Saiba como
sair do
aluguel.

Download grátis



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





Ao menos durante a juventude, a possibilidade de morar em lugares diferentes, mudando-se quando e para onde bem entender, pode parecer a melhor coisa do mundo, não é mesmo? Ao mesmo tempo, porém, é preciso construir a vida sobre pilares sólidos, sempre de olho no futuro. Com isso em mente, para por um momento para pensar: a princípio, você acha melhor comprar ou alugar um imóvel? Pois é justamente sobre isso que falaremos no post de hoje. Acompanhe os próximos tópicos para pesar prós e contras a fim de entender o que exatamente é melhor para você!

A compra de um imóvel

Construção de patrimônio próprio

Construção de patrimônio próprio
A verdade é que a conquista da casa própria continua no topo da lista de desejos da maioria dos brasileiros. E não é nada difícil entender o porquê, concorda? Afinal de contas, o proprietário de um imóvel deixa de arcar com a despesa do aluguel, que é infinita e não resulta em patrimônio algum, para ir, aos pouquinhos, concretizando um sonho.

Isso sem falar, claro, que o cantinho próprio ficará para os filhos um dia, constituindo uma segurança a mais para a família toda!

 

Uso inteligente do FGTS

Ao longo da sua carreira, mesmo sem querer, você junta uma quantia considerável no FGTS, certo? Sabia que esse benefício pode ser usado para quitar parte (ou até mesmo o valor total) de um imóvel?

Você consegue saber quanto do FGTS será destinado para abatimento no preço do imóvel, além, é claro, de poder optar pela possibilidade de deixar o dinheiro paradinho lá, só fazendo a retirada mais tarde, na aposentadoria.

 

Possibilidade de fazer alterações

Quando o imóvel está em seu nome, você tem a liberdade de fazer qualquer tipo de obra, desde que as modificações não ofereçam risco para a parte estrutural. Aproveitando, vale deixar aqui uma dica: no caso de alterações mais significativas, consulte um arquiteto ou engenheiro, ok?

Imagine, por exemplo, que sua família vai aumentar, com um bebê a caminho. Se o imóvel é próprio, você poderá mudar a configuração dos ambientes para montar um quartinho para o novo integrante ou até mesmo construir mais cômodos, se possível. Assim, a casa fica mais confortável para todo mundo!

 

Investimento de retorno certo

Você pode até não conhecer muito do assunto, mas provavelmente sabe que são diversas as possibilidades de investimento disponíveis por aí, não é mesmo? Mas será que você também sabe que, por mais que o mercado imobiliário tenha seus altos e baixos, nada se valoriza mais no longo prazo que um imóvel?

Tudo bem se você não está pensando em comprar para vender, mas com certeza dá um conforto a mais saber que todo seu esforço para quitar as prestações e garantir a escritura no seu nome terá retorno certo, caso necessário.

 

A opção pelo aluguel

Você pode testar sua futura vizinhança
Se você pensa em morar em determinado bairro no futuro, pode primeiro alugar um cantinho pelas redondezas, a fim de testar e ver se realmente quer fincar raízes por ali. Escolha um aluguel mais barato para conseguir poupar dinheiro e, quando chegar a hora certa, finalmente comprar sua casa própria!

 

Você não quer contrair um financiamento

Esse costuma ser o caso de jovens que procuram por seu primeiro apartamento ou de recém-casados, que ainda estão se firmando na relação e na carreira. Afinal, assumir uma responsabilidade como essa no início da vida pode ser um pouco arriscado. É preciso lembrar que um financiamento é calculado em anos — normalmente muitos anos, aliás. Por isso, o ideal é estar financeiramente estabilizado. Caso contrário, o aluguel pode ser uma opção aceitável, pelo menos nesse momento.

 

Você não tem como garantir sua permanência

Se você tem planos de ir para outra cidade, mas não sabe exatamente quanto tempo ficará por lá, o aluguel parece ser a melhor escolha. Se você compra um imóvel e precisa se mudar, pode ter o bem danificado por inquilinos ou precisar vender por um preço não tão bom devido à urgência da transação. Melhor esperar para ver como será sua caminhada para, só então, investir em um imóvel próprio, não acha?

 

Você pode ser forçado a se mudar

Por mais que você alugue o mesmo imóvel por anos e anos, ele sempre será do dono. Apesar de existirem contratos assegurando certos direitos ao inquilino, o empreendimento pode sim ser tomado pelo locatário a qualquer momento. Nesse sentido, a legislação brasileira só exige um tempo mínimo de notificação para o inquilino procurar um novo local, além de prever ressarcimento caso o pagamento do mês já tenha sido feito. Um susto e tanto!

