7 ERROS FINANCEIROS QUE VOCÊ PRECISA EVITAR PARA ECONOMIZAR

Economize

O caminho para uma vida financeira positiva e saudável envolve diversos aspectos, como investir e economizar. Entretanto, uma das principais atitudes que toda pessoa deve ter com seu dinheiro é evitar erros financeiros, que podem prejudicar o orçamento de qualquer um.

Loja Virtual Tenda
Spotify Blog da Tenda

Muitas dessas falhas já são conhecidas pela maioria, de tanto que os educadores financeiros as citam; no entanto, nem sempre sabemos a melhor forma de lidar com esses problemas, que podem surgir diante das situações mais inusitadas.

Pensando nisso, montamos este artigo para listar os 7 principais erros financeiros que todos devem evitar para aumentar o seu patrimônio e poupar dinheiro para grandes conquistas, como a casa própria. Acompanhe!

Esse conteúdo também está disponível na versão podcast. Aproveite a praticidade do áudio que preparamos para você. Para ouvir é só clicar no play!

Não buscar educação financeira

Educação financeira | Erros financeiros | Economize | Blog da Tenda

Antes de tudo, a educação financeira não se baseia apenas em aprender a economizar, poupar e acumular dinheiro. Desenvolver um novo conhecimento voltado para essa área é fundamental para melhorar a qualidade de vida e oferece garantia em possíveis imprevistos.

Contudo, trabalhar a consciência financeira pode não ser uma tarefa tão simples, principalmente para as pessoas que já têm hábitos de consumo estabelecidos e, em diversas situações, não conseguem grandes mudanças por conta própria.

Nesse sentido, buscar uma educação financeira contínua e de qualidade é a melhor alternativa para diminuir a chance de erros e melhorar o planejamento econômico. Com um pouco de conhecimento na área, mudar pensamentos antigos e aumentar as reservas monetárias gera maiores perspectivas para o futuro.

Não planejar as finanças

Planejar finanças | Erros financeiros | Economize | Blog da Tenda

Outro ponto importante para construir um bom patrimônio é gastar menos do que se ganha. Quando há um grande volume de despesas, na maioria das vezes, as pessoas perdem o controle das finanças e começam a buscar por soluções que podem, na verdade, agravar sua situação.

Desse modo, existem dois tipos de gastos que são vilões:

  • pequenas coisas: baixas quantias em um grande volume geram despesas enormes;
  • itens mais caros: eletrônicos, veículos, entre outros, podem resultar em muitos problemas na vida financeira.

Uma das principais alegações das pessoas que têm um alto custo de vida é de que elas não recebem o salário que precisam. Porém, o grande problema dessa equação não é o quanto se ganha mensalmente, mas, sim, aquilo que é gasto nesse período.

Por isso, ter um planejamento financeiro adequado é fundamental para tomar o controle para si e entender toda a situação de forma real. Ele permite que você monitore seus custos e em um entenda quais são as áreas que demandam mais recursos.

Extrapolar o limite do cartão de crédito

Cartão de crédito | Erros financeiros | Economize | Blog da Tenda

O cartão de crédito pode ser um ótimo aliado ou o pior inimigo possível. Ou seja, tudo depende de como você usa essa ferramenta. Para isso, uma pergunta importante é: você checa com frequência a sua fatura do cartão de crédito?

A verdade é que muitos não fazem ideia das despesas que estão inseridas nessa operação. Então, quando a conta chega, ela está maior do que deveria. Além disso, podem existir também cobranças indevidas de serviços ou produtos. Caso não se faça um acompanhamento, o usuário acaba pagando por algo que nem pediu.

Outro fator a ser observado é a extrapolação do limite do cartão de crédito. Se isso acontece, a operadora passa a cobrar taxas extras sempre que é feita uma nova transação, trazendo prejuízos financeiros.

Dessa forma, é importante estar atento a todas as despesas que estão vinculadas a esse meio de pagamento. A maioria das empresas oferece um limite consideravelmente acima da renda do usuário. Portanto, não existe necessidade de extrapolar isso. A dica aqui é controle, não é?

