c26f Aprenda como reduzir gastos domésticos de forma simples – Tenda



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





Muitas e muitas vezes ao longo da vida, precisamos fazer certos sacrifícios para realizar sonhos, certo? Você quer ter uma casa própria, trocar o carro, fazer uma viagem ou pagar os estudos? Pois tudo isso pede uma boa quantia de dinheiro para se tornar realidade. Aí vem a pergunta que não quer calar: de onde … Continued

Muitas e muitas vezes ao longo da vida, precisamos fazer certos sacrifícios para realizar sonhos, certo? Você quer ter uma casa própria, trocar o carro, fazer uma viagem ou pagar os estudos? Pois tudo isso pede uma boa quantia de dinheiro para se tornar realidade. Aí vem a pergunta que não quer calar: de onde tirar tudo isso?

Acredite você ou não, a verdade é que a forma mais simples de juntar dinheiro é diminuindo nos gastos domésticos. Isso mesmo! Continue com a leitura deste post para entender direitinho como é possível tirar sonhos do papel só reduzindo seus gastos de casa!

Pague suas contas em dia

Água, cartão de crédito, luz, telefone: se essas (e tantas outras) contas não forem pagas nas datas corretas, podem acabar se transformando em uma bola de neve. Já reparou que os cartões de crédito, por exemplo, têm juros altíssimos?

O ideal é pagar as faturas sempre em dia, para não arcar com multas e juros, além de quitar todo o valor da conta, nunca pagando a parcela mínima. Para você ter uma ideia, os juros dos cartões chegam a aproximadamente 400% ao ano. Melhor não correr o risco de se embolar, não concorda?

Tenha cuidado com as idas ao mercado

Nossa segunda dica serve principalmente para famílias com crianças, ok? É bastante comum os pequenos percorrerem os corredores colocando no carrinho tudo o que veem pela frente, sem pensar que tudo ali tem um custo. Biscoitos, chocolates e guloseimas em geral: que tal resistir a pedidos? Tudo bem fazer um agrado de vez em quando, mas ceder sempre pode causar um rombo grande no orçamento.

Uma ótima ideia é levar uma lista para o supermercado, uma espécie de roteiro que o impeça de extrapolar ou confundir as compras, levando para casa produtos que ainda não acabaram ou que são desnecessários. Acredite: com estratégias simples, é mais que possível economizar no supermercado!

Inclua toda a família na economia

Não tem como negar: na prática, fica mais difícil economizar uma quantia relevante de dinheiro se só uma pessoa contribui para o alcance dessa missão. Em um cenário perfeito, todos devem se envolver nessa empreitada.

Gastos com roupas, lazer, produtos de beleza e brinquedos, por exemplo, precisam mudar. A princípio, pode ser difícil fazer as crianças entenderem, mas você vai ver como, com o passar do tempo, até os mais reclamões entram no ritmo. Em nome de um bem maior, todos precisam diminuir os próprios gastos domésticos.

Economize com energia e água

Nosso clima tropical é responsável por trazer um calorão em praticamente todos os meses do ano, não é verdade? Mas sabia que, mesmo assim, é possível economizar? E se você testar desligar o ventilador ao menos à noite e, nas estações mais quentes, tomar banhos frios?

Por falar em banho, o controle de água deve ser incentivado nas crianças desde cedo. Nada de deixá-las tomarem banhos demorados demais, brincando enquanto a água escorre ralo abaixo! Estipule um limite de tempo e ensine a fechar a torneira para se ensaboar. E os outros membros da família também devem seguir a regra tanto no banho como na hora de lavar as louças e escovar os dentes.

Negocie o preço do aluguel

Especialmente em tempos de crise e recessão, se o proprietário do imóvel não diminui o preço do aluguel, pode acabar ficando com o espaço vazio. Use esse argumento a seu favor, em busca de um desconto no total pedido!

Você pode apresentar ao dono do imóvel uma média de preços praticados na região, por exemplo. Ao ver que há concorrência pedindo menos, é bem possível que ele concorde em abaixar um pouco o valor. Imagine se você consegue diminuir essa despesa em 20%? O segredo está em mostrar flexibilidade, chegando a um acordo que agrade todos os envolvidos.

E o melhor é que, com esse extra mensal, você pode ir formando uma reserva para finalmente partir em busca da casa própria. Imagine que sonho se ver livre do aluguel de uma vez por todas!

Controle os gastos com o celular

Considerado um vício moderno, o celular gera gastos domésticos constantes. Além do preço do próprio aparelho, que não costuma ser barato, ainda é preciso pagar pelas ligações feitas, pelas mensagens enviadas e, claro, pelos acessos à internet.

Quando se trata do celular, a melhor forma de economizar é procurando por operadoras que contabilizem bônus a cada uso. Com isso, você pode diminuir as recargas, conseguir bons descontos na conta ou mesmo uma redução de preço quando decidir trocar de aparelho. Pronto para pesquisar?

Crie o hábito de pedir descontos

Sabia que a maioria das lojas aumenta antecipadamente o preço de seus produtos para não terem prejuízo nas vendas com o cartão? Mas e se você for pagar com dinheiro? Faça o teste a partir de hoje: sempre que for pagar à vista, no dinheiro, pergunte se é possível fazer um desconto. Lembre-se, afinal, de que perguntar não ofende ninguém. Se você conseguir um desconto aí, melhor ainda!

Fora isso, alguns estabelecimentos oferecem cartões fidelidade, que dão prêmios ou garantem descontos quando você compra lá com certa frequência. Comece a perguntar sobre essa possibilidade e guarde todos os que conseguir. Você vai ver como, de descontinho em descontinho, já dá para poupar um bom dinheiro!

Aposte na marmita

Você recebe vale-refeição? Pois responda com sinceridade: esse benefício comporta seus gastos diários com comida, do início ao fim do mês? Considerando que comer na rua é um hábito cada vez mais caro, pode ser bom repensar. E se for possível possível alterar o vale-refeição para vale-alimentação, que permite gastos em supermercados? Prepare-se para levar marmita para o trabalho!

As marmitas não só ajudam a equilibrar o bolso, mas também a adicionar saúde ao seu dia a dia. Pode acreditar: o esforço e a economia certamente valerão a pena. De bônus, como o valor dos ingredientes costuma ser menor que o da comida pronta, você ainda poderá aumentar as compras para casa, atendendo até a algumas das vontades das crianças!

Como você viu, para economizar nos gastos domésticos é preciso cooperação, cumplicidade e muito controle. A boa notícia é que, se o propósito vale a pena, a mobilização de todos será mais rápida! Todos prontos para essa missão?

Por fim, agora que você já sabe como economizar, que tal aprender algumas dicas básicas de finanças? Assim, você saberá como administrar corretamente o dinheiro guardado!

;



Todos os direitos reservados Tenda 2019
CPNJ: 09.625.762/0001-58

0