Animais de estimação e o condomínio – Tenda



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





A convivência em condomínio nem sempre é fácil. São dezenas de pessoas que possuem hábitos, culturas e estilos de vida diferentes.

A convivência em condomínio nem sempre é fácil. São dezenas de pessoas que possuem hábitos, culturas e estilos de vida diferentes.

A convivência em condomínio nem sempre é fácil. São dezenas de pessoas que possuem hábitos, culturas e estilos de vida diferentes. Mas essa experiência não precisa ser desagradável e muito menos deve gerar brigas entre os moradores. Por isso, faremos uma série aqui no blog, com o objetivo de ajudar a melhorar a vida de quem mora em prédios e esclarecer eventuais dúvidas. Neste primeiro post sobre o tema, falaremos de condôminos que possuem animais de estimação.

Antes de mais nada é preciso saber que nenhum condomínio pode proibir o morador de ter um animal de estimação dentro de sua própria casa. No entanto, é importante prestar atenção e seguir algumas 'regrinhas' para garantir a harmonia entre você e seus vizinhos.

Começando pela higiene. Quando for levar seu cachorro para passear, não deixe que ele faça suas necessidades nas áreas comuns do prédio, como elevador, escada ou garagem. E caso isso aconteça, limpe! O cheiro é incômodo e desagradável e ninguém é obrigado a conviver com ele.

Os cuidados com a limpeza também devem ser estendidos para dentro de casa. Mantenha-a sempre limpa para que os odores não 'escapem' para outras áreas. Faz bem não só para você, mas também para os seus vizinhos.

Quem sai bastante com o animal, principalmente cachorros, deve usar sempre o elevador de serviço. E se possível mantenha-o no seu colo até chegar na rua. Muitas pessoas, especialmente crianças, se sentem amedrontadas na presença deles.

Latidos: é um ponto delicado, mas que é preciso comentar. Todos sabem que é da natureza do cachorro latir. Mesmo assim, esses latidos não podem atrapalhar o sossego dos outros moradores, especialmente depois das 22h. Se seu filho de quatro patas tem latido constantemente, talvez seja preciso ir mais a fundo e descobrir a razão disso.

Tem gatos? Instalar redes de proteção nas janelas é importantíssimo. Primeiro porque assim você garante a segurança do bichano. E evita que ele fuja para os apartamentos vizinhos.

Por último, cuide bem da saúde do seu filho de quatro patas. Esteja com as vacinas e tratamentos de parasitários em dia. Faz bem para ele, para você e todos que estão ao seu redor.

Seguindo essas recomendações, com certeza a sua vida, a do seu animalzinho e a dos que moram próximos a você será muito mais leve e feliz.

Até a próxima!




Todos os direitos reservados Tenda 2019
CPNJ: 09.625.762/0001-58