SAIBA QUAL É A IDADE MÁXIMA PARA FINANCIAR UM IMÓVEL

Guia da Tenda

Quem deseja comprar um apartamento precisa levar em conta a idade máxima para financiar um imóvel. Em certos casos, ela pode prejudicar ou, até mesmo, inviabilizar a aprovação do financiamento.

Esse conteúdo também está disponível na versão podcast. Aproveite a praticidade do áudio que preparamos para você. Para ouvir é só clicar no play!

Tais, assistente virtual da Alea | Blog da Alea
Loja Virtual Tenda
Spotify Blog da Tenda

A atual média de idade no país é de 76 anos. Entre os mais velhos, muitos têm as suas próprias fontes de renda e fazem questão de preservar a sua independência, o que aumenta o interesse na compra da casa própria. O problema é que alguns desconhecem qual a idade máxima para financiar um imóvel. E, por conta disso, podem ter o crédito imobiliário negado, sendo obrigados a abrir mão do seu maior sonho.

A boa notícia é que não precisa ser assim. Neste post, vamos mostrar como é calculado o limite de idade máxima para financiar um imóvel e quais são as principais regras para os idosos conseguirem contratar um financiamento imobiliário. Para saber mais, continue a leitura!

Como funciona o financiamento imobiliário?

Mulher idosa com papel na mão mexendo em um notebook | Até quantos anos pode fazer financiamento | Guia da Tenda | Blog da Tenda

Antes de entender até quantos anos pode fazer financiamento, é importante explicar o que ele é e como funciona. Em resumo, o financiamento é uma forma que as pessoas usam para pagar as parcelas de uma casa ou apartamento a longo prazo. Para começar, após a aprovação desse projeto, o banco ou a instituição de crédito escolhidos realizam o pagamento do valor do imóvel. Com o passar dos anos, o cliente vai retornando toda essa quantia, que pode contar com taxas de juros.

Com o financiamento imobiliário, é possível conquistar a casa própria com mais facilidade e também planejar como você poderá realizar a gestão do seu dinheiro, combinando os demais gastos da sua vida pessoal. Resumindo, é uma alternativa muito buscada pelos brasileiros. A seguir, conheça alguns dos principais financiamentos imobiliários do Brasil:

Programa Casa Verde e Amarela

Uma das modalidades de financiamento mais populares, o Casa Verde e Amarela é um programa que tem como objetivo ajudar famílias de baixa renda a conquistarem a casa própria. Em outras palavras, ele funciona baseado em grupos de renda, e dependendo de qual das faixas você se encaixar, poderá ter direito à benefícios como o subsídio, composição de renda, uso do FGTS na entrada e parcelas e muito mais.

Sistema Financeiro de Habitação

O SFH é uma modalidade de parcela que usa da poupança e também do FGTS e conta com taxas de juros mais baixas, como no programa Casa Verde e Amarela, para adquirir ou construir um empreendimento. Entretanto, diferente do programa do Governo Federal, o Sistema Financeiro de Habitação permite que o financiamento seja feito em até 35 anos.

Sistema de Financiamento Imobiliário

Diferente dos financiamentos anteriores, o SFI é um sistema mais simples. Em outras palavras, todas as condições que não são permitidas no Sistema Financeiro de Habitação, aqui são autorizadas. Por outro lado, o SFI não aceita benefícios como uso do FGTS nas parcelas ou na entrada, por exemplo.

Financiamento feito diretamente com a construtora

Se as suas condições não condizem com os requisitos dos financiamentos apresentados até agora, você pode procurar a construtora do seu interesse e verificar quais são as regras para participar de um programa exclusivo. Por fim, essas condições da construtora podem estar relacionadas com documentação, formas de pagamento, prazos e muito mais, então sempre se lembre de analisar a proposta com cuidado.

Vantagens do financiamento de imóveis

Casal de idosos ao lado de caixas de mudança | Limite para financiamento de imóveis | Guia da Tenda | Blog da Tenda

O principal benefício do financiamento imobiliário é permitir que pessoas com baixa renda tenham a oportunidade de conquistar a sua casa própria, já que o pagamento das parcelas é feito com um tempo maior e em uma quantia menor, consequentemente. Mas, também existem outras vantagens que você poderá ter direito caso decida optar pelo financiamento:

Poder economizar no dia a dia

Certamente, com a ajuda do financiamento imobiliário, você não vai ficar com a conta zerada assim que chegar todo fim do mês. Afinal, só é permitido financiar 30% da sua renda mensal bruta, assegurando que o valor das parcelas não ultrapassem essa porcentagem. Por fim, na hora da avaliação do seu perfil para o financiamento, os profissionais irão considerar o quanto você pode pagar e os seus demais custos mensais.

