Guia completo
para conquistar
seu ape.

Baixe grátis



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





Hoje em dia, quem está em busca de um imóvel próprio, além de considerar o preço, as condições de financiamento, o tamanho e a infraestrutura oferecida, ainda precisa avaliar outras questões. O nível de segurança de um apartamento é um desses fatores, já que impacta diretamente na futura qualidade de vida dos moradores.

O grau de segurança varia entre os diferentes empreendimentos e pode ser estimado por fatores como a localização, a existência de sistemas de vigilância e, até mesmo, a tomada de algumas medidas preventivas pelos próprios moradores.

A fim de saber o que considerar no quesito segurança antes de fechar um negócio, acompanhe este post. Além de apresentarmos os critérios a serem avaliados, também ensinaremos como agir para deixar seu lar mais seguro. Confira!

Como avaliar a segurança de um apartamento?

O primeiro critério a ser considerado quando se trata de avaliar a segurança de um apartamento é a sua localização.

No entanto, hoje em dia, tanto as áreas centrais quanto as periféricas estão sujeitas à violência — basta acompanhar os noticiários policiais.

Por isso, prefira um edifício situado em áreas que você já conheça ou naquelas onde morem parentes e amigos próximos.

Isso porque, pessoas de confiança podem orientá-lo sobre os pontos que devam ser evitados, os horários em que é ainda mais importante prestar atenção ao entrar ou sair do condomínio etc. Todo cuidado conta, afinal!

Outro ponto muito importante, principalmente para quem costuma usar carro ou moto para se deslocar, é conversar com motoristas habituados à rotina da região para saber se costumam haver congestionamentos na rua do prédio.

Se forem frequentes, a melhor saída é tentar driblar os piores horários. Muitas vezes, vale a pena sair mais cedo de casa e voltar um pouco mais tarde, pois evitar ficar parado no trânsito é, por si só, uma medida protetiva.

Já para quem usa o transporte público no vai e vem do dia a dia, procure sempre ficar em pontos de ônibus e/ou estações (de trem ou metrô) bem iluminados e com bastante movimento.

Por fim, para os adeptos da bicicleta ou da caminhada, prefira morar em locais com ruas e avenidas, se possível, menos movimentadas. Nelas, os deslocamentos são mais seguros — pelo menos no que diz respeito ao risco de acidentes.

Como a estrutura do empreendimento colabora com a segurança?

O que torna a segurança de um apartamento mais efetiva que a de uma casa é a estrutura oferecida pelo empreendimento.

Por exemplo, a existência de uma portaria, com controle de entrada e saída de visitantes e prestadores de serviços, evita que indivíduos desconhecidos transitem pelo condomínio.

Ao mesmo tempo, não é preciso atender vendedores ambulantes nem receber entregadores na porta. Basta encontrá-los na portaria, próxima à guarita.

A boa iluminação das vias e áreas de uso comum, como garagens e espaços de convívio, também colabora para a segurança, assim como um jardim com plantas e arbustos baixos, para que não obstruam a visão.

No mais, a própria arquitetura favorece a segurança, uma vez que é muito mais fácil invadir uma casa sem ser notado do que passar despercebido em um condomínio.

Como é possível se precaver para proteger a propriedade?

Diversas medidas ajudam os moradores a evitar a ação de oportunistas, colaborando para aumentar a segurança de um apartamento. Veja o que cada um pode fazer para proteger seu lar:

Não deixe que notem que o imóvel está vazio

Ao sair de férias, direcione os serviços de entrega para o endereço de um amigo ou parente próximo e invista em uma luz inteligente, com sistema fotoelétrico, que apaga de dia e acende à noite.

Avise um vizinho do mesmo andar quando for se ausentar

Deixar um vizinho avisado sobre uma ausência mais longa é uma ótima opção. Assim, se ele notar alguma movimentação estranha, poderá entrar em contato imediatamente.

Use o interfone corretamente

O equipamento existe para ser uma ferramenta de segurança, no sentido em que permite comunicar o porteiro sobre a chegada de visitas — e vice-versa — ou alertá-lo caso note situações estranhas dentro do edifício.

Instale uma fechadura mais resistente

Parece bobeira, mas instalar uma fechadura reforçada contra arrombamentos é uma ótima forma de aumentar a segurança de um apartamento.

Para acertar na escolha da fechadura, considere os modelos com grau máximo de proteção e, se possível, feitos de aço inox.

