Os 5 piores erros de quem deseja comprar seu primeiro apartamento – Tenda



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





Vai comprar o seu primeiro apartamento, mas tem medo de cometer algum erro? Continue a leitura e confira as nossas dicas sobre o assunto!

Após ter conseguido administrar as finanças e conquistado o dinheiro para dar entrada no sonho da residência própria, é chegada a hora de escolher o imóvel. Muitos brasileiros almejam comprar o primeiro apartamento, afinal, nada melhor do que viver em seu próprio cantinho.

Você já deve saber que o momento da aquisição exige inúmeros cuidados para que o sonho não se transforme em um grande problema. Muitas vezes, a ansiedade de morar sob nosso próprio teto pode nos levar a cometer erros, os quais não fazem valer o alto investimento e são capazes de trazer insatisfações com a residência onde você pretende morar por muitos anos — ou até mesmo pelo resto da vida.

Se você está pensando em comprar o primeiro apartamento, preste muita atenção neste post! Nós mostraremos quais são os 5 piores erros e como evitá-los!

1. Não ter um bom planejamento financeiro

Independentemente se você vai optar por um financiamento ou uma compra à vista, será necessário um planejamento financeiro. Afinal, mesmo que você opte por um financiamento que não exija uma entrada, as parcelas comprometerão parte da sua renda.

Pensando nisso, um bom planejamento é essencial para saber quanto de dinheiro você precisará poupar por mês para fazer os pagamentos em dia, evitando desperdiçar com multas, sem prejudicar o orçamento mensal e a vida de todos os envolvidos.

Não deixe de pesquisar para encontrar a melhor opção e conseguir juros baixos e analise se você está seguro sobre arcar com as parcelas por um bom período de tempo, e não só pelos próximos meses. Faça as contas lembrando de incluir as despesas do apartamento, como IPTU, condomínio, água, luz e gás.

2. Não considerar os gastos extras

Muitas pessoas cometem o erro de fazer um planejamento financeiro baseando-se apenas no valor necessário para a compra do apartamento e esquecem dos outros custos envolvidos no processo, como taxas e impostos.

Independentemente se você optou por juntar todo o dinheiro e fazer a compra à vista ou contratou um financiamento imobiliário, é necessário ter um valor reserva para evitar surpresas, transtornos e até aperto financeiro.

Portanto, lembre-se: a aquisição de um apartamento envolve muito mais do que o seu valor. Ao planejar o seu orçamento, questione se a construtora arca com despesas de cartório. Caso a resposta seja negativa, compute o que precisará ser pago em transferências e documentações, como o Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e o custo do Registro do Imóvel. Também não se esqueça dos gastos que envolvem a mudança, como o transporte.

3. Não ter uma reserva de emergência

Você fez um planejamento financeiro contabilizando os salários dos membros da família e todas as despesas fixas. Também certificou-se dos possíveis gastos com documentação e somou os custos com a mudança e, assim, escolheu um financiamento compatível. Mas você está lembrando que carros quebram, pessoas são demitidas e que podemos precisar arcar com tratamentos médicos?

Imprevistos acontecem e impactam diretamente a nossa renda. Por isso, é essencial ter uma reserva de dinheiro para garantir que o pagamento do financiamento seja feito em dia, sem a necessidade de arcar com juros maiores a multas.

O montante necessário depende muito da sua estabilidade no trabalho. Um profissional autônomo, por exemplo, deve guardar sempre um pouco mais do que aqueles que podem contar com um seguro desemprego e licenças médicas.

4. Não ter metas e objetivos claros

Para não correr o risco de se mudar e perceber que não escolheu a residência ideal para você, é preciso estudar quais são suas necessidades antes de comprar o primeiro apartamento. Quantos quartos serão necessários? Prefere ambientes silenciosos? Você terá pets?

Esses fatores e inúmeros outros devem ser levados em conta já no momento da procura pelo imóvel, assim, o corretor poderá direcionar você para aqueles que estão dentro dos requisitos. Dessa forma, você evita o transtorno de futuramente querer se desfazer do imóvel e se mudar novamente.

