Março já chegou ao fim, mas a boa notícia é que o resumo do Eu Dou Conta de 2022 está no ar! Perdeu alguma dica do mês? Fica tranquilo, é só pegar papel e caneta e anotar o que você vai aprender hoje. Boa leitura!

Esse conteúdo também está disponível na versão podcast. Aproveite a praticidade do áudio que preparamos para você. Para ouvir é só clicar no play!

O que é o Eu Dou Conta de 2022?

Eu Dou Conta de 2022

Sem dúvida, 2021 não foi um ano fácil, não é? A gente se empolgou com o “só se vive uma vez”, mas esquecemos que os boletos estão bem vivos todos os meses. Ainda bem que 2022 está aí pra você dar um jeito nas contas!

E pensando em “ano novo, vida nova”, nós criamos o “Eu Dou Conta de 2022”, um projeto que tem o objetivo de te ajudar a melhorar sua saúde financeira.

Nós vamos postar dicas e conteúdos que vão te ajudar a economizar, lidar com as dívidas e realizar seus sonhos. São 365 dicas, 365 oportunidades pra você mudar de vida. É só conferir lá nos stories do Instagram. Vamos juntos?

Nome sujo: como saber se você está negativado

Como limpar nome sujo | Eu Dou Conta

No mês anterior, nós aprendemos que muitas pessoas podem estar com o nome sujo, mas não fazem ideia dessa condição. Antes de mais nada, estar com o nome sujo significa que o seu CPF está registrado em um órgão de proteção ao crédito, responsável pela fiscalização de pessoas que compram e não pagam suas contas.

Para evitar que isso aconteça, você sempre deve consultar os principais programas de proteção, que são o Serasa, o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). É só acessar um desses sites e digitar seu CPF. Em alguns casos, você deverá fazer um breve cadastro para prosseguir com a consulta. Na maioria das vezes, é possível ver se o seu nome está sujo acessando apenas um serviço.

Quais são as consequências de estar com o nome sujo?

Ter o nome sujo e o CPF restringido podem te impedir de ter acesso à alguns serviços básicos, como pedir um cartão de crédito, por exemplo. Além disso, as consequências podem resultar em:

  • Restrições de crédito;
  • Multas e juros altos;
  • Suspensão de serviços não pagos.

Daí, surge a importância de sempre verificar qual é a situação do seu nome e CPF, evitando que problemas como esses possam prejudicar a sua vida.

Como consultar score?

Em março, também falamos sobre a importância de consultar o score, uma pontuação presente em praticamente todos os órgãos de proteção ao crédito. Na mesma linha, é através do score que as empresas de crédito fazem a análise do seu perfil como consumidor, liberando ou não os serviços em questão.

Consultar o score é muito simples, você pode fazer isso online e gratuitamente. Para te ajudar, você pode ver a sua pontuação em sites já conhecidos, como o Serasa, Boa Vista SCPC e SPC, além do Quod, que entrega um relatório personalizado com o seu comportamento financeiro.

Dívidas: quais são os principais tipos?

Mulher olhando para as dívidas | Quais são os principais tipos de dívidas | Eu Dou Conta

Um dos temas mais vistos no mês de Março foram as dívidas e as formas de resolver esse problema. Afinal, sabemos que imprevistos podem acontecer, surgindo a necessidade de gastar mais dinheiro. Mas, é importante saber o que fazer para evitar pendências financeiras.

Antes de saber como quitar suas dívidas, é importante entender quais são os tipos. Vamos te explicar o que significam essas contas em aberto.

Cheque especial

O cheque especial é um crédito pré-aprovado de liberação automática. Em outras palavras, isso significa que você não precisa solicitar um empréstimo, já que assim que optar pelo cheque especial, o dinheiro continua debitando da sua conta, mesmo com saldo insuficiente.

Porém, os juros do cheque especial costumam ser muito altos, e podem te complicar na hora de quitar essa dívida. A nossa dica é que você tente planejar seus gastos para não depender do cheque especial.

