O pagamento do 13º salário está cada vez mais próximo! Porém, muitas pessoas que vão receber o benefício têm dúvidas sobre como calcular o décimo terceiro. É o seu caso? Então, temos uma boa notícia!

Nesse post, você vai aprender tudo sobre o décimo terceiro e vai descobrir quanto vai receber nesse ano. Tenha uma ótima leitura!

O que é décimo terceiro?

O que é décimo terceiro | Foto de um pote com moedas | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Antes de mais nada, se você não sabe o que é décimo terceiro, ou é a primeira vez que vai receber esse benefício, vamos te explicar como ele funciona.

Basicamente, o décimo terceiro salário é um direito de todas as pessoas que trabalham com carteira assinada, assim como para aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social). O bônus existe desde 13 de julho de 1962, e também está previsto na Constituição Federal, garantindo o pagamento de um salário extra ao final de cada ano trabalhado.

O valor do décimo terceiro é sempre equivalente 1/12 (um doze avos) do salário por mês trabalhado durante o ano vigente. Além disso, essa bonificação é paga sempre equivalente ao período trabalhado na empresa.

Ou seja, quem está trabalhando na mesma empresa há seis meses, vai receber a metade do valor do seu salário. Agora, se o trabalhador já está no mesmo trabalho há um ano ou mais, receberá o valor de um salário inteiro.

Como calcular o décimo terceiro?

Como calcular o décimo terceiro salário | Foto de uma mão feminina fazendo contas | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Muitas pessoas que vão receber o benefício pela primeira vez têm dúvidas sobre como calcular o décimo terceiro. Apesar disso, essa conta é bem simples. Mas ela pode mudar de acordo com as condições de cada trabalhador. Por isso, você deve saber exatamente qual é a sua situação.

Para calcular o décimo terceiro, você deve pegar o valor total do seu salário (sem considerar os descontos para o INSS e Imposto de Renda, por exemplo) e dividi-lo por 12. O resultado deve ser multiplicado pelo total de meses trabalhados durante o ano, e assim você vai descobrir quanto vai receber de décimo terceiro!

Vamos a um exemplo prático:

Uma pessoa ganha um salário de R$ 2.500 e trabalhou durante um ano inteiro na mesma empresa.

Dividindo a quantia de R$ 2.500 por 12 (número de meses trabalhados), o resultado é R$ 208,34.

Agora, é só multiplicar a quantia de R$ 208,34 por 12 meses. O valor do décimo terceiro é o mesmo do salário: R$ 2.500.

Agora, veja um exemplo de uma pessoa que trabalhou por seis meses:

Vamos considerar o mesmo salário de R$ 2.500, dividido por 12 meses. O resultado é R$ 208,34.

Ao multiplicar R$ 208,34 por 6, que é o total de meses trabalhados, o décimo terceiro que será pago tem o valor de R$ 1.250,04.

Simples, não é? Porém, alguns fatores interferem no cálculo e devem ser adicionados ao valor do seu salário. São eles:

  • Adicional noturno;
  • Horas extras;
  • Comissões;
  • Adicional por insalubridade;
  • Faltas não justificadas.

É importante destacar que o cálculo do décimo terceiro vai depender de dois fatores principais: das condições da empresa em que você trabalha e do que foi acordado no contrato de trabalho. Por isso, sempre consulte a sua organização para entender detalhe por detalhe.

Além disso, benefícios como vale refeição, vale transporte e PLR não entram na conta, e por isso não fazem parte do cálculo do décimo terceiro.

Quem tem direito ao décimo terceiro?

Quem tem direito ao décimo terceiro | Foto de uma vendedora de roupas trabalhando | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Todas as pessoas que trabalham com carteira assinada, que são trabalhadores rurais, temporários, funcionários públicos e empregados domésticos tem direito de receber o décimo terceiro salário.

Quem é aposentado ou pensionista do INSS também têm direito, inclusive, podendo recebê-lo antes.

Ainda por conta dos reflexos da pandemia de Covid-19, neste ano o INSS liberou a primeira parcela do pagamento do décimo terceiro 2022 para aposentados em abril, e a segunda, em junho.

No entanto, se o trabalhador tiver mais de 15 faltas não justificadas por mês, ele perde o direito de receber o benefício. Além disso, quem é demitido por justa causa também não recebe o décimo terceiro salário.