Sendo assim, leve em consideração o perfil e estilo de vida de cada morador — se for o caso. A personalidade dos membros da família pode interferir na dimensão da cozinha, por exemplo, ou se há a necessidade de um local tranquilo para estudar. Não deixe também de pensar no futuro, como se há planos de aumentar a família.

5. Deixar a pressa tomar conta

É comum ficarmos ansiosos e fecharmos negócio na primeira construtora ou imobiliária que visitamos. Ou, ainda, após olhar rapidamente a primeira planta de apartamento que nos é mostrada. Pode até acontecer de seu primeiro contato ser realmente a melhor opção, mas uma situação dessa é quase como encontrar uma agulha no palheiro.

Não deixe a emoção e a pressa tomarem conta. Visite outras empresas, analise outras plantas e, só então, decida o que é melhor para a sua família. Um investimento como esse vale uma pesquisa que dê a você o máximo de informações sobre o que está adquirindo. Logo, investigue ao máximo o imóvel no qual você tem interesse. Utilize a internet para descobrir se o valor do metro quadrado ofertado condiz com a realidade, por exemplo.

Como você viu, comprar o primeiro apartamento é um investimento que exige muita cautela, em que qualquer deslize pode comprometer o sonho e o conforto da família. Após conhecer os principais possíveis erros e como evitá-los, com certeza você está mais seguro. Porém, de qualquer forma, não deixe de contar com a ajuda de uma empresa com experiência e credibilidade no mercado. Essa é a única forma de acertar completamente na escolha.

A Construtora Tenda, uma das principais construtoras e incorporadoras do país, tem uma experiência de 50 anos e mais de 100 mil unidades construídas. Nossa missão é realizar o seu sonho da casa própria com economia e qualidade.

Se você está procurando um apartamento, entre em contato conosco! Contamos com uma equipe preparada para orientar e oferecer o melhor imóvel para você!

Vai comprar o seu primeiro apartamento, mas tem medo de cometer algum erro? Continue a leitura e confira as nossas dicas sobre o assunto!

Após ter conseguido administrar as finanças e conquistado o dinheiro para dar entrada no sonho da residência própria, é chegada a hora de escolher o imóvel. Muitos brasileiros almejam comprar o primeiro apartamento, afinal, nada melhor do que viver em seu próprio cantinho.

Você já deve saber que o momento da aquisição exige inúmeros cuidados para que o sonho não se transforme em um grande problema. Muitas vezes, a ansiedade de morar sob nosso próprio teto pode nos levar a cometer erros, os quais não fazem valer o alto investimento e são capazes de trazer insatisfações com a residência onde você pretende morar por muitos anos — ou até mesmo pelo resto da vida.

Se você está pensando em comprar o primeiro apartamento, preste muita atenção neste post! Nós mostraremos quais são os 5 piores erros e como evitá-los!

1. Não ter um bom planejamento financeiro

Independentemente se você vai optar por um financiamento ou uma compra à vista, será necessário um planejamento financeiro. Afinal, mesmo que você opte por um financiamento que não exija uma entrada, as parcelas comprometerão parte da sua renda.

Pensando nisso, um bom planejamento é essencial para saber quanto de dinheiro você precisará poupar por mês para fazer os pagamentos em dia, evitando desperdiçar com multas, sem prejudicar o orçamento mensal e a vida de todos os envolvidos.

Não deixe de pesquisar para encontrar a melhor opção e conseguir juros baixos e analise se você está seguro sobre arcar com as parcelas por um bom período de tempo, e não só pelos próximos meses. Faça as contas lembrando de incluir as despesas do apartamento, como IPTU, condomínio, água, luz e gás.

2. Não considerar os gastos extras

Muitas pessoas cometem o erro de fazer um planejamento financeiro baseando-se apenas no valor necessário para a compra do apartamento e esquecem dos outros custos envolvidos no processo, como taxas e impostos.