Financiamentos

Seja um financiamento imobiliário ou de um automóvel, esse tipo de dívida costuma ter juros menores, já que a garantia de crédito é o próprio bem do comprador. Por outro lado, a principal característica do financiamento é o prazo de pagamento, que pode durar muitos anos.

Se você não quer passar aperto durante esse tempo, faça um bom planejamento para pagar essas parcelas. Dessa forma, será possível pagar em menos tempo e até mesmo quitar a dívida.

Cartão de crédito

O grande perigo do cartão de crédito é o uso do crédito rotativo. Afinal, são aplicados juros muito altos sob a parcela da fatura que não foi paga. Definitivamente, essa não é a melhor opção. Ou seja, se você perceber que não vai conseguir pagar a fatura do mês, tente negociar com a operadora o quanto antes.

Veja como negociar dívidas da melhor forma

Se você está com alguma dívida atrasada e não sabe como resolver, siga esse passo a passo:

  • Avalie sua situação financeira;
  • Liste suas dívidas;
  • Saiba o quanto você pode pagar;
  • Priorize as dívidas com juros mais altos;
  • Negocie as dívidas com o credor;
  • Fique atento aos juros;
  • Procure feirões de negociação;
  • Consiga uma renda extra;
  • Mantenha o controle das finanças.

Dessa forma, você já sabe por onde começar e o que precisa fazer para sair dessa situação. Acredite, é possível!

Diferença entre empréstimo e financiamento

Diferença entre empréstimo e financiamento | Eu Dou Conta

Antes de mais nada, em março você aprendeu que devemos ter cuidado com as dívidas. No entanto, em alguns casos, você pode recorrer a um empréstimo ou financiamento, desde que essa escolha seja bem planejada e não coloque o seu dinheiro em risco.

Na mesma linha, você também entendeu as diferenças entre empréstimo e financiamento e se vale a pena usar essas linhas de crédito. Vamos relembrar um pouco desse assunto? Confira a seguir.

O que é empréstimo?

O empréstimo é uma modalidade mais simples, onde você solicita o valor para um banco e usa como quiser, sem dar muitas explicações. Com isso, você vai passar pela etapa de análise de crédito, onde a empresa verifica seu perfil como pagador. Se tudo der certo, você recebe a quantia, sem mesmo precisar dar uma garantia.

Porém, os juros do empréstimo são maiores. Por isso, se precisar pedir esse valor ao banco, planeje-se para conseguir pagar as parcelas dentro do prazo.

Empréstimo para quitar dívidas: vale a pena?

O empréstimo, quando feito de forma responsável, é uma boa alternativa para evitar o endividamento. Sabendo disso, você não precisa ter medo de pedir um empréstimo. Aliás, ele é recomendado especialmente nessas situações:

  • Dívidas urgentes;
  • Juros menores;
  • Nome sujo.

Na maioria dos casos, o empréstimo acaba resolvendo esses problemas e te livrando de dívidas sem fim. Mas, lembre-se: é muito importante organizar as suas finanças, priorizando o pagamento do empréstimo e das taxas que forem cobradas, para não acumular mais débitos.

O que é financiamento? Entenda como funciona

Diferente do empréstimo, o financiamento é uma forma de comprar um bem de alto valor em várias parcelas, para que não seja preciso pagar tudo à vista. Geralmente, o financiamento é feito pelo banco, que possui como condição o pagamento de uma taxa de juros junto com o valor financiado. Assim que a dívida for quitada, o imóvel ou automóvel em questão se torna 100% do comprador.

Todavia, o banco usa o bem como garantia, e caso você deixe de pagar as parcelas ou tenha atrasos em todos os meses, ele poderá tomar o que foi financiado.

Em resumo, tanto o empréstimo quanto o financiamento são opções possíveis, desde que você tenha o controle do pagamento das taxas de juros e que não se torne inadimplente com o banco que vai te ajudar.

