Quem já não se viu perdido no meio de tantas contas atrasadas e acabou deixando algumas vencerem? Infelizmente, isso é mais comum do que parece, principalmente em jovens, e pode resultar na negativação do nome nos órgãos de proteção ao crédito.

Mas não se preocupe, há sim, maneiras de organizar as finanças e evitar que isso aconteça. Pensando no seu bem-estar financeiro, vamos compartilhar dicas valiosas sobre como lidar com contas atrasadas e manter seu nome limpo. Vamos lá?

Como se organizar para pagar contas atrasadas?

Como se organizar para pagar contas atrasadas? | Foto de uma moça concentrada em usar a calculadora e o notebook | Como limpar o seu nome | Eu Dou Conta

Organizar-se para pagar as contas atrasadas é um processo que exige planejamento e disciplina. Não é algo simples e vai exigir sua completa dedicação.

Para te ajudar, abordaremos dicas específicas sobre como listar suas dívidas, negociar com credores e monitorar regularmente seu CPF para evitar surpresas.

Como saber se tenho contas atrasadas? 

Identificar e organizar todas as suas dívidas é o primeiro passo para colocar suas finanças em ordem. Portanto, faça uma lista detalhada de todas as suas contas, incluindo aquelas que estão próximas do vencimento.

Para isso, é possível usar uma planilha, um aplicativo de finanças pessoais ou até mesmo um caderno para anotar os valores, datas de vencimento e credores. Essa organização visual ajudará a ter uma noção clara do que precisa ser pago e quando.

Identifique e organize todas as suas dívidas 

Para começar, reúna todos os boletos e faturas que você tem em casa. Verifique também seu e-mail e mensagens de texto para encontrar contas digitais. Se você utiliza serviços bancários online, acesse seu extrato para identificar débitos recorrentes ou esquecidos. Anote tudo em um só lugar, separado por data de vencimento e prioridade de pagamento.

Consulte o seu CPF

Outro passo essencial é consultar o seu CPF nos órgãos de proteção ao crédito, como Serasa, SPC e Boa Vista. Essas consultas podem ser feitas online e são gratuitas. Ao consultar seu CPF, você terá acesso a informações sobre dívidas em atraso, pendências financeiras e restrições no seu nome

Portanto, essa etapa é crucial para entender a situação completa das suas finanças e começar a planejar a quitação das dívidas.

Ficou com as contas atrasadas e o nome sujo? Veja o que fazer

Ficou com as contas atrasadas e o nome sujo? Veja o que fazer | Foto de uma moça segurando uma conta e digitando na calculadora | Como limpar o seu nome | Eu Dou Conta

Se você já enfrentou ou está enfrentando o problema de contas atrasadas e nome sujo, saiba que há maneiras de contornar essa situação e voltar a ter uma vida financeira saudável. 

Algumas estratégias práticas para sair do vermelho são renegociar dívidas, cortar gastos, evitar novas dívidas e melhorar sua organização financeira para evitar problemas futuros. Por isso, para resolver de uma vez as suas contas atrasadas, confira esses passos:

Tente renegociar as suas contas atrasadas

Uma das primeiras ações a serem tomadas é procurar os credores para renegociar suas dívidas. Afinal, muitas empresas estão dispostas a oferecer condições mais flexíveis, como prazos estendidos e descontos para pagamento à vista.

Por isso, converse com os credores e deixe claro o seu desejo de chegar a um acordo justo para ambas as partes. Mantenha o senso de propósito, mesmo se não puder quitar tudo em uma única parcela. Nesse caso, divida as contas em parcelas menores para manter os pagamentos em dia.

É essencial priorizar os endividamentos que apresentam os juros mais altos, como cheque especial e fatura de cartão de crédito. Estes tipos de dívidas podem crescer rapidamente e se tornar ainda mais difíceis de pagar se não forem tratados com urgência. Após renegociar essas dívidas, registre os novos valores no seu orçamento mensal para gerenciar a quitação das suas dívidas de forma organizada e eficaz.