Existem ainda outras situações em que é possível receber o décimo terceiro. Veja a seguir:

  • Demissão sem justa causa;
  • Afastamento por acidente de trabalho ou licença-maternidade/licença-paternidade;
  • Ser beneficiário do Auxílio Reclusão. Nesse caso, o décimo terceiro é pago pelo INSS.

Quando vai ser pago o décimo terceiro?

Quando vai ser pago o décimo terceiro | Foto de um calendário, uma calculadora e moedas | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Segundo as leis, o décimo terceiro deve ser pago de forma integral, isso é, em uma parcela só, ou dividido em duas parcelas.

A decisão fica por conta da empresa. No geral, é mais comum que as organizações façam o pagamento em duas parcelas. A seguir, entenda quando vai ser pago o décimo terceiro na primeira e na segunda parcela.

Primeira parcela do décimo terceiro

A primeira parcela deve ser paga entre o dia 1º de fevereiro até o dia 30 de novembro, ou até o último dia útil de novembro.

Se a empresa optar por fazer o pagamento em uma parcela, isso também deve ser feito até o dia 30 de novembro.

O valor da primeira parcela corresponde a 50% do salário do trabalhador, equivalente ao mês anterior. Ou seja, em novembro você vai receber metade do seu salário líquido, pois a primeira parcela não possui descontos de contribuições previdenciárias e do Imposto de Renda, por exemplo.

Segunda parcela do décimo terceiro

Já a segunda parcela do décimo terceiro deve ser paga até o dia 20 de dezembro, que nada mais é do que os 50% restantes. Porém, a diferença é que aqui, o valor do décimo terceiro recebe os descontos do INSS e do Imposto de Renda.

Ou seja, serão aplicados os descontos para quem paga Imposto de Renda, Previdência Social e pensão alimentícia, se for o caso. Esses descontos são feitos automaticamente na segunda parcela.

Como calcular a parcela única do décimo terceiro?

Como calcular a parcela única do 13º salário | Foto de uma mão feminina fazendo contas | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

A sua empresa já comunicou que vai depositar o décimo terceiro em uma parcela única? Ótimo, agora você precisa entender como fazer o cálculo.

É importante que você sempre considere o valor líquido para fazer o cálculo. Por exemplo, se você recebe a quantia de R$ 2.500, e com os descontos o seu salário fica em torno de R$ 2.200, considere o primeiro valor.

Porém, é necessário aplicar os descontos do INSS e do Imposto de Renda.

Os valores atuais da tabela do INSS são os seguintes:

  • Quem ganha até R$ 1.212 (salário-mínimo), vai ter um desconto de 7,50%;
  • Para pessoas que recebem um salário de R$ 1.212,01 a R$ 2.427,35, o desconto é de 9%;
  • De R$ 2.427,36 a R$ 3.641,03, são descontados 12% do décimo terceiro;
  • Por fim, para quem recebe de R$ 3.641,04 até R$ 7.087,22, são descontados 14% do décimo terceiro.

Em segundo lugar, é importante considerar os descontos do Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF). Segundo a tabela do IR:

  • Quem ganha até R$ 1.903,98, é isento;
  • Para pessoas que recebem um salário de R$ 1.903,99 a R$ 2.826,65, o desconto é de 7,50%;
  • De R$ 2.826,66 a R$ 3.751,05, são descontados 15% do décimo terceiro;
  • Quem recebe um salário de R$ 3.751,06 a R$ 4.664,68, o valor a ser descontado é de 22,50%;
  • Por fim, para quem recebe a partir de R$ 4.664,69, são descontados 27,50% do décimo terceiro.

Finalmente, agora que você já sabe a porcentagem de descontos que o seu décimo terceiro vai ter, assim como o seu valor, é só subtrair as alíquotas do seu salário bruto para calcular a parcela única.

Como calcular a primeira parcela do décimo terceiro?

Na maioria dos casos, o décimo terceiro é pago em duas parcelas: uma que deve ser depositada até o dia 30 de novembro, e a outra até o dia 20 de dezembro.

Para fazer o cálculo da primeira parcela, é só dividir o valor do seu salário por 12 e multiplicar o resultado pelo número de meses trabalhados durante o ano vigente. Em seguida, dividir o total por 2, que representa a primeira parcela.