Eu Dou Conta das dívidas de cartão de crédito

O que é crédito rotativo | Dúvidas sobre dívidas | Eu Dou Conta

Se teve um assunto que não poderia ter faltado no Eu Dou Conta de 2022 do mês de março, foi o famoso cartão de crédito! Afinal, ele pode ser uma boa ajuda na hora de pagar aquelas contas apertadas. Mas, é preciso ter muito cuidado com a forma que você usa ele e, principalmente, como você paga as faturas.

O crédito rotativo, por exemplo, pode se tornar um vilão, ocasionando em juros altos e até multas. Nos próximos tópicos, reveja como ele funciona e descubra alternativas para aumentar o limite do seu cartão sem se endividar.

O que é e como funciona o crédito rotativo?

Sabe aquele mês em que as contas estão apertadas e nem sobra o suficiente para pagar a fatura do cartão de crédito? Uma das soluções oferecidas pelas instituições financeiras é o crédito rotativo. Basicamente, você paga uma parte do valor, e a outra será quitada na próxima fatura, no mês que vem.

Parece fácil lidar com o crédito rotativo, né? Aí é que mora o problema. No mês seguinte, além do débito atual, você vai ter que arcar com os juros do que não foi pago, e tudo isso pode sair mais caro do que no começo.

Em resumo, essa opção deve ser usada apenas como um recurso de emergência, como por exemplo em casos de problemas de saúde ou despesas altas que não podem esperar. Além disso, se precisar do crédito rotativo, tente quitar toda a dívida no próximo mês, se organizando e planejando seus custos.

Como aumentar o limite do cartão de crédito sem se endividar

Você pode estar pensando: “se o limite do meu cartão for maior, não vou precisar recorrer ao crédito rotativo”. De certa forma é verdade. Porém, o perigo é quando você gasta mais do que pode pagar, comprometendo a fatura e correndo o risco de enfrentar diversos problemas, desde dívidas até a negativação do seu CPF.

Como você sabe, o limite do cartão de crédito nada mais é do que um empréstimo, onde você usa o valor máximo definido e paga em torno de até 40 dias. Se você quer aumentar esse limite sem criar novas dívidas, deve seguir algumas boas práticas que vão te ajudar a ter sucesso:

  • Coloque tudo no papel;
  • Evite parcelar;
  • Fique de olho no seu CPF;
  • Planeje as suas compras;
  • Acompanhe os gastos diariamente;
  • Não se esqueça dos juros.

Seguindo essas dicas, você vai conseguir aumentar o seu limite evitando dívidas desnecessárias!

Tipos de conta bancária

Homem e mulher sorrindo olhando para o cartão de crédito | Tipos de conta bancária | Eu Dou Conta

Em março, também trouxemos um tema importante para complementar o aprendizado: como funcionam as contas bancárias! Antes de mais nada, ter uma conta no banco é essencial para muitas atividades que envolvem dinheiro, desde o recebimento do salário até o investimento na poupança.

Para realizar essas movimentações, existem diversos tipos de contas bancárias, algumas gratuitas e com benefícios especiais dependendo das suas condições.

Em primeiro lugar, vamos relembrar um pouco os conceitos da conta poupança, a reserva financeira mais popular do Brasil.

O que é e como funciona uma conta poupança?

Também como conhecida como caderneta, a conta poupança é livre de taxas administrativas e impostos, afinal, sua função principal é poupar dinheiro. Com isso, você acaba podendo não movimentar muito, já que esse papel é da conta corrente.

A poupança funciona da seguinte forma: você deposita uma quantia na conta, e ela rende uma porcentagem toda vez que completar um mês guardada. Além disso, você terá direito a dois saques, duas transferências e dois extratos a cada mês.

Outros tipos de conta bancária

Como dito, cada formato de conta bancária possui uma finalidade. E você pode escolher a melhor baseada nos objetivos que você quer atingir, considerando também as suas condições financeiras.

Conta corrente gratuita

Qualquer banco é obrigado pelo Banco Central do Brasil (BCB) a oferecer contas gratuitas que incluem um pacote de serviços básicos, como:

  • Duas transferências bancárias entre contas da instituição;
  • Dez folhas de cheque por mês e consultas pela internet;
  • Cartão com função de débito;
  • Dois extratos bancários por mês;
  • Quatro saques por mês.