Renegociar suas contas atrasadas não apenas alivia a pressão financeira, mas também demonstra aos credores que você está comprometido em resolver a situação. Dessa forma, isso pode resultar em condições ainda mais favoráveis e ajudar a restaurar sua credibilidade financeira.

Corte os gastos desnecessários 

Na grande maioria das vezes, são as pequenas despesas, aquelas aparentemente inofensivas, que acabam comprometendo o orçamento. Isso porque hoje em dia os serviços online se apresentam com valores baixos, mas têm um grande impacto na fatura do cartão de crédito.

Streamings, aplicativos, clubes de assinatura e cursos costumam ser contratados com a opção de renovação automática, o que pode levar ao esquecimento e a uma nova cobrança depois de algum tempo. Por isso, é crucial analisar cada pequeno gasto mensal de tempos em tempos e refletir se ainda faz sentido mantê-lo ou se é um gasto desnecessário.

Por exemplo, assinaturas de serviços que você não usa com frequência, refeições frequentes fora de casa e compras impulsivas são alguns dos principais alvos de corte. Dessa forma, reduzir ou eliminar essas despesas pode liberar uma quantia significativa no seu orçamento. O que acaba permitindo que você direcione esse dinheiro para o pagamento de dívidas e outras prioridades financeiras.

Não deixe de revisar seu extrato bancário e fatura do cartão de crédito para identificar essas pequenas despesas. Esse exercício traz maior consciência sobre seus hábitos de consumo, promovendo uma gestão financeira mais eficiente e responsável.

Evite fazer novas dívidas

Evite fazer novas dívidas | Foto de um homem segurando um cartão de crédito e um celular | Como limpar o seu nome | Eu Dou Conta

Enquanto você estiver no processo de quitar suas contas atrasadas, é essencial que você evite fazer novas dívidas. Pode ser difícil mas seguir essa recomendação à risca é fundamental para se livrar das contas atrasadas o mais rápido possível. Dessa forma, depois de definir quais dívidas serão pagas primeiro, negociar com os credores e planejar seus gastos, é crucial controlar-se para não cair em novos endividamentos.

Seu orçamento familiar deve ficar restrito às despesas essenciais e ao pagamento das dívidas em andamento. Portanto, seja firme e fuja de compras parceladas para não comprometer seu salário por meses e evite idas a locais onde você tem tendência a gastar impulsivamente. Mantenha-se focado nas suas metas financeiras e evite qualquer gasto que não seja absolutamente necessário.

Antes de comprar qualquer coisa, avalie a necessidade do item ou serviço no momento. Muitas vezes, adiando a compra, você perceberá que pode viver sem aquilo ou encontrar uma solução alternativa.

Outra coisa a considerar é se no momento você consegue pagar o item à vista,. Isso porque se a resposta for não, é melhor adiar a compra. Afinal, evitar usar o crédito para despesas não essenciais te dá ainda mais controle financeiro.

Por fim, pesquise alternativas mais econômicas que possam atender às suas necessidades sem comprometer a qualidade. Adotar essas práticas ajudará a manter suas finanças sob controle e evitar novos endividamentos.

Busque uma fonte de renda extra

Considerar uma fonte de renda extra pode acelerar significativamente o processo de quitação das suas dívidas. Por isso, trabalhos freelance, vendas de itens que você não usa mais ou até mesmo um bico podem fazer uma grande diferença no seu orçamento. Se você está precisando de um dinheiro a mais para sair das dívidas e começar a ter um fôlego financeiro, buscar alternativas de renda extra é uma excelente estratégia.

Pense nos seus talentos e nas necessidades das pessoas ao seu redor. Por exemplo, se você tem habilidades em design gráfico, redação, programação ou marketing digital, pode oferecer seus serviços como freelancer em plataformas especializadas. 