Uma dica para poder economizar ainda mais é colocar na ponta do lápis todos os gastos que você possui mensalmente: conta de água, luz, telefone, fatura do cartão, valor da creche, e por aí vai. Assim, você vai solicitar o financiamento já sabendo quais são os seus outros compromissos financeiros.

Sair do aluguel imediatamente

Como a principal característica do financiamento é poder usufruir da nova casa sem precisar terminar de pagá-la, sair do aluguel é mais uma vantagem, já que você poderá se mudar imediatamente para seu lar. Outro fator de extrema importância é que, em muitos casos, a quantia do financiamento é mais barata do que as parcelas do aluguel, fazendo com que você pague pela sua própria casa por um preço melhor. Perfeito, né?

Investir no seu patrimônio pessoal

Além de comprar o seu imóvel, você também pode quitar todo o valor da dívida caso em algum momento tenha renda suficiente. Com isso, você estará garantindo um patrimônio, já que se precisar algum dia, poderá vender o empreendimento, diferente do aluguel, que você paga mas não possui direito nenhum sobre a casa.

Para concluir, o financiamento de imóveis é uma opção segura, visto que os bancos e empresas credoras disponibilizam diversos seguros e garantias para que você possa realizar o pagamento das parcelas da forma mais tranquila e benéfica possível.

Quais são os requisitos para solicitar um financiamento imobiliário?

Para ter direito aos benefícios do financiamento, é necessário que você se encaixe em algumas regras, incluindo o limite de idade. Sabendo disso, confira abaixo quais são as principais condições:

  • Ter mais de 18 anos de idade, ou seja, atingir a maioridade civil;
  • Não possuir restrições de crédito (nome sujo) associadas a órgãos como o Serasa e o SPC (Serviço de Proteção ao Crédito;
  • Apresentar documentos que comprovem a sua renda, que podem ser: holerites dos três últimos meses de trabalho, Declaração do Imposto de Renda e Carteira de Trabalho, para pessoas que trabalham sob o regime CLT. Se você é autônomo, deve apresentar extratos bancários, também a Declaração do IR e o seu Pró-Labore.

Em quantos anos posso financiar um apartamento?

Um dos principais benefícios do financiamento, se não o melhor, é poder pagar as parcelas em um prazo estendido. Mas, você já se perguntou qual é o limite desse prazo? Para resumir, a resposta depende de alguns fatores, como o tipo de financiamento escolhido, o banco que vai pagar por você e em alguns casos, o próprio tempo de duração.

Por outro lado, de acordo com leis vigentes, um financiamento não pode ultrapassar 420 meses, isso é, 35 anos. Como resultado, fica a critério do banco ofertar uma duração menor. Mas, essa escolha também vai depender do quanto você pode pagar por mês. Dessa forma, a análise será feita durante o período de solicitação do financiamento com a empresa credora.

Por que existe idade máxima para financiar um imóvel?

Casal idoso analisando papeis | Idade máxima para financiar um imóvel | Guia da Tenda | Blog da Tenda

O financiamento imobiliário nada mais é do que um empréstimo para a compra de um imóvel. Porém, as regras do crédito imobiliário variam de acordo com o perfil do solicitante.

Não basta a pessoa comprovar renda, apresentar toda a documentação e estar em dia com os sistemas jurídico e fiscal para poder contratar um financiamento. É preciso, ainda, que a sua idade, somada ao tempo para quitar o saldo devedor, não ultrapasse 80 anos e 6 meses.

Isso acontece porque, com o avanço de idade, as chances de acontecerem um sinistro são bem maiores. Para esclarecer, sinistro é a ocorrência de todo evento que tem cobertura do seguro contratado. A partir disso, as empresas colocaram o limite de idade máxima para financiar um imóvel.

Com isso, vale ressaltar que em qualquer financiamento imobiliário é obrigatória a contratação do seguro por Morte e Invalidez Permanente, mais conhecido como MIP, assegurando ao credor que o financiamento será devidamente pago caso o contratante venha a passar por qualquer ocorrência relacionada. Se isso acontecer, o valor restante será liquidado pelo seguro habitacional.

