OKRs: O QUE SÃO E COMO TEMOS FEITO NA ALEA

#JeitoTendaDeSer

Mais que uma ferramenta usada pela gestão, os OKRs são um meio de ajudar todo mundo a visualizar como o seu trabalho contribui para um propósito maior e compartilhado por todo mundo na empresa. E sentir que você faz parte de algo em que você acredita é o que dá aquele ânimo de manhã, né? Por esse e outros motivos muito especiais, a adoção dessa metodologia tem sido muito importante na Alea.

Loja Virtual Tenda
Spotify Blog da Tenda

Alea nasceu como um projeto interno, focado em construir residenciais com casas cercadas de natureza e encantamento. Tudo isso é feito com muita dedicação e tecnologia, que é utilizada em imóveis de alto padrão em outros países, tudo isso para dar qualidade de vida e bem-estar para seus moradores. Sensacional, né?  

OKRs significa - Objectives and Key Results | Blog da Tenda

E exatamente por ser uma iniciativa tão inovadora aqui da Tenda é que foi necessário inovar, também, no jeito de acompanhar o progresso das nossas entregas. 

A implementação dos OKRs na Alea é recente. Ela começou apenas com as lideranças e, agora, é algo que faz parte do trabalho de todo mundo que está nesse projeto. 

Se você ainda não conhece o que essa sigla significa, continue acompanhando; nós batemos um papo com algumas pessoas muito incríveis da Alea para te trazer tudo o que você precisa saber sobre ela. E, claro, mostramos como tem sido a sua implementação. 

O que são os OKRs?

“OKRs” é uma sigla em inglês que significa “Objectives and Key Results”, ou seja, objetivos e resultados-chave. Ela é o nome dado para uma metodologia de gestão focada em definir os principais resultados que cada equipe precisa alcançar para que seja possível chegar ao objetivo esperado. Por isso, como falamos lá no começo, é algo que ajuda toda equipe a visualizar a sua importância das suas entregas para o projeto. 

Vale lembrar que existem algumas características que esses resultados devem ter para estarem de acordo com a metodologia. O principal deles é que todos devem ser mensuráveis e descritos de forma detalhada para não gerar dúvidas com relação ao objetivo. Então, alguns bons exemplos seriam “aumentar NPS de 72% para 85% (zona de excelência)” e “aumentar o ticket médio em 10% até o final do trimestre”. 

Como começamos a usar os OKRs aqui na Alea?

Lucas contou que “a ferramenta foi implantada pela nossa Diretoria no começo do ano, posicionando todo time sobre os objetivos que precisamos alcançar na Alea. Essa construção dos resultados-chave foi feita junto aos líderes. Porém, como era algo novo na nossa cultura, achamos interessante contar com a ajuda da consultoria Matrix, especializada na metodologia”. 

E ter essa ajuda externa de quem já está totalmente familiarizado com os OKRs tem feito toda a diferença. Ele também falou que, “o que a gente promoveu até agora são os pontos-chave: transparência, sinergia, colaboração e alinhamento dos objetivos e metas que queremos alcançar”.  

Com tudo isso, vale lembrar que, na Alea, os resultados-chave não são definidos por uma pessoa só. Lucas pontuou que “a construção dos resultados-chave é feita tanto de baixo para cima quanto de cima para baixo dentro da hierarquia da equipe. Isso provoca engajamento, porque as pessoas entendem onde precisamos chegar e propõe resultado, aumentando ainda mais o senso de pertencimento”. Colaboração faz toda a diferença!

Por que a implementação dos OKRs é tão importante? 

A metodologia dos OKRs é muito rica por si só. Mas, aqui na Alea, a sua implementação veio de algumas necessidades internas particulares. Mariana Benigno, nossa Gerente de Gente e Gestão disse que “precisávamos de uma metodologia mais aderente aos desafios desse novo projeto”. 

Os principais motivos por trás dessa adoção, conforme a Mari nos explicou, foram: 

  1. a necessidade de “um modelo de gestão e de tomada de decisão alinhado à velocidade e fluidez de uma startup; que nos permitisse definir objetivos, errar, acertar, aprender e acompanhar nossa evolução rapidamente”; 
  2. aumentar a nossa capacidade de priorização, porque “em uma operação inicial tudo parece urgente e importante. Por isso, a metodologia dos OKRs ajuda a liderança a definir as prioridades, as batalhas mais importantes para atacar naquele trimestre, e as equipes a estarem alinhadas com essas prioridades”;
  3. “neste novo contexto de criação de um novo produto, tecnologia e marca é muito importante que tenhamos uma cultura aberta à inovação. Os OKRs podem ser um importante veículo de transformação cultural”. 

Pensando em tudo o que foi feito até o momento com o apoio dessa metodologia, a Mari ainda compartilhou que “estamos indo para o fim do segundo trimestre exercitando essa nova forma de fazer gestão e os feedbacks que temos recebido das equipes têm sido bem positivos. Estamos sendo mais capazes de atacar as prioridades, de alinhar e direcionar problemas rapidamente e de dar autonomia para as nossas equipes”. 

Com tudo isso, não temos dúvidas de que a adoção dos OKRs foi realmente importante,né?  Mas é claro que tivemos desafios, a Mari traz alguns exemplos: “a cadência das reuniões de acompanhamento, o uso da ferramenta, o entendimentos dos entregáveis do trimestre. Enfim, foram pontos que aprendemos na prática. Bem ao estilo OKR!”

Claro que, “ainda temos muitas melhorias a serem adotadas, estamos apenas no começo, mas o percurso até aqui tem sido muito animador, inclusive na avaliação da consultoria de OKR Matrix, que tem nos apoiado na implementação”, contou Mari. 

Ela também compartilhou o que a Matrix disse sobre o progresso da equipe: “vocês têm a disciplina, vontade e comprometimento necessários. Os pontos de melhoria são pequenos ajustes de rota para fazermos”. Ficar sabendo disso nos orgulhou muito. ❤️

Quer aprender mais sobre os OKRs? 

Pensando em você, aproveitamos e pedimos para o Lucas Takaji, nosso coordenador técnico, bons conteúdos que poderiam te ajudar a mergulhar no poder dessa super metodologia. 

Ele nos contou que, internamente, quando estavam descobrindo como implementar a metodologia na Alea, “o pessoal da consultoria instruiu que a gente lesse um livro chamado Avalie o Que Importa”, escrito pelo John Doerr. Porém, se você preferir um conteúdo mais rápido, Takaji também compartilhou um episódio do Resumo Cast que fala sobre esse livro. 

Outra opção que o Takaji compartilhou foi um curso online gratuito de Introdução às OKRs. “Ele é produzido pela Qulture.rocks, startup especializada em gestão de performance e desempenho”.

Gostou dessa inovação que estamos implementando no projeto Alea? Se a resposta for “sim” e você se identificar com o jeito Tenda de ser, aqui pode ter o lugar certo para você ajudar a fazer a diferença na vida de milhares de brasileiros, independentemente da sua área de atuação. Confira as nossas oportunidades!

Loja Virtual Tenda
Spotify Blog da Tenda
Autor do Post | Tenda Blog
Escrito por:

Tenda

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(0) Comentários
Este artigo ainda não possui comentário. Seja o primeiro.
Deixe seu contato

A gente quer compartilhar as novidades primeiro com você.