Outra opção é buscar trabalhos temporários ou “bicos” que possam complementar sua renda. Isso pode incluir serviços de babá, passear com animais de estimação, entregador, motorista de aplicativo, ou até mesmo pequenas reformas e consertos. O importante é identificar oportunidades que se encaixem na sua rotina e que possam trazer um rendimento extra sem comprometer suas atividades principais.

Ao pensar em renda extra, leve em conta as necessidades das pessoas ao seu redor. Talvez você possa oferecer aulas particulares, cozinhar refeições para venda, produzir artesanatos ou organizar eventos. Entender o que o mercado local demanda pode ser a chave para encontrar uma oportunidade lucrativa.

Assim, além de ganhar um dinheiro extra, você pode encontrar satisfação e realização pessoal. Com o aumento da sua renda, será possível quitar suas dívidas mais rapidamente.

Tenha cuidado com o cartão de crédito

Tenha cuidado com o cartão de crédito | Foto de uma pessoa segurando doversos cartões e olhando para uma calculadora e contas atrasadas | Como limpar o seu nome | Eu Dou Conta

O cartão de crédito é uma ferramenta financeira poderosa, mas pode se tornar uma armadilha se não for usado com cautela. É essencial manter um controle rigoroso dos seus gastos para evitar problemas futuros. Aqui estão algumas dicas importantes para utilizar seu cartão de crédito de forma responsável:

Controle seus gastos:

É fácil perder a noção do quanto gasta quando se usa o cartão de crédito. Por isso, estabeleça um limite mensal para seus gastos e acompanhe regularmente suas despesas para garantir que não exceda esse limite.

Pague a fatura integralmente:

Sempre que possível, procure pagar o valor total da fatura do cartão de crédito. Isso evita a acumulação de juros elevados que podem tornar suas compras muito mais caras ao longo do tempo.

Evite o pagamento mínimo:

Pagar apenas o valor mínimo da fatura pode parecer conveniente, mas isso leva a um acúmulo rápido de juros. Se não puder pagar o valor total, procure sempre pagar o máximo que conseguir acima do mínimo para reduzir o impacto dos juros.

Conheça suas taxas e tarifas:

Esteja ciente das taxas de juros, tarifas de anuidade e outras cobranças associadas ao seu cartão de crédito. Compreender esses custos ajudará você a tomar decisões mais informadas sobre como usar o cartão.

Use com moderação: 

Não use o cartão de crédito para compras impulsivas. Ele deve servir apenas para compras planejadas e que você pode pagar integralmente no vencimento da fatura.

Mantenha um bom histórico de crédito:

Usar o cartão de crédito de maneira responsável pode ajudar a construir um bom histórico de crédito. O que é importante para obter melhores condições em futuros empréstimos ou financiamentos.

Esteja atento ao vencimento das faturas:

Por fim, não se esqueça das datas de vencimento das faturas. Atrasos podem resultar em multas e juros adicionais, além de prejudicar seu histórico de crédito.

Como evitar contas atrasadas

Como evitar contas atrasadas | Foto de uma mulher segurando um lápis e um papel enquanto olha para o notebook | Como limpar o seu nome | Eu Dou Conta

Para evitar que a situação se repita, é fundamental adotar algumas práticas de organização e planejamento financeiro. Confira alguns hábitos para sair desse desenrosco:

Coloque as contas em débito automático

Optar pelo débito automático para suas contas é uma estratégia inteligente para garantir que seus compromissos financeiros sejam cumpridos de forma eficiente.

Isso porque  ao configurar suas contas no débito automático, você garante que elas serão pagas automaticamente na data de vencimento. Isso elimina o risco de esquecimentos e atrasos, evitando assim multas por pagamentos tardios.

Além disso, não há necessidade de se preocupar em lembrar das datas de vencimento ou em fazer pagamentos manuais. O débito automático simplifica o processo, proporcionando mais conveniência e liberando seu tempo para outras atividades.