Então, seguindo o mesmo exemplo anterior, uma pessoa que recebe R$ 2.500 de salário e trabalhou durante um ano inteiro, vai receber R$ 1.250 na primeira parcela do décimo terceiro.

O mesmo se aplica para pessoas que não trabalharam durante um ano completo, pois o pagamento do décimo terceiro é proporcional aos meses trabalhados. Dessa forma, basta dividir o resultado por 2, e você terá o valor da sua primeira parcela.

Como calcular a segunda parcela do décimo terceiro?

Por outro lado, a segunda parcela do décimo terceiro, que deve ser paga até o dia 20 de dezembro, recebe os descontos do Imposto de Renda e do INSS.

No mesmo exemplo, considerando o salário de R$ 2.500, a pessoa teria 12% descontado do INSS + 7,50% descontados do Imposto de Renda.

Da mesma forma que o cálculo da parcela única, é necessário subtrair os descontos do INSS e do Imposto de Renda para descobrir qual é o valor da segunda parcela do décimo terceiro.

Como calcular o décimo terceiro proporcional?

Se você entrou na empresa há menos de um ano, vai receber o décimo terceiro proporcional ao tempo trabalhado. Essa é a situação também de quem foi demitido sem justa causa.

Uma pessoa com um salário de R$ 2.500 precisa dividir o valor por 12 (total de meses do ano). Depois, multiplicar o resultado pelo número de meses trabalhados. Neste exemplo, multiplicar R$ 208,33 por 6.

Com isso, o valor do décimo terceiro é de R$ 1.250. A primeira parcela será a metade desse valor e a segunda o restante, descontando Imposto de Renda e INSS.

Quando você faz horas extras, também precisa adicionar essa informação na hora de calcular o valor do seu décimo terceiro. Mas afinal, como fazer isso? Vamos explicar.

Como calcular o décimo terceiro salário com horas extras?

Como calcular o décimo terceiro salário com horas extras | Foto de um despertador | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Em primeiro lugar, faça a soma de todas as horas extras até o mês de outubro. Esse é mês o limite, pois a primeira parcela do décimo terceiro normalmente é paga até o dia 30 de novembro.

Você fez a conta e descobriu que tem em torno de 65 horas extras. Depois de fazer o cálculo, você precisa saber qual é o custo da hora extra trabalhada.

Em muitos casos, as horas extras não são contabilizadas, e a empresa faz um acordo de descontar os dias do banco de horas. Mas se esse não for o caso da sua empresa, é necessário saber quanto cada hora extra vale.

Por exemplo, você descobriu que o seu contrato é de 220 horas mensais. Agora, basta dividir o valor do seu salário por 220:

Salário de R$ 3.000 / 220 = R$ 13,63.

O valor da hora trabalhada é igual a R$ 13,63.

Depois disso, é preciso pegar o valor da hora trabalhada e dividir pela metade. Em seguida, somar ao total. Veja no exemplo:

R$ 13,63 / 2 = R$ 6,82.

R$ 6,82 + R$ 13,63 = R$ 20,46.

Isso significa que o valor da hora extra é R$ 20,46. Agora, é só multiplicar o número de horas extras pelo valor:

R$ 20,46 x 65 = R$ 1.329,90.

Por fim, é só somar R$ 1.329,90 com o valor do seu salário bruto, R$ 3.000. Assim, o décimo terceiro a ser pago deve ser em torno de R$ 4.329,90.

O que acontece se o décimo terceiro não for pago dentro do prazo?

Como vimos, a primeira parcela ou o valor total do décimo terceiro deve ser pago até o dia 30 de novembro. Caso contrário, a empresa em que você trabalha poderá levar uma multa.

A multa possui um valor por empregado, e caso o bônus não seja pago novamente, o valor pode dobrar. Para isso, o trabalhador deve denunciar a organização para o Ministério do Trabalho, que vai fazer uma fiscalização.

Perguntas frequentes sobre o décimo terceiro

Perguntas frequentes | Foto de um homem segurando notas de dinheiro com cara de dúvida | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Você ainda tem dúvidas sobre o décimo terceiro? Então, confira algumas respostas que trouxemos para te ajudar!

Qual é o valor do décimo terceiro 2022?