Porém, os bancos podem exigir condições para evitar a falta de movimentação. Caso isso aconteça, a gratuidade será perdida. Além disso, a conta gratuita não anula o pagamento de taxas e empréstimos, por exemplo, usando o cheque especial.

Conta corrente paga

Normalmente, a conta corrente com mensalidade costuma apresentar mais benefícios do que a gratuita, já que o cliente paga a taxa de manutenção.

Entre essas facilidades, podem estar inclusas taxas menores, descontos em produtos do mesmo banco e até aconselhamento gratuito. Porém, tudo vai depender das regras da instituição.

No entanto, a conta corrente paga exige um saldo mínimo para funcionar, especialmente para a cobrança da taxa de manutenção. Mas, para escolher a melhor opção, compare os benefícios e entenda quais serviços você realmente precisa.

Conta salário

Aberta pela empresa no momento da contratação, esse tipo de conta possui como finalidade apenas o recebimento do salário, pensões, 13° e aposentadoria. Além disso, é isenta de tarifas, só pode ser movimentada com cartão de débito e permite apenas saque e consulta de extrato.

Conta universitária

Dedicada especialmente para pessoas que estão fazendo faculdade, a conta universitária possui muitos benefícios: taxas menores e em alguns casos isentas, descontos e meia entrada em shows, cinemas, teatros e por aí vai.

Com a conta universitária, é possível até mesmo solicitar um cartão de crédito com zero tarifas. Mas, relembramos que tudo vai depender da instituição que você escolher.

Conta digital

Por fim, a conta digital basicamente funciona como uma conta corrente comum. Com ela, é possível fazer transferências, pagar boletos, receber e sacar dinheiro. No entanto, a grande diferença está na interação: não é necessário ir até o banco para fazer algumas solicitações, a maioria dos processos podem ser resolvidos digitalmente.

Por exemplo, para pedir o aumento do limite do cartão, ou abrir a própria conta, você pode fazer tudo pelo aplicativo. Apenas os saques que continuam sendo feitos em caixa eletrônico.

Dicas para economizar dinheiro

Dicas para economizar dinheiro | Eu Dou Conta

Depois de relembrar o que aprendemos em março sobre nome sujo, dívidas, formas de negociá-las, cartão de crédito e contas bancárias, é importante resgatar na memória as principais dicas para economizar dinheiro, que podem te ajudar (e muito) a evitar esses problemas.

E o melhor de tudo: você não precisa ganhar mais para economizar. Mas, é preciso disciplina, foco e esforço. Vamos relembrar as melhores formas de fazer isso?

  • Conheça o quanto você ganha e gasta;
  • Corte algumas despesas;
  • Crie metas para economizar dinheiro;
  • Esqueça o cartão de crédito;
  • Faça listas de compras;
  • Use aplicativos de ajuda financeira;
  • Use cupons de desconto para economizar;
  • Leve marmita para o trabalho;
  • Crie uma reserva de emergência.

Como economizar energia

Na mesma linha, economizar nas contas de casa é muito importante. A conta de luz é uma das mais caras, e o sonho de todo brasileiro é saber como reduzir esse valor.

Por isso, no mês passado nós trouxemos uma lista de dicas para economizar energia. Algumas das principais são:

  • Diminuir o tempo dos banhos e evitar temperaturas quentes;
  • Não deixar a porta da geladeira aberta;
  • Regular a temperatura da geladeira;
  • Não dormir com a televisão ligada;
  • Diminuir o uso do ferro de passar roupa;
  • Aproveitar a iluminação natural durante o dia;
  • Tirar tudo da tomada.

Seguir esses passos já vai te ajudar muito, e se você for disciplinado, vai conseguir um dinheiro a mais no fim do mês. Mas calma que ainda não acabou!