Por isso, os pagamentos automáticos são processados de forma segura, geralmente por meio de instituições financeiras confiáveis. Isso minimiza o risco de erros humanos e fraudes relacionadas a pagamentos. Ao adotar o débito automático para suas contas, você fortalece sua disciplina de pagamento e evita contratempos desnecessários. É uma maneira eficaz de garantir que suas obrigações financeiras sejam cumpridas de maneira pontual e sem complicações.

Busque educação financeira

Investir em educação financeira é fundamental para tomar o controle de suas finanças pessoais. Ao aprender sobre gerenciamento de dinheiro, você ganha habilidades essenciais para criar e manter um orçamento, evitar dívidas desnecessárias e fazer escolhas de compra conscientes. Além disso, a educação financeira capacita você a proteger-se contra golpes financeiros e a lidar de maneira eficaz com dívidas acumuladas. Dessa forma, proporcionando mais segurança emocional e financeira.

Existem muitos recursos acessíveis para começar sua jornada em educação financeira, como cursos online gratuitos, livros especializados e conteúdos informativos em blogs e redes sociais. Esses recursos não apenas simplificam conceitos financeiros complexos, mas também tornam o aprendizado sobre finanças uma experiência prazerosa e transformadora.

Não se esqueça! Investir tempo e esforço em sua educação financeira é se preparar para tomar decisões financeiras mais informadas e construir um futuro financeiro mais sólido e promissor.

Estabeleça metas financeiras

Definir metas financeiras claras e alcançáveis é fundamental para uma gestão eficaz do dinheiro. Por isso, comece avaliando sua situação financeira atual e identificando quais contas estão pendentes. Estabeleça prazos realistas para pagar essas dívidas e crie um plano estratégico para alcançar esses objetivos de forma sustentável.

Um roteiro bem definido proporciona direcionamento aos seus recursos financeiros. Isto é, ajudando a manter o foco e a disciplina ao longo do caminho. Isso não apenas reduz as chances de frustração, mas também aumenta suas chances de sucesso financeiro a longo prazo. Ao estabelecer metas financeiras concretas e seguir um plano estruturado, você está pavimentando o caminho para uma estabilidade financeira duradoura e uma vida mais tranquila.

Faça um orçamento

Esse processo envolve listar todas as fontes de renda e categorizar todas as despesas, desde contas fixas até gastos variáveis. Afinal, ao visualizar claramente quanto dinheiro entra e sai, você ganha a capacidade de ajustar suas despesas conforme necessário. Portanto, evitando gastos excessivos e garantindo que suas finanças estejam alinhadas com seus objetivos financeiros.

Um orçamento bem estruturado não apenas ajuda a monitorar seus gastos, mas também possibilita identificar áreas onde você pode economizar e investir melhor seu dinheiro. Com disciplina para seguir o orçamento mensal, você estará mais preparado para enfrentar imprevistos financeiros e alcançar metas financeiras de curto e longo prazo.

Priorize pagamentos de contas essenciais 

Ao gerenciar suas finanças, é crucial priorizar o pagamento das contas essenciais, como água, luz e cartão de crédito, para evitar cortes de serviços e complicações financeiras maiores. Portanto, comece mapeando sua situação financeira e decida a ordem de pagamento das dívidas com base em alguns critérios importantes.

Primeiramente, dê prioridade às dívidas com taxas de juros elevadas, pois essas podem aumentar rapidamente o saldo devedor se não forem tratadas com urgência. Em seguida, concentre-se nos serviços essenciais que impactam diretamente sua vida diária, como contas de água e luz, para evitar interrupções que afetem sua qualidade de vida.

Avalie também o impacto de cada dívida na sua rotina e priorize aquelas que têm o maior impacto negativo imediato. No entanto, é importante não negligenciar as demais dívidas; ao contrário, gerencie seus recursos de maneira estratégica para resolver gradualmente todas as obrigações financeiras. Esse processo disciplinado é fundamental para romper o ciclo de dívidas e conquistar estabilidade financeira a longo prazo.