O valor que o trabalhador vai receber depende da quantia de meses trabalhados na mesma empresa no ano de 2022.

Quem trabalha durante um ano inteiro vai receber o valor do salário atual. Se o pagamento for feito em duas parcelas, a primeira será equivalente a metade do salário, e a segunda terá os descontos de contribuição e Imposto de Renda.

É possível pedir o adiantamento do décimo terceiro?

O adiantamento do décimo terceiro não está previsto pela lei. Contudo, muitas empresas adotam essa política. Ou seja, tudo vai depender da organização em que você trabalha.

Como funciona o décimo terceiro dos aposentados?

Quem é aposentado ou pensionista do INSS também tem direito de receber o décimo terceiro.

Assim como acontece com quem trabalha sob o regime CLT, o décimo terceiro dessa categoria é proporcional ao seu tempo de início de pagamento.

Ou seja, quem já se aposentou há mais de um ano recebe o valor integral da aposentadoria. Agora, quem ainda não completou um ano, vai receber equivalente ao tempo aposentado.

Quando sai a primeira parcela do décimo terceiro 2022?

A primeira parcela deve ser paga entre o dia 1º de fevereiro e o dia 30 de novembro. Em outras palavras, esse é o prazo máximo que o empregador possui para depositar o décimo terceiro 2022.

Quando sai a segunda parcela do décimo terceiro 2022?

Já a segunda parcela deverá ser paga até o dia 20 de dezembro. Caso a empresa não deposite o seu décimo terceiro, é importante procurar as leis e entender como resolver essa situação.

Qual é a importância de calcular o décimo terceiro?

Qual é a importância de calcular o 13º salário | Foto de uma moça colocando uma moeda em um cofrinho | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Fazer o cálculo do décimo terceiro vai te ajudar a entender qual valor você vai receber e assim se planejar para utilizar esse dinheirinho extra da melhor forma, seja para pagar dívidas, limpar o nome ou até mesmo investir.

Em resumo, para aprender como calcular o décimo terceiro, você deve levar em conta as seguintes informações:

  • O valor do seu salário bruto atual;
  • O total de meses trabalhados na mesma empresa durante o ano;
  • Adicionais de horas extras, insalubridade e noturno;
  • Comissões e outras gratificações;
  • Os descontos do Imposto de Renda e do INSS.

Tendo essas informações em mãos, você já pode ir calculando o valor do seu décimo terceiro e ir se planejando até a data do pagamento!

Gostou de entender mais detalhes sobre o assunto? Continue de olho no Eu Dou Conta para mais dicas de educação financeira!

Sobre o Eu Dou Conta

O Eu Dou Conta é uma plataforma de educação financeira que ajuda quem está negativado a sair do vermelho, conseguir juntar uma renda extra e lidar melhor com o dinheiro.

Nós da Construtora Tenda criamos esse projeto para colocar ao alcance de todo brasileiro informações importantes sobre finanças. Queremos mostrar que o dinheiro não precisa ser um problema, mas sim um caminho para alcançar seus objetivos.

Por isso, nosso blog segue uma “trajetória” de conteúdos. Explicamos desde os conceitos iniciais, como negativação e score de crédito, até as principais dúvidas sobre dívidas, como empréstimos e cheque especial. Claro que você também poderá encontrar sempre por aqui dicas sobre como economizar.

Tudo isso em uma linguagem acessível e, por que não, divertida. Queremos que as pessoas aprendam cada vez mais, tirem suas dúvidas e, quem sabe, consigam dar o próximo passo, começando a poupar para, então, realizar sonhos como o da casa própria.

A Tenda é uma grande parceira dos programas habitacionais do governo federal, como o Casa Verde e Amarela, substituto do Minha Casa Minha Vida. Isso quer dizer que, com a gente, o sonho da casa própria está mais próximo do que você imagina.

Pode acreditar: já ajudamos mais de 130 mil famílias brasileiras a conquistar a casa própria por meio das nossas parcerias. Com mais de 50 anos de história, a Construtora Tenda está presente em nove estados e até mesmo na B3, a Bolsa de Valores do Brasil. Então nossa última dica vai direto pra você que quer ter um cantinho só seu: aproveite para conhecer a nossa Loja Virtual e encontrar um apartamento com a sua cara!