Como economizar água

Dia 22 de março de 2022 foi o Dia Mundial da Água, uma data muito importante para refletir à respeito desse bem que a gente precisa e deve cuidar!

Ou seja, ao adotar práticas de economia, além de ajudar o meio ambiente, você também vai ajudar o seu bolso, evitando o desperdício.

Entre as dicas do Eu Dou Conta em março, nós mostramos como é possível economizar água. O que você vai precisar fazer é bem simples, como:

  • Ler o hidrômetro;
  • Reduzir o tempo de banho;
  • Desligar a torneira ao escovar os dentes;
  • Ensaboar toda a louça de uma vez só;
  • Reaproveitar a água da máquina de lavar;
  • Diminuir a frequência da lavagem de roupa.

Guia para economizar em compras

Ah, as compras. Elas podem ser grandes vilãs do nosso orçamento, já que compras desnecessárias geram gastos inesperados e, consequentemente, dívidas!

Apesar disso, algumas compras são indispensáveis para manter o bem-estar e a qualidade de vida. Por isso, esse é um assunto que não poderia ficar de fora do Eu Dou Conta de 2022 em março.

Então, para garantir sempre o melhor preço na hora de fazer suas compras, separamos as melhores dicas para fazer valer cada centavo do seu dinheiro. Confira!

  • Pesquise antes de comprar;
  • Evite compras parceladas;
  • Faça listas e planeje compras;
  • Preste atenção no seu humor;
  • Utilize cupons de desconto;
  • Pague as contas à vista;
  • Coloque tudo na ponta do lápis;
  • Evite usar o cartão de crédito.

Dicas para economizar na alimentação

Não tem jeito: todo mundo gosta de pedir uma pizza, um lanchinho ou um docinho depois do almoço. O problema é quando os gastos com alimentação se acumulam, deixando a sua conta zerada.

Para resolver esse problema, você pode evitar gastos com alimentação, que é uma das principais despesas dos brasileiros. Saiba como:

  • Compre ingredientes ao invés de comida pronta;
  • Pense em um cardápio semanal para economizar;
  • Não compre sem necessidade;
  • Se atente aos descontos;
  • Dê preferência ao atacado;
  • Evite pedir comida pelo delivery;
  • Leve uma lista de compras ao mercado;
  • Estabeleça um limite de gastos;
  • Evite o desperdício;
  • Faça compra em feiras.

Festa em casa: 7 dicas para fazer uma festa econômica

Tem alguém aí fazendo aniversário? É claro que uma comemoração como essa não pode passar em branco, e se você está pensando em fazer uma festa em casa, saiba que essa é uma das opções mais econômicas!

Mas, se você deixar tudo pro final, pode acabar se enrolando e gastando mais do que deve. Pensando nisso, veja 7 dicas que trouxemos em março para fazer uma festa econômica:

  1. Planeje os detalhes, como o tema;
  2. Faça uma lista de convidados;
  3. Defina um orçamento;
  4. Escolha o cardápio;
  5. Encomende com antecedência;
  6. Faça uma decoração;
  7. Crie uma playlist por conta própria.

Todas essas dicas vão te ajudar a economizar os gastos que você teria se fosse comemorar em outro espaço, seja com alimentação, decoração, música, entre outros. Agora, é só seguir as regras e se preparar para as comemorações!

Educação financeira

Mulher sorrindo fazendo anotações | Educação financeira | Eu Dou Conta

Março não poderia terminar sem conteúdos para te ajudar a cuidar melhor do seu dinheiro! Afinal, depois de entender sobre dívidas e economia, é hora de saber como você pode aprender sobre educação financeira e sair do aperto.

Séries, livros e filmes sobre dinheiro

Que o dinheiro é um facilitador de sonhos, a gente já sabe. Ter uma reserva para gastos inesperados até conquistas maiores, como a compra de uma casa ou automóvel, é o sonho de muita gente. Pois saiba que é possível, aprendendo sobre educação financeira o quanto antes.

Quer maneira melhor de aprender sobre dinheiro do que consumindo conteúdos fáceis de assimilar, através de séries, livros e filmes? Vamos relembrar algumas dicas que demos em março, com indicações de conteúdos para você tomar nota.

