Como escolher um síndico de condomínio? Veja o que levar em conta!

17 de agosto de 2019

Morar em Condomínio

Chegou aquela época de eleger o síndico do condomínio? Não se preocupe se estiver com dúvidas: fizemos este post para ajudar você! Muitas pessoas não entendem o quanto essa decisão é importante. No entanto, não dá para banalizar ou escolher um candidato baseando-se na amizade.

Loja Virtual Tenda

Um bom síndico é fundamental para uma boa administração. Quando ele executa seu trabalho de maneira adequada, todos os moradores ganham. Afinal, isso significa que o condomínio se tornará um lugar mais tranquilo, harmonioso e não será necessário arcar com despesas extras, causadas por uma má gestão.

Claro que é possível reeleger o síndico antigo, mas é necessário analisar a qualidade das suas ações e verificar, inclusive, se ele cumpre os pré-requisitos que apresentaremos a seguir.

Mas o que, no fim das contas, deve ser considerado nessa escolha? Confira as principais características para quem ocupa essa função.

Ser realista

Não adianta escolher aquele candidato que faz grandes promessas se elas não são realistas. O síndico deve apresentar suas propostas de forma fundamentada, com metas e planos “pé no chão”.

Tenha em mente que não dá para resolver problemas ou alavancar a situação financeira do prédio do dia para a noite. Portanto, desconfie de quem apresenta soluções tão grandiosas sem um bom planejamento e se informe mais a fundo sobre o que e como se pretende fazer.

Ter conhecimentos técnicos suficientes

Para garantir um bom trabalho, é preciso que o síndico já tenha conhecimentos técnicos necessários. Ele deve entender de administração e gestão, por exemplo, além de saber cumprir tudo o que foi estabelecido no regimento interno e nas assembleias.

Assim, é uma boa ideia escolher um candidato que já tenha alguma experiência no assunto. Se ele já trabalhou com administração de condomínios, melhor ainda, mas ter atuado em outros tipos de gestão já serve de grande ajuda.

Saber gerenciar conflitos

Além de ter conhecimentos técnicos, o síndico deve saber lidar com as pessoas e gerenciar conflitos. Ele precisará interceder em diferentes situações de atrito no condomínio, portanto é necessário ser capaz de manejar crises e outros problemas entre os moradores.

Uma habilidade muito cotada, nesse sentido, é a diplomacia. Além disso, ter paciência para ouvir e imparcialidade são outras questões fundamentais. Desse modo, o síndico acaba promovendo a paz dentro do condomínio.

Ter conhecimento dos problemas e das necessidades do condomínio

Esse é outro ponto muito importante. O síndico precisa saber como o condomínio funciona, quais são as suas necessidades, condições, problemas e urgências. Desse modo, ele saberá melhor como agir e o que deve priorizar.

É possível pensar que, nesse sentido, os moradores mais antigos têm alguma vantagem, afinal, eles tiveram um tempo maior para observar e compreender as coisas. Mas isso não deve ser um fator decisivo, pois muitos moradores novos podem ser proativos, analíticos e ter uma perspectiva tão qualificada quanto os mais antigos.

Saber lidar bem com os condôminos e ter empatia

Não estamos dizendo para escolher um síndico por camaradagem, mas ele também precisa ter um bom convívio com todos os moradores. Se essa pessoa tiver rixas com alguém, por exemplo, vai ficar bem mais difícil conviver e resolver as coisas.

Outro ponto fundamental é saber respeitar a privacidade de cada um. O síndico deve ficar atento, ajudar e buscar conhecer os seus condôminos, mas não pode ser invasivo. Além disso, ele precisa saber ouvir. Afinal, é a ele que serão direcionadas as demandas de todos e a quem as outras pessoas vão procurar por diferentes motivos.

Assim, ele precisa escutar e saber considerar o que lhe é passado, levar os moradores a sério e não deixá-los na mão. A empatia é uma habilidade muito recomendada.

Estar disposto a assumir responsabilidades e ter disponibilidade

Como já deu para ter uma ideia, o síndico terá diferentes responsabilidades. Ele precisa, portanto, estar ciente disso e disposto a se dedicar. É importante verificar se o seu candidato sabe mesmo onde está entrando ou se está com perspectivas idealizadas. Ele deve, ainda, estar disposto a aprender, pois nem sempre os seus conhecimentos serão o suficiente. Quanto mais ele se atualizar e se capacitar, melhor será sua gestão e os seus resultados.

Pensando em tudo isso, outro fator a se observar é o tempo disponível. Será que o candidato tem mesmo disponibilidade para arcar com esse trabalho? Uma pessoa que passa muito tempo fora, viajando ou ocupada com vários outros afazeres pode não ter condições para se dedicar.

Saber se organizar e lidar com dinheiro

Lembre-se, ainda, de que o síndico vai lidar com diversas questões financeiras do condomínio. Desse modo, ele precisa ser alguém que sabe se organizar e se planejar em relação ao dinheiro. Entre suas tarefas, estarão desenvolver o orçamento e cobrar as contribuições dos moradores.

Talvez uma pessoa que não goste de gastar ou uma que gaste exageradamente não sejam boas opções. Fique atento a todos esses detalhes, afinal esse trabalho terá efeito sobre todo o condomínio.

Vale lembrar que, caso não tenha algum candidato que se encaixe nesses quesitos, o condomínio tem a opção de contratar um síndico profissional. Nesses casos, é preciso fazer uma boa pesquisa para encontrar a empresa e os profissionais adequados. Além disso, é importante que todos os moradores concordem, pois será necessário dividir o pagamento dos salários.

Também é possível contratar os serviços de uma administradora de condomínios para atuar junto com o síndico. Essas são algumas alternativas para que esse trabalho seja otimizado, mas é claro que um morador qualificado também pode dar conta do recado.

Agora que você já conhece esses quesitos, esperamos que tenha muito sucesso na escolha do síndico do seu condomínio. Vale lembrar que a opinião de todos os moradores é importante para chegar na decisão. Portanto, compartilhe essas ideias com seus amigos e vizinhos!

Não deixe de continuar nos acompanhando para ficar por dentro de todas as novidades: é só seguir as nossas redes sociais e ficar de olho nas dicas. Estamos no Instagram, no Facebook e no YouTube!

Loja Virtual Tenda
Autor do Post | Tenda Blog
Escrito por:

Tenda

2 respostas para “Como escolher um síndico de condomínio? Veja o que levar em conta!”

  1. Ricardo DUTRA disse:

    Comprei um ape da tenda em um empreendimento,estou fazendo curso de síndico e me capacitando na área,a pergunta seria eu posso síndico do condomínio onde eu comprei um ape da tenda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(2) Comentários
  • Ricardo DUTRA

    Comprei um ape da tenda em um empreendimento,estou fazendo curso de síndico e me capacitando na área,a pergunta seria eu posso síndico do condomínio onde eu comprei um ape da tenda

  • Construtora Tenda

    Oi Ricardo, tudo bem? Que bacana! Para saber mais, é só clicar nesse link.

Deixe seu contato.

A gente quer compartilhar as novidades primeiro com você.