Dessa forma, para obter um financiamento de 35 anos, o limite de idade é aos 45 anos. Se um solicitante até essa faixa etária conseguir comprovar que o valor das parcelas não compromete mais do que 30% da sua renda familiar, o financiamento em 420 parcelas é aprovado.

Qual é a idade máxima para financiar um imóvel?

Para facilitar o entendimento, é melhor falar em período do que em idade. Na prática, o período máximo para financiar um imóvel é 80 anos e 6 meses. Ou seja, a última parcela do financiamento — a qual quita o imóvel — nunca pode passar dessa data.

Falar em período faz mais sentido porque a condição do financiamento é calculada a partir da soma da idade do comprador com o prazo do empréstimo habitacional. Em conclusão, é esse resultado que, logicamente, não pode ultrapassar 80 anos e 6 meses.

Assim, quem deseja adquirir um imóvel usando o prazo máximo de financiamento oferecido pelo programa Casa Verde e Amarela (360 parcelas ao longo de 30 anos), tem que fazer o contrato com a Caixa Econômica Federal até os 40 anos e seis meses de idade. A partir de então, o prazo começa a cair e o valor das prestações, em contrapartida, a aumentar.

Por exemplo: uma pessoa com 60 anos de idade consegue financiar um imóvel por, no máximo, 20 anos e 6 meses (ou seja, em 240 vezes). Já quem tem 70 anos de idade, tem somente 10 anos e 6 meses (totalizando 120 prestações).

Com isso, o que as instituições envolvidas buscam é uma garantia de que o acordo vai ser cumprido, mesmo em caso de situações adversas. Por isso, pessoas mais velhas precisam apresentar comprovações sobre sua capacidade de pagamento com o passar do tempo, além de conter nessas comprovações o valor compatível com o tempo restante do financiamento, seja ele dentro dos 35 anos ou menos.

E a idade mínima limite para financiamento de imóveis?

Homem idoso rindo ao lado de jovem mulher | Qual a idade limite para financiamento imobiliário | Guia da Tenda | Blog da Tenda

Assim como existe uma idade máxima para financiar um imóvel, também é importante destacar que o interessado deve ter, pelo menos, 18 anos. Para resumir, essa condição é uma regra do financiamento, afinal, com a maioridade as pessoas já podem ter um emprego e consequentemente possuem mais chances de serem aprovadas, comprovando que são capazes de realizar o pagamento das parcelas do crédito imobiliário.

Por outro lado, para que esse processo ocorra da melhor forma, o cliente não deve ter problemas com órgãos de proteção ao crédito. Mas, caso isso aconteça, a construtora ou banco podem indeferir o parcelamento.

É importante observar que no caso de pessoas mais novas, mesmo que a renda mensal bruta seja menor do que a de um idoso, não existem tantas restrições de idade. Já no caso dos mais velhos, é necessário confirmar a renda equivalente ao total do financiamento, inclusive nos casos de pessoas que estejam mais próximas dos 80 anos.

Quais são as regras do parcelamento para os mais velhos?

Quem faz um financiamento imobiliário, independentemente da idade, precisa contratar um seguro habitacional. Em outras palavras, essa apólice serve para quitar a dívida do segurado, relativa ao saldo devedor, na ocorrência de um sinistro.

Acontece que o cálculo das taxas do seguro segue uma lógica implacável: quanto mais idoso o comprador de um imóvel, maiores os valores das taxas. Assim, as parcelas pagas pelos mais velhos são, inevitavelmente, mais caras.

As instituições financeiras entendem que, quanto mais avançada a idade, maiores os riscos de morte, de invalidez permanente ou, no mínimo, da diminuição das fontes de renda, geralmente por conta dos gastos com saúde. Por isso, o seguro imobiliário fica mais caro conforme os anos passam.

Digamos que o seguro obrigatório para uma pessoa com mais de 60 anos possa chegar em até 25% do valor total da prestação. Entretanto, essa quantia pode representar apenas 5% para alguém que está na faixa dos 30 anos de idade. É por isso que, apesar de muitas vezes os mais velhos possuírem uma renda maior do que os compradores mais jovens, o segundo grupo acaba sendo selecionado com mais facilidade para o financiamento, visto que poderão arcar com as parcelas até o limite final.

Por outro lado, mesmo que a idade mínima para fazer um financiamento seja 18 anos de idade, muitas pessoas nessa faixa etária não possuem condições para dar entrada em uma casa ou apartamento. Na mesma linha, é importante desde cedo formar uma reserva de emergência e se planejar para essa conquista.

Por que os mais velhos têm que comprovar uma renda maior?