Tenha uma reserva de emergência

Recomenda-se poupar regularmente até acumular uma quantia equivalente a três a seis meses de despesas. Isso porque, após estabilizar suas finanças e cultivar hábitos econômicos saudáveis, é preciso continuar reservando uma parte dos seus ganhos mensais para manter uma reserva. Isso garantirá que você não precise recorrer a novos endividamentos durante crises ou emergências, proporcionando segurança financeira e tranquilidade.

Ao seguir essas orientações, você estará não apenas se livrando de contas atrasadas, mas também desenvolvendo uma conscientização financeira mais profunda. Além disso, terá habilidades para gerir seu dinheiro de maneira estratégica. Isso é fundamental para construir uma base financeira sólida e estar preparado para qualquer eventualidade que possa surgir ao longo do caminho.

Vale a pena contratar um empréstimo para pagar contas atrasadas?

Vale a pena contratar um empréstimo? | Foto de uma mulher digitando no notebook | Como limpar o seu nome | Eu Dou Conta

Contratar um empréstimo para pagar contas atrasadas pode parecer uma solução rápida para resolver problemas financeiros imediatos, mas é uma decisão que requer cautela e consideração cuidadosa. Antes de decidir, é essencial avaliar alguns pontos cruciais:

Custo total do empréstimo:

Empréstimos geralmente têm juros e taxas associadas. Avalie se os custos totais do empréstimo (incluindo juros e taxas) são justificáveis em comparação com as consequências de deixar as contas atrasadas.

Capacidade de pagamento: 

Certifique-se de que você poderá pagar as parcelas do empréstimo dentro do prazo estabelecido. Comprometer-se com mais dívidas pode aumentar sua carga financeira se não houver um plano claro para quitar o empréstimo.

Alternativas disponíveis:

Antes de contrair um empréstimo, explore outras alternativas como negociar diretamente com os credores por prazos de pagamento estendidos ou redução de juros. Algumas instituições financeiras também oferecem programas de assistência para clientes com dificuldades financeiras.

Por isso, tenha atenção! Contratar um empréstimo para pagar contas atrasadas será apenas uma opção viável se for feito com planejamento cuidadoso e se você tiver certeza de que poderá gerenciar os pagamentos de forma sustentável. No entanto, sempre considere as consequências financeiras a longo prazo e explore todas as opções disponíveis antes de tomar uma decisão.

Sobre o Eu Dou Conta

O Eu Dou Conta é uma plataforma de educação financeira que vai te ajudar a sair do vermelho, conseguir juntar uma renda extra e lidar melhor com o seu dinheiro.

Nós da  Construtora Tenda criamos esse projeto para colocar ao alcance de todo brasileiro informações importantes sobre finanças. Queremos mostrar que o dinheiro não precisa ser um problema, mas sim um caminho para alcançar seus objetivos. 

Por isso, nosso blog segue uma “trajetória” de conteúdos. Explicamos desde conceitos iniciais como negativação e score de crédito, até as principais dúvidas sobre dívidas, como empréstimos e cheque especial, e dicas de como economizar.

Tudo isso em uma linguagem acessível e porque não (?) divertida. Queremos que as pessoas consigam aprender, tirar suas dúvidas e, posteriormente, dar o próximo passo: talvez começar a investir, conseguir poupar ou então realizar sonhos, como o da casa própria.

A Tenda é uma grande parceira dos programas habitacionais do Governo Federal, como o novo  Minha Casa Minha Vida, programa que substituiu o Casa Verde e Amarela. Isso quer dizer que, com a gente, o sonho da casa própria está mais próximo do que você imagina.

Pode acreditar, nós já ajudamos mais de 160 mil famílias brasileiras a conquistarem a casa própria por meio das nossas parcerias. Com mais de 50 anos de história, a Construtora Tenda está presente em 9 estados e até mesmo na B3, a Bolsa de Valores do Brasil. Aproveite para conhecer a nossa Loja Virtual e encontrar um apartamento pertinho de você.