso demonstrar a capacidade de pagamento das prestações. No entanto, dependendo dos ganhos, é difícil ter a aprovação com apenas um salário. Por isso, é comum que membros da família adotem a composição de renda.

6 passos para conquistar a casa própria antes de se aposentar

6 passos para conquistar a casa própria antes de se aposentar

Minha Casa Minha Vida

Comprar um imóvel e não depender mais de aluguel é a grande meta na vida de muitos brasileiros. Conquistar a casa própria não representa apenas a realização de um sonho, mas é, também, sinônimo de mais estabilidade financeira e segurança. Mesmo estando nos planos de muita gente, conquistar a casa própria antes de se aposentar nem sempre é fácil. Realizar esse objetivo exige disciplina, controle dos gastos, uma poupança de emergência e um planejamento financeiro em longo prazo. Além disso, é necessário que o objetivo seja adequado à sua realidade e coerente com seu salário.

Estabilidade financeira: o guia completo para conquistar

Estabilidade financeira: o guia completo para conquistar

Minha Casa Minha Vida

Quer saber como se organizar e manter seu orçamento saudável? Preparamos um guia completo, cheio de dicas para você alcançar sua estabilidade financeira. Confira!

Conheça as condições TENDA para dar entrada em um apartamento

Conheça as condições TENDA para dar entrada em um apartamento

Minha Casa Minha Vida

Uma das maiores construtoras do País, a Tenda oferece ajuda de profissionais especializados para você conseguir ter seu financiamento imobiliário aprovado pelos bancos. Saiba neste texto como driblar a burocracia!

Acabamento da obra: o que é responsabilidade do novo proprietário?

Acabamento da obra: o que é responsabilidade do novo proprietário?

Minha Casa Minha Vida

A entrega das chaves é a hora mais aguardada pelos compradores assim que fazem a aquisição do apartamento dos sonhos. Contudo, o imóvel novo não é entregue totalmente pronto para morar, por isso, uma parte do acabamento da obra se torna necessária à funcionalidade da residência.

O que está incluso no valor do condomínio? Leia e entenda!

O que está incluso no valor do condomínio? Leia e entenda!

Minha Casa Minha Vida

Adquirir uma propriedade, além de trazer mais segurança e bem-estar para a família, também significa ter alguns custos extras por mês. O principal deles é a taxa condominial. Saiba o que compõe o valor do condomínio!
Todos os direitos reservados Tenda
CPNJ: 09.625.762/0001-58