 

Você precisa seguir as exigências do proprietário

Alguns proprietários fazem pedidos simples, como não mudar a decoração ou não alterar a cor das paredes. Já em outros casos, os inquilinos precisam se comportar de determinada forma, de acordo com regras impostas pelo dono do imóvel — seja porque ele impede festas com a presença de muitas pessoas na casa ou porque é negligente com as manutenções necessárias, por exemplo.

 

Você pode ter que lidar com aumentos

Não é nada raro ver preços de aluguel subindo por aí. E se na próxima renovação de contrato for o seu? Geralmente, esses casos não dependem do mercado imobiliário, mas sim da situação financeira e da vontade do dono. Você pode até tentar negociar, mas o proprietário não tem obrigação nenhuma de aceitar sua proposta. Fica nas mãos dele, então, seu futuro. Que tal tomar as rédeas?

Como você viu aqui, comprar ou alugar um imóvel são opções que oferecem vantagens e desvantagens, dependendo da situação. Mas não tem como negar que a compra de um bem oferece benefícios que nenhum aluguel é capaz de proporcionar: uma boa dose de segurança e estabilidade. Mas e você, tem o que como prioridade?

Por fim, agora que você já sanou suas maiores dúvidas sobre o assunto, aproveite para aprender um pouco mais sobre o programa Minha Casa, Minha Vida! Quem sabe sua grande chance de comprar uma casa própria não está aí?

Composição de renda: como utilizar para o financiamento imobiliário?

Composição de renda: como utilizar para o financiamento imobiliário?

Minha Casa Minha Vida

A composição de renda pode ser a solução para quem deseja financiar um imóvel! Veja como usá-la no financiamento imobiliário e entenda como ela funciona. Na hora de financiar um imóvel é preciso demonstrar a capacidade de pagamento das prestações. No entanto, dependendo dos ganhos, é difícil ter a aprovação com apenas um salário. Por isso, é comum que membros da família adotem a composição de renda.

6 passos para conquistar a casa própria antes de se aposentar

6 passos para conquistar a casa própria antes de se aposentar

Minha Casa Minha Vida

Comprar um imóvel e não depender mais de aluguel é a grande meta na vida de muitos brasileiros. Conquistar a casa própria não representa apenas a realização de um sonho, mas é, também, sinônimo de mais estabilidade financeira e segurança. Mesmo estando nos planos de muita gente, conquistar a casa própria antes de se aposentar nem sempre é fácil. Realizar esse objetivo exige disciplina, controle dos gastos, uma poupança de emergência e um planejamento financeiro em longo prazo. Além disso, é necessário que o objetivo seja adequado à sua realidade e coerente com seu salário.

Estabilidade financeira: o guia completo para conquistar

Estabilidade financeira: o guia completo para conquistar

Minha Casa Minha Vida

Quer saber como se organizar e manter seu orçamento saudável? Preparamos um guia completo, cheio de dicas para você alcançar sua estabilidade financeira. Confira!

Conheça as condições TENDA para dar entrada em um apartamento

Conheça as condições TENDA para dar entrada em um apartamento

Minha Casa Minha Vida

Uma das maiores construtoras do País, a Tenda oferece ajuda de profissionais especializados para você conseguir ter seu financiamento imobiliário aprovado pelos bancos. Saiba neste texto como driblar a burocracia!

Acabamento da obra: o que é responsabilidade do novo proprietário?

Acabamento da obra: o que é responsabilidade do novo proprietário?

Minha Casa Minha Vida

A entrega das chaves é a hora mais aguardada pelos compradores assim que fazem a aquisição do apartamento dos sonhos. Contudo, o imóvel novo não é entregue totalmente pronto para morar, por isso, uma parte do acabamento da obra se torna necessária à funcionalidade da residência.

O que está incluso no valor do condomínio? Leia e entenda!

O que está incluso no valor do condomínio? Leia e entenda!

Minha Casa Minha Vida

Adquirir uma propriedade, além de trazer mais segurança e bem-estar para a família, também significa ter alguns custos extras por mês. O principal deles é a taxa condominial. Saiba o que compõe o valor do condomínio!
Todos os direitos reservados Tenda
CPNJ: 09.625.762/0001-58