Casal idoso assinando papeis | Idade máxima para financiar um imóvel | Guia da Tenda | Blog da Tenda

Como explicado, quanto maior a idade do cliente, maiores as taxas de juros e o valor das parcelas. Assim, o solicitante só consegue ter o financiamento aprovado se provar que tem capacidade para arcar com as prestações determinadas pelo credor.

Portanto, mesmo quando se tratam de imóveis semelhantes, os mais velhos precisam comprovar ter uma renda maior em comparação aos mais jovens, pois têm que mostrar que são capazes de pagar as parcelas mais altas do financiamento. Infelizmente, a idade joga contra o crédito imobiliário. Por isso, quanto antes a pessoa começar a pagar o seu apartamento, melhores as condições.

Para a maioria dos bancos, essas prestações devem comprometer, no máximo, 25% dos ganhos mensais dos clientes. No caso da Caixa Econômica Federal, aceita-se o comprometimento de até 30% da renda no início do financiamento.

Qual é a melhor idade limite para financiamento imobiliário?

Afinal, qual é o melhor momento para fazer um financiamento? Depende do quanto você pode pagar por mês. Em resumo, se você quer aproveitar o máximo de parcelas, isso é, 420 pagamentos por mês, você deve solicitar o financiamento até os 45 anos de idade. Mas, se não for possível dar esse passo nesse momento, ou se você for mais velho, terá que pagar o financiamento proporcionalmente ao fim dele (quando chegar aos seus 80 anos e 6 meses de idade).

Apesar de parecer um pouco complicado, existem alguns benefícios dos programas habitacionais que podem te ajudar a realizar essa conquista com mais facilidade. É o caso do programa Casa Verde e Amarela, que oferece subsídio para famílias com renda de até R$ 7.000,00, permite o uso do FGTS e também da composição de renda, por exemplo.

Como saber em até quantas vezes posso financiar um apartamento?

Depois de descobrir até quantos anos pode fazer financiamento de imóveis, você precisa se planejar para entender em até quantas vezes pode financiar um apartamento ou casa. Em muitos casos, a renda de compradores mais jovens é limitada, sendo necessário alcançar certa liberdade financeira para ter estabilidade e conseguir dar entrada no parcelamento. Em primeiro lugar, sempre considere o prazo limite do banco em que você está negociando. Afinal, se você tiver menos de 45 anos, poderá aproveitar a quantidade total de parcelas disponíveis.

Mas, se você já tiver ultrapassado essa idade máxima para financiar um imóvel e não poder contar com o máximo de parcelas, o simulador de financiamento é a opção mais viável para entender como funcionaria o seu acordo. Ou seja, ele te auxilia não somente para entender quantas parcelas você pode pagar, mas também te ajuda a se planejar para a compra.

Até que idade um idoso pode assinar documentos?

Além de envolver a questão do limite para financiamento de imóvel, muitas pessoas têm dúvidas em relação ao máximo de idade que um idoso pode assinar documentos. Nesse sentido, como o processo de compra de um apartamento envolve muitas documentações, será necessário que os compradores assinem tudo o que for solicitado. Por outro lado, saiba que não existe período máximo para a assinatura desses papéis por parte de um idoso. Ele precisa apenas comprovar que consegue exercer atos de vida civil normalmente, estar lúcido e orientado.

Como fazer quando as parcelas parecem ser inviáveis?

Idoso assinando documento | Até que idade um idoso pode assinar documentos | Guia da Tenda | Blog da Tenda

Existem algumas opções que podem te ajudar caso você ache que não seja possível bancar o financiamento por conta da idade máxima para financiar um imóvel. Em primeiro lugar, tenha em mente que o financiamento é um gasto a longo prazo, portanto, é preciso considerar esse valor durante todo o tempo que você escolher.

Se você acha que não consegue lidar com o pagamento das parcelas, fique tranquilo. Afinal, o solicitante pode usar as suas economias, incluindo o dinheiro do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), como entrada. Desse modo, é possível abater o valor do financiamento. Também é possível comprar o imóvel em conjunto com outra pessoa, para compor a renda. Entenda outras formas de conseguir pagar as parcelas do financiamento:

FGTS

Com o valor do FGTS, você consegue abater uma parte das parcelas, representando uma diminuição no preço final. Esse é um ótimo benefício para pessoas com mais de 45 anos, já que o prazo do financiamento é mais curto. Entretanto, é necessário realizar a análise para saber quanto você poderá dar de entrada.