Adote procedimentos de emergência

Essa dica também é muito útil. Tenha o número da Polícia e da portaria gravados no celular para acioná-los o mais breve possível, caso seja necessário.

Não guarde dinheiro e itens de valor em casa

Dinheiro deve ser guardado no banco e cartões de crédito devem ser muito bem escondidos (quando não estão com você).

O ideal é encontrar esconderijos em um locais pouco óbvios, como em um fundo falso feito em um projeto de marcenaria planejada.

Verifique as referências antes de contratar alguém

Seja de uma pessoa contratada para limpar a casa uma vez por semana ou de alguém chamado para fazer um conserto de um eletrodoméstico, conhecer o histórico profissional e ter os contatos pessoais de quem está trabalhando dentro do seu lar é uma medida se segurança indispensável.

Tenha cuidado com as chaves reservas

Essa dica vale para funcionários, amigos e familiares. Por mais confiáveis que essas pessoas sejam, deixar chaves reserva com elas pode ser um problema, porque elas podem ter contato com outras não tão honestas, capazes de se aproveitar de um momento de descuido para subtraí-las e invadir o imóvel.

Além disso, não deixe chaves reserva com porteiros, nem em locais supostamente “secretos” no hall do elevador, como embaixo do capacho, acima do batente, dentro do vaso de plantas etc.

Por fim, tente manter uma rotina discreta, evitando chamar a atenção com exibição de itens de luxo ou conversas sobre seus bens. Também é importante variar os trajetos para chegar e sair do condomínio, evitando entrar se constatar alguma movimentação estranha. Com essas dicas, fica mais fácil otimizar a segurança de um apartamento.

Se você gostou deste artigo, siga as nossas redes sociais e encontre outros conteúdos úteis! Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.

Composição de renda: como utilizar para o financiamento imobiliário?

Composição de renda: como utilizar para o financiamento imobiliário?

Minha Casa Minha Vida

A composição de renda pode ser a solução para quem deseja financiar um imóvel! Veja como usá-la no financiamento imobiliário e entenda como ela funciona. Na hora de financiar um imóvel é preciso demonstrar a capacidade de pagamento das prestações. No entanto, dependendo dos ganhos, é difícil ter a aprovação com apenas um salário. Por isso, é comum que membros da família adotem a composição de renda.

6 passos para conquistar a casa própria antes de se aposentar

6 passos para conquistar a casa própria antes de se aposentar

Minha Casa Minha Vida

Comprar um imóvel e não depender mais de aluguel é a grande meta na vida de muitos brasileiros. Conquistar a casa própria não representa apenas a realização de um sonho, mas é, também, sinônimo de mais estabilidade financeira e segurança. Mesmo estando nos planos de muita gente, conquistar a casa própria antes de se aposentar nem sempre é fácil. Realizar esse objetivo exige disciplina, controle dos gastos, uma poupança de emergência e um planejamento financeiro em longo prazo. Além disso, é necessário que o objetivo seja adequado à sua realidade e coerente com seu salário.

Estabilidade financeira: o guia completo para conquistar

Estabilidade financeira: o guia completo para conquistar

Minha Casa Minha Vida

Quer saber como se organizar e manter seu orçamento saudável? Preparamos um guia completo, cheio de dicas para você alcançar sua estabilidade financeira. Confira!

Conheça as condições TENDA para dar entrada em um apartamento

Conheça as condições TENDA para dar entrada em um apartamento

Minha Casa Minha Vida

Uma das maiores construtoras do País, a Tenda oferece ajuda de profissionais especializados para você conseguir ter seu financiamento imobiliário aprovado pelos bancos. Saiba neste texto como driblar a burocracia!

Acabamento da obra: o que é responsabilidade do novo proprietário?

Acabamento da obra: o que é responsabilidade do novo proprietário?

Minha Casa Minha Vida

A entrega das chaves é a hora mais aguardada pelos compradores assim que fazem a aquisição do apartamento dos sonhos. Contudo, o imóvel novo não é entregue totalmente pronto para morar, por isso, uma parte do acabamento da obra se torna necessária à funcionalidade da residência.

O que está incluso no valor do condomínio? Leia e entenda!

O que está incluso no valor do condomínio? Leia e entenda!

Minha Casa Minha Vida

Adquirir uma propriedade, além de trazer mais segurança e bem-estar para a família, também significa ter alguns custos extras por mês. O principal deles é a taxa condominial. Saiba o que compõe o valor do condomínio!
Todos os direitos reservados Tenda
CPNJ: 09.625.762/0001-58