Filmes sobre dinheiro

  • Os delírios de consumo de Becky Bloom;
  • Quem quer ser um milionário?;
  • À procura da felicidade;
  • Forrest Gump.

Séries sobre dinheiro

  • O gambito da rainha;
  • Explicando…dinheiro;
  • Friends;
  • Girlboss.

Livros sobre dinheiro

  • Me Poupe!: 10 passos para nunca mais faltar dinheiro no seu bolso, de Nathalia Arcuri;
  • O Poder do Hábito, de Charles Duhigg;
  • O homem mais rico da Babilônia, de George S. Clason;
  • Como organizar sua vida financeira, de Gustavo Cerbasi.

A educação financeira é uma ferramenta para mudar muitos hábitos na sua vida, especialmente, entender que o seu dinheiro é valioso e você deve cuidar dele da melhor forma. Por isso, aproveite as dicas e bora maratonar esses conteúdos!

13 hábitos que vão ajudar a aumentar a sua renda

Infelizmente, aprender a cuidar do próprio dinheiro não é uma prática comum dos brasileiros. Boa parte até entende a importância, mas acaba criando costumes que não ajudam a manter o saldo, como não poupar ou investir, gastar muito em compras desnecessárias, não se planejar financeiramente, e por aí vai.

Mas, para quem quer mudar de vida, existem hábitos que quando praticados, vão ajudar a economizar e a ter dinheiro para realizar sonhos. A seguir, você confere 13 dicas para ajudar a aumentar a sua renda mensal!

  1. Anote todos os seus gastos;
  2. Guarde um pouco de dinheiro todo mês;
  3. Aprenda a dizer não;
  4. Compare os preços
  5. Controle compras por impulso;
  6. Diminua o uso do cartão de crédito;
  7. Crie uma reserva de emergência;
  8. Leve na carteira apenas o que precisa;
  9. Automatize seus pagamentos;
  10. Tenha uma renda extra;
  11. Estabeleça metas;
  12. Tenha disciplina;
  13. Reveja seus planos regularmente.

9 coisas que todo orçamento deve ter para dar certo

Agora que você já sabe quais hábitos deve adotar para melhorar sua relação com o dinheiro, é hora de aprender a montar um orçamento que priorize a economia de gastos.

Mas afinal, o que um bom orçamento precisa ter para dar certo? Veja a seguir.

  1. Categoria de gastos que definam as suas despesas;
  2. Quantidade certinha de categorias de gastos;
  3. Noção clara do quanto você ganha de dinheiro;
  4. Categoria para gastos não muito frequentes;
  5. Uma categoria só para as economias;
  6. Acompanhamento de compras;
  7. Definir e escrever metas financeiras realistas;
  8. Sempre revisar o orçamento;
  9. Ver o orçamento como algo legal.

Se a dúvida bater na hora de fazer o seu orçamento, é só acessar o Eu Dou Conta e tirar todas as suas dúvidas!

O que é MEI?

O que é MEI | Economia e renda extra | Eu Dou Conta

Cada vez mais, os regimes de trabalho autônomo crescem no Brasil. Essa nova realidade abre muitas portas para diversas profissões diferentes. No entanto, essas modalidades precisam ser regularizadas, como é o caso de pessoas que trabalham como MEI (Microempreendedor Individual).

Devido a importância do tema, ele foi um dos destaques do Eu Dou Conta de 2022 em março. Basicamente, o MEI é uma categoria que foi criada para formalizar autônomos e empreendedores de pequeno porte. Ou seja, ao se tornar microempreendedor, você recebe um CNPJ, ganhando o direito de emitir notas fiscais e pedir empréstimos, além de receber benefícios como Pessoa Jurídica e direitos para a Previdência Social.

Para se tornar MEI, você deve faturar até R$ 81 mil ao ano, fazendo parte da lista de profissões para microempreendedores. Em resumo, o principal objetivo do MEI é incentivar os trabalhadores a se formalizarem de forma mais prática, além de assegurar facilidades que também existem no regime CLT.