Para usar o FGTS na entrada do financiamento imobiliário, você deve ter no mínimo, 3 anos de recolhimento, que podem ser da mesma empresa ou não, e em tempos consecutivos ou não. Também é necessário que o imóvel que você deseja financiar esteja localizado na mesma cidade que você mora ou trabalha.

Por fim, a diferença entre a entrada e o preço do imóvel é o valor do financiamento. Para saber quanto você precisa dar de entrada para que tudo caiba no seu bolso, vale a pena fazer uma simulação de financiamento.

Composição de renda

Também é possível comprar o imóvel com outra pessoa, para compor a renda. Assim, as chances de ter o financiamento aprovado aumentam, já que você estará somando a sua renda com a de outra pessoa. Aqui, é importante destacar que a idade considerada no cálculo das condições do contrato será sempre a do mais velho.

Assim, é essencial ter cuidado na hora de contratar um empréstimo imobiliário, pois as parcelas precisam se adequar ao orçamento familiar. Lembre-se de avaliar com atenção o valor das prestações para não ter que lidar com surpresas no futuro.

Planejamento financeiro

Ao realizar o planejamento financeiro, incluindo o quanto você ganha e gasta, é possível garantir um bom valor de entrada, calcular a sua verba para cada mês e pagar menos juros. Existem diversas opções que podem te ajudar a reduzir esse custo, basta entender como. Uma dica é pesquisar sobre o assunto e fazer metas para alcançar o seu objetivo!

Você também deve se atentar para as dívidas que podem surgir em paralelo com as parcelas do financiamento. Sabemos que muitos fatores inesperados podem acontecer: crises, inflação e até mesmo a perca da sua renda mensal bruta. Por isso, a importância de se planejar financeiramente, mantendo mensalmente uma reserva de emergência para casos como esses.

Agora que você entendeu qual a idade máxima para financiar um imóvel, não adie a compra do seu apartamento. Quanto antes você assinar o contrato, maior o prazo e menores os juros!

Se você faz parte do grupo dos mais velhos ou conhece quem esteja passando por uma situação como essa, entre em contato com a gente. Nossa equipe de atendimento está pronta para tirar as suas dúvidas e ajudar a realizar o seu sonho!

Sobre a Tenda

Tenda é uma das maiores construtoras do Brasil e uma das empresas que integram a Bolsa de Valores de São Paulo. Listada no Novo Mercado da B3, a companhia tem o mais alto nível de governança corporativa do país.

Com mais de 50 anos de experiência no mercado imobiliário, a gente sabe que comprar um apartamento muitas vezes parece ser algo impossível para muitos brasileiros. Por isso, a nossa missão é colocar a conquista da casa própria ao seu alcance.

Acredite, com as nossas condições exclusivas somadas a grande parceria que temos com o programa Casa Verde e Amarela, o substituto do Minha Casa Minha Vida, você consegue ter o seu cantinho.

Nós já realizamos o sonho de mais de 120 mil famílias, provando que ter um imóvel próprio é possível. Para ajudar cada vez mais brasileiros, estamos presentes em capitais e regiões metropolitanas de nove estados do país. Existem apartamento à venda em São Paulo, Bahia, Ceará, Pernambuco, apartamentos à venda no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Paraná, Goiás e Minas Gerais.

Além de mais de 50 lojas físicas nos nove estados em que atuamos, também oferecemos a comodidade da Loja Virtual Tenda, um ambiente seguro e com todas as informações que você precisa para conquistar o seu imóvel. No nosso site, você também encontra ferramentas como o Simulador de Financiamento e a Calculadora dos Sonhos que te ajudam no planejamento da compra.

Conte com a gente para realizar o sonho de ter o seu apartamento! Estamos prontos para tirar as suas dúvidas e te acompanhar durante todo o processo.

 

Loja Virtual Tenda
Spotify Blog da Tenda
Autor do Post | Tenda Blog
Escrito por:

Tenda

Saia do aluguel e conquiste seu apartamento. Dê o primeiro passo agora mesmo.


Uma resposta para “SAIBA QUAL É A IDADE MÁXIMA PARA FINANCIAR UM IMÓVEL”

  1. Osmar Roque Zerbato disse:

    Tenho 60 anos e 6 meses
    Ganho 2.44o mais aposentado + 1.260 estes com comprovante de renda premenda.

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(1) Comentários
  • Osmar Roque Zerbato

    Tenho 60 anos e 6 meses
    Ganho 2.44o mais aposentado + 1.260 estes com comprovante de renda premenda.