Atrasar pagamentos

Contas atrasadas | Erros financeiros | Economize | Blog da Tenda

Antes de adquirir qualquer produto ou serviço, é preciso conhecer suas dívidas, para evitar atraso nos pagamentos. O mais importante é quitá-las o quanto antes, de modo a fugir de gastos desnecessários com juros ou, até mesmo, de ficar com o nome sujo.

Geralmente, os juros cobrados pelas financeiras e operadoras de cartão de crédito são altíssimos e podem dificultar qualquer planejamento pessoal. Em todas as situações, o ideal é ter o dinheiro separado, para fazer uma compra; ou uma reserva de emergência, para cuidar de eventos que fujam do controle.

Pensar apenas a curto prazo

Planejamento financeiro | Erros financeiros | Economize | Blog da Tenda

Não economizar é um forte indicativo de que não há nenhum progresso financeiro na vida de uma pessoa. Se uma pessoa gasta todo o seu salário com despesas pontuais do dia a dia, ela não poderá planejar ações que tragam maiores benefícios, como um curso ou a compra de um imóvel.

Ter os melhores eletrônicos, trocar de carro sempre ou frequentar os restaurantes mais caros da cidade podem ser ótimas experiências, mas não contribuem para uma boa saúde financeira. No futuro, essas despesas superficiais podem impedir realizações maiores ou acarretar problemas em situações de emergência.

Uma estratégia interessante para começar a poupar um bom dinheiro é economizar cerca de 10% da renda mensal. Em seguida, conforme o progresso da carreira, comece a guardar quantias ainda maiores.

Investir apenas na poupança

Poupança | Erros financeiros | Economize | Blog da Tenda

Existem três fatores principais que determinam o sucesso ou o fracasso de um investimento:

  • a quantia aportada;
  • a rentabilidade oferecida;
  • o tempo necessário para manter o dinheiro aplicado.

Entre eles, talvez o mais importante seja o período total do investimento. Quanto mais tempo ele fica aplicado, menor será o esforço para juntar dinheiro para comprar uma casa, por exemplo. Isso acontece porque você se beneficia dos juros, que trabalham a seu favor.

Assim, deixar o dinheiro apenas na poupança não é a melhor estratégia para juntar mais dinheiro. Isso porque existem melhores alternativas de investimento, que trazem retornos expressivos. Portanto, é essencial estar atento a todas as oportunidades.

Não ter um fundo de emergência

Reserva de emergência | Erros financeiros | Economize | Blog da Tenda

Um fundo de emergência é a primeira rede de segurança para contornar problemas financeiros inesperados — que podem acontecer com frequência. Afinal, carros precisam de reparos, máquinas de lavar roupa quebram e imprevistos acontecem.

Se você não tiver uma reserva de emergência e precisar de um dinheiro a curto prazo, terá que pegar recursos emprestados, contraindo dívidas que, na maioria das vezes, vêm com juros altos. Da mesma forma, não administrar esses financiamentos pode agravar o problema.

Por fim, os erros financeiros fazem parte da vida de qualquer pessoa que não tem um planejamento pessoal bem estruturado. Buscar conhecimento na área e prestar atenção às despesas mensais são alguns jeitos de evitar problemas futuros.

Ainda, ter o hábito de poupar dinheiro é a melhor maneira de estar preparado para imprevistos e realizar sonhos, como adquirir um apartamento. Visite a nossa Loja Virtual e descubra como essa conquista está ao seu alcance.

Gostou do nosso artigo? Então, fique por dentro também de todos os nossos posts sobre economia e siga nosso perfil no Instagram!

Loja Virtual Tenda
Spotify Blog da Tenda
Autor do Post | Tenda Blog
Escrito por:

Tenda

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

(0) Comentários
Este artigo ainda não possui comentário. Seja o primeiro.
Deixe seu contato

A gente quer compartilhar as novidades primeiro com você.