Eu Dou Conta do Imposto de Renda

Imposto de Renda | Dúvidas sobre dívidas | Eu Dou Conta

Para concluir o resumo de março do Eu Dou Conta de 2022, não poderíamos deixar esse assunto de fora: a Declaração do Imposto de Renda. Para esclarecer, as entregas começaram a partir desse mês, e tem como prazo máximo o dia 29 de abril de 2022.

Antes de mais nada, vamos entender como funciona o IR? Acompanhe.

O que é Imposto de Renda?

Criado em 1922, o IR (Imposto de Renda) é um tributo que avalia a evolução do patrimônio dos brasileiros. Em outras palavras, ele é analisado pela Receita Federal, que averigua se o que foi cobrado de você é, realmente, o que você precisaria pagar, de acordo com o tamanho dos seus ganhos.

Para comprovar tudo isso, é necessário entregar a Declaração do IR. No entanto, muitas pessoas possuem dúvidas de quem deve declarar o imposto e como fazer isso.

Basicamente, todos que receberam rendimentos acima de R$ 28.559,70 no ano devem declarar Imposto de Renda. Além disso, existem outras especificações.

Se você se encaixa nos requisitos, existem diversos sites em que você pode entregar a declaração, como no site da Receita Federal, pelo aplicativo Meu Imposto de Renda e também através do Centro Virtual de Atendimento (e-CAC).

A importância de declarar o IR

Quem não declara o Imposto de Renda ou perde o prazo, pode acabar sendo multado em um valor que varia entre R$ 165,74 a 20% do valor do imposto devido. Ainda mais, pode ter o CPF restringindo, impossibilitando que você tenha acesso à muitos serviços, e até mesmo sair do país.

Você não quer correr esse risco e acabar jogando fora todo o planejamento financeiro que você montou, né? A boa notícia é que a declaração não precisa ser difícil, basta tomar atenção quanto aos prazos e o passo a passo que você deve fazer.

O Eu Dou Conta de 2022 de abril vem aí!

E então, gostou de ler o resumo de março e já está pensando no que você vai aprender em abril? Continue acompanhando, compartilhando e principalmente, tirando as suas dúvidas com o nosso projeto. Você sempre vai encontrar alguma dica financeira do Eu Dou Conta em nosso perfil do Instagram. Até o próximo mês!

Sobre o Eu Dou Conta

O Eu Dou Conta é uma plataforma de educação financeira que vai te ajudar a sair do vermelho, conseguir juntar uma renda extra e lidar melhor com o seu dinheiro.

Nós da Construtora Tenda criamos esse projeto para colocar ao alcance de todo brasileiro informações importantes sobre finanças. Queremos mostrar que o dinheiro não precisa ser um problema, mas sim um caminho para alcançar seus objetivos.

Por isso, nosso blog segue uma “trajetória” de conteúdos. Explicamos desde conceitos iniciais como negativação e score de crédito, até as principais dúvidas sobre dívidas, como empréstimos e cheque especial, e dicas de como economizar.

Tudo isso em uma linguagem acessível e porque não (?) divertida. Queremos que as pessoas consigam aprender, tirar suas dúvidas e, posteriormente, dar o próximo passo: talvez começar a investir, conseguir poupar ou então realizar sonhos, como o da casa própria.

A Tenda é uma grande parceira dos programas habitacionais do Governo Federal, como o Casa Verde e Amarela, substituto do Minha Casa Minha Vida. Isso quer dizer que, com a gente, o sonho da casa própria está mais próximo do que você imagina.

Pode acreditar, nós já ajudamos mais de 120 mil famílias brasileiras a conquistarem a casa própria por meio das nossas parcerias. Com mais de 50 anos de história, a Construtora Tenda está presente em 9 estados e até mesmo na B3, a Bolsa de Valores do Brasil. Aproveite para conhecer a nossa Loja Virtual e encontrar um apartamento pertinho de você.