bc9d Guia prático de como fazer terrário – Tenda



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





Um terrário é um miniecossistema equilibrado, fácil de fazer, que quase não dá trabalho e serve tanto para decorar quanto para trazer um pouco de natureza para dentro dos apartamentos — independentemente do quão pequenos os cômodos sejam. Tem gente que ama plantas, mas lamenta não ter espaço suficiente em casa, nem tempo para cuidar … Continued

Um terrário é um miniecossistema equilibrado, fácil de fazer, que quase não dá trabalho e serve tanto para decorar quanto para trazer um pouco de natureza para dentro dos apartamentos — independentemente do quão pequenos os cômodos sejam.

Tem gente que ama plantas, mas lamenta não ter espaço suficiente em casa, nem tempo para cuidar ou, muito menos, verba para bancar os gastos com a manutenção dos canteiros. Se esse é o seu caso, saiba que existe uma alternativa! Neste artigo, vamos mostrar como fazer terrário — um tipo de minijardim que cabe em qualquer cantinho e é praticamente autossuficiente. Modelos com suculentas, por exemplo, são ideais para o cultivo em ambientes fechados!

Se você deseja aprender a fazer esse estilo de arranjo, acompanhe este post. Você verá que, com cuidados simples, é possível mantê-lo bonito, saudável e duradouro!

Terrário é um acessório versátil na decoração

A aproximação com a natureza é uma tendência de decoração para 2019. No caso de quem mora em apartamentos, os terrários são ideais para deixar os cômodos mais naturais. Afinal, não precisam de sol e ocupam pouco espaço. Inspire-se com as ideias a seguir!

Terrário na sala de estar

A decoração de uma sala pequena pede poucos e bons objetos. Em vez de entulhar o ambiente com quinquilharias, que tal colocar um terrário?

Apenas tome cuidado com a escolha do local. Nada de colocá-lo próximo da janela, pois o vento pode balançar a cortina e derrubá-lo. Experimente colocá-lo em uma prateleira, por exemplo, acima do sofá.

Terrário na cozinha

Para inovar na decoração da cozinha, monte o terrário em um utensílio de vidro, como uma chaleira ou uma taça com bojo largo. Depois, posicione-o em um local de destaque, como em um nicho mais ao alto.

Caso a cozinha seja integrada com a sala, uma boa dica é colocar um terrário em cada ambiente. Dessa forma, você aumenta a sintonia entre eles.

Terrário no banheiro

Um terrário é capaz de mudar a cara do seu banheiro. Mas se o cômodo for muito pequeno, dificilmente terá espaço livre sobre a bancada da pia. A solução pode ser instalar uma prateleira de canto, como na parede da porta. Um toque simples, mas muito charmoso!

Terrário no quarto

No quarto do casal, o terrário pode substituir o tradicional abajur, ficando sobre a mesa de cabeceira. Se quiser inovar mais ainda, use-o como um pendente (preso ao teto).

Para isso, escolha recipientes transparentes no formato de meia bola ou meia gota — encontrados em armarinhos. Próprios para pendurar, eles já vêm com alça para passar a corda.

Já no quarto das crianças, nada de terrários. É melhor evitá-los para prevenir acidentes com os cacos de vidro (em caso de queda).

Materiais necessários para fazer um terrário

Os terrários podem ser comprados prontos, em floriculturas ou lojas de decoração. Mas o mais bacana é montá-los com as suas espécies e enfeites favoritos! Para fazer um terrário aberto são necessários:

  • 1 recipiente de vidro;
  • 1 pá pequena para jardinagem;
  • 1 cabo de pincel fino ou palito de churrasco;
  • pedrinhas coloridas ou argila expandida (que ajuda a drenar um possível excesso de água);
  • terra ou substrato (preferencialmente, mais arenoso);
  • carvão vegetal (para absorver a umidade e diminuir o odor da decomposição das folhas);
  • plantas próprias para esse tipo de arranjo — para criar uma composição visualmente harmônica, combine espécies com diferentes alturas e formatos;
  • alguns itens decorativos — personagens, imagens religiosas, conchas, pedras semipreciosas etc.

Passo a passo para fazer terrário de vidro

Existem muitas maneiras de fazer um terrário, a começar pela escolha do recipiente. Além dos aquários, é possível usar vasos que tenham a boca mais larga, reutilizar vidros de conservas e o que mais a sua criatividade permitir.

Também é preciso escolher bem as espécies. São boas candidatas para terrários abertos:

  • suculentas e cactáceas em geral;
  • echeverias (Echeveria elegans, Echeveria imbricata e Echeveria pulvinata);
  • dedo-de-dama (Mammillaria elongata);
  • orelha-de-coelho (Opuntia microdasys);
  • flor-estrela (Stapelia hirsuta);
  • tilândsia (Tillandsia spp);
  • avenca (Adiantum raddianum).

Para facilitar, escolhemos um modelo de terrário simples de executar. Mas atenção: antes de começar a montagem, lave o recipiente com água e detergente neutro, enxágue bem e espere secar.

Dessa forma você elimina qualquer vestígio que possa atrapalhar o desenvolvimento do arranjo, como fungos ou larvas. Dito isso, mãos à obra!

  1. Coloque as pedrinhas ou a argila expandida na base do recipiente de vidro;
  2. Acrescente o carvão vegetal, picado em pedaços pequenos;
  3. Com ajuda da pá, adicione, aos poucos, a terra ou o substrato;
  4. Abra pequenos buracos para colocar as plantas, ajeitando-as com o palito de madeira, de modo a preservar, ao máximo, o torrão de terra original;
  5. Pressione, levemente, o solo ao redor das plantas, para que fiquem bem acomodadas;
  6. Cubra o solo com uma camada fina de pedrinhas, para ajudar a manter a umidade;
  7. Posicione os itens decorativos, com cuidado para não superlotar o terrário.

Principais cuidados com o terrário

Em relação à rega, deve-se molhar somente quando a terra estiver seca (em média, uma ou duas vezes por mês). Use um conta-gotas e adicione a água diretamente no solo, não sobre as folhas. Porém, há exceções:

  • em terrários cuja base é coberta por musgo-tapete (espécie rasteira, bem fina), em vez de pedrinhas, pode-se gotejar a água diretamente sobre o musgo;
  • se o terrário tiver bromélias ou orquídeas (usadas em recipientes maiores), as regas devem ser semanais e feitas com ajuda de um borrifador, para umedecer apenas as folhas.

Já em relação à luminosidade, plantas de origem desértica aguentam ficar expostas à luz solar, principalmente pela manhã. Mas evite deixar o terrário sob o sol intenso. Prefira locais frescos, com boa circulação de ar e sombra.

Por fim, faça uma reposição nutricional, pelo menos, duas vezes ao ano. Como a adubação varia de acordo com as espécies utilizadas, pergunte ao vendedor (do garden center ou da floricultura em que as adquiriu), qual é a mais indicada.

Agora que você conhece todas essas dicas, ficou mais fácil entender como fazer terrário, não é? Você pode criar um cantinho com vários modelos, como se fosse um jardim, ou distribui-los em pontos de destaque pelos cômodos, caprichando na decoração do lar. Como mostrado, eles podem ser usados tanto em ambientes sociais quanto íntimos. Além disso, são uma ótima opção para presentear pessoas especiais. Portanto, aproveite!

E aí, gostou deste post? Então, assine a nossa newsletter e receba outras dicas de decoração por e-mail. 

;



Todos os direitos reservados Tenda 2019
CPNJ: 09.625.762/0001-58

0