Independentemente se você optou por juntar todo o dinheiro e fazer a compra à vista ou contratou um financiamento imobiliário, é necessário ter um valor reserva para evitar surpresas, transtornos e até aperto financeiro.

Portanto, lembre-se: a aquisição de um apartamento envolve muito mais do que o seu valor. Ao planejar o seu orçamento, questione se a construtora arca com despesas de cartório. Caso a resposta seja negativa, compute o que precisará ser pago em transferências e documentações, como o Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e o custo do Registro do Imóvel. Também não se esqueça dos gastos que envolvem a mudança, como o transporte.

3. Não ter uma reserva de emergência

Você fez um planejamento financeiro contabilizando os salários dos membros da família e todas as despesas fixas. Também certificou-se dos possíveis gastos com documentação e somou os custos com a mudança e, assim, escolheu um financiamento compatível. Mas você está lembrando que carros quebram, pessoas são demitidas e que podemos precisar arcar com tratamentos médicos?

Imprevistos acontecem e impactam diretamente a nossa renda. Por isso, é essencial ter uma reserva de dinheiro para garantir que o pagamento do financiamento seja feito em dia, sem a necessidade de arcar com juros maiores a multas.

O montante necessário depende muito da sua estabilidade no trabalho. Um profissional autônomo, por exemplo, deve guardar sempre um pouco mais do que aqueles que podem contar com um seguro desemprego e licenças médicas.

4. Não ter metas e objetivos claros

Para não correr o risco de se mudar e perceber que não escolheu a residência ideal para você, é preciso estudar quais são suas necessidades antes de comprar o primeiro apartamento. Quantos quartos serão necessários? Prefere ambientes silenciosos? Você terá pets?

Esses fatores e inúmeros outros devem ser levados em conta já no momento da procura pelo imóvel, assim, o corretor poderá direcionar você para aqueles que estão dentro dos requisitos. Dessa forma, você evita o transtorno de futuramente querer se desfazer do imóvel e se mudar novamente.

Sendo assim, leve em consideração o perfil e estilo de vida de cada morador — se for o caso. A personalidade dos membros da família pode interferir na dimensão da cozinha, por exemplo, ou se há a necessidade de um local tranquilo para estudar. Não deixe também de pensar no futuro, como se há planos de aumentar a família.

5. Deixar a pressa tomar conta

É comum ficarmos ansiosos e fecharmos negócio na primeira construtora ou imobiliária que visitamos. Ou, ainda, após olhar rapidamente a primeira planta de apartamento que nos é mostrada. Pode até acontecer de seu primeiro contato ser realmente a melhor opção, mas uma situação dessa é quase como encontrar uma agulha no palheiro.

Não deixe a emoção e a pressa tomarem conta. Visite outras empresas, analise outras plantas e, só então, decida o que é melhor para a sua família. Um investimento como esse vale uma pesquisa que dê a você o máximo de informações sobre o que está adquirindo. Logo, investigue ao máximo o imóvel no qual você tem interesse. Utilize a internet para descobrir se o valor do metro quadrado ofertado condiz com a realidade, por exemplo.

Como você viu, comprar o primeiro apartamento é um investimento que exige muita cautela, em que qualquer deslize pode comprometer o sonho e o conforto da família. Após conhecer os principais possíveis erros e como evitá-los, com certeza você está mais seguro. Porém, de qualquer forma, não deixe de contar com a ajuda de uma empresa com experiência e credibilidade no mercado. Essa é a única forma de acertar completamente na escolha.

A Construtora Tenda, uma das principais construtoras e incorporadoras do país, tem uma experiência de 50 anos e mais de 100 mil unidades construídas. Nossa missão é realizar o seu sonho da casa própria com economia e qualidade.

Se você está procurando um apartamento, entre em contato conosco! Contamos com uma equipe preparada para orientar e oferecer o melhor imóvel para você!




Todos os direitos reservados Tenda 2019
CPNJ: 09.625.762/0001-58