Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





Antes de começar a encaixotar os pertences, saiba que mudar para apartamento exige alguns preparativos para que o novo lar se torne prático e confortável — mesmo quando sua metragem, comparada ao anterior, for consideravelmente reduzida. Quando chega a hora de organizar a ida para a casa própria, a alegria de se livrar do aluguel, ou da casa de algum parente, só não é maior por conta da ansiedade. Além da preocupação se o novo lar será suficientemente espaçoso para a família, há dilemas como saber o que levar, como embalar objetos, quais são as normas do condomínio para receber a mudança etc. Para facilitar o processo e acabar com as dúvidas, confira oito dicas sobre como se mudar para apartamento sem estresse nem aperto!

1. faça uma lista de tarefas

Defina prazos e delegue funções, por ordem de execução, para cada membro da família. Para começar:

  • alguém pode ficar encarregado de pedir caixas de papelão em estabelecimentos comerciais próximos e comprar os materiais (rolo de plástico bolha, fitas adesivas, etiquetas etc.) necessários;
  • outro pode cotar diferentes fretes ou convocar amigos com veículos apropriados, bem como informar as operadoras de serviços sobre a troca de endereço, providenciar os reparos para a vistoria, conforme descrito em contrato (em caso de imóveis de aluguel) etc.;
  • já os filhos mais velhos podem preparar “kits de sobrevivência”, com, pelo menos, uma troca de roupa para cada pessoa, itens de higiene pessoal e algumas guloseimas para passarem a primeira noite no novo lar.

Feito isso, comecem a reunir os itens menores e menos utilizados e, só então, passem para os móveis e eletrodomésticos. Para evitar bagunça, finalizem um cômodo por vez.

2. confira o tamanho dos ambientes

Não basta saber a área total do imóvel. Antes de escolher os itens que serão levados, é preciso checar as medidas (comprimento e altura) de cada parede.

Também é necessário conferir o tamanho e o posicionamento de portas e janelas, considerando, respectivamente, os tipos de aberturas e as alturas do solo.

Para visualizar, vá além da planta baixa e faça um tour virtual (no site da construtora) pela unidade decorada.

3. decida o que levar, doar ou vender

Com as metragens em mãos, meça seus móveis e eletrodomésticos para saber quais cabem e, portanto, podem ser levados.

Independentemente do destino que será dado aos itens descartados (doação ou venda), não caia no erro de levar o que não se adapta ao novo lar.

Uma boa saída é fotografá-los, divulgar em suas redes sociais e/ou em grupos do WhatsApp e estabelecer um dia e horário para os interessados os retirarem.

A etapa seguinte é negociar o que restar em brechós. Se achar necessário, garimpe o local até encontrar substitutos — de tamanhos apropriados — para os objetos dispensados.

O valor arrecadado na venda das antigas peças pode, inclusive, ser usado para abater o pagamento dos itens adquiridos.

4. proteja os móveis adequadamente

Seja em veículos de conhecidos ou em um caminhão fretado, todos os móveis devem ser embalados em plástico bolha para evitar riscos e amassos.

Como as peças maiores precisarão ser desmontadas, coloque parafusos e buchas removidos em sacolinhas plásticas, amarrando-as nas próprias partes. As etapas das desmontagens dos móveis mais complexos podem ser fotografadas para facilitar na hora de remontá-los.

Já móveis pequenos podem ir montados, mas é preciso fixar as portas e gavetas com fita adesiva para que não abram no trajeto.

Aliás, se a carroceria do automóvel usado no trajeto for descoberta, cubra os pertences com uma lona plástica. Amarrá-los de maneira firme é outra medida indispensável.

5. prepare os eletrodomésticos

O mais seguro é seguir as recomendações dos fabricantes. Se não encontrar os respectivos manuais de instruções, procure-os nos sites das empresas, inserindo os modelos de fabricação.

Ainda que alguns eletrodomésticos exijam preparos prévios (geladeiras necessitam de degelo, máquinas de lavar precisam receber travas de transporte etc.), de maneira geral basta enrolar os fios (para não arrastarem) e embalá-los com plástico bolha.

Itens menores devem ser colocados em caixas de papelão — devidamente etiquetadas para facilitar a organização posterior — preenchidas com isopor em pedaços e fechadas com fita adesiva.

6. cuide dos pequenos objetos

Louças, como pratos e copos, devem ser separadas com papel ondulado, revestidas com plástico bolha e dispostas em caixas de papelão lacradas com fita adesiva.

Além de etiquetar as caixas, escreva — preferencialmente com letras garrafais e em vermelho — sempre que conterem itens frágeis.

Antes de embalar roupas e calçados, veja quais peças estão em uso e desapegue das que não utiliza mais. Se não tiver malas suficientes, coloque-as em sacos de lixo. Faça o mesmo com as roupas de cama, mesa e banho.

Já objetos de valor (celulares, computadores etc.) e documentos devem ser transportados pelos próprios donos.

7. aprenda o quanto antes a otimizar os espaços

Graças aos ambientes integrados e ao emprego de um mobiliário funcional — que permita explorar o pé direito e os cantos antes inaproveitados ou que assuma diversas funções (sofá-cama, por exemplo) — imóveis pequenos se tornaram tendência.

Para aproveitar a área útil, todos devem aprender a otimizar os espaços antes de se mudar. Um bom começo é pesquisar dicas para decorar apartamentos pequenos. Há sugestões como:

8. confira as normas do condomínio

Em meio à correria dos preparativos, algumas pessoas esquecem de verificar as normas do novo condomínio relativas aos dias e horários para chegar com os pertences.

Também é preciso perguntar ao síndico o tamanho do elevador — fator determinante na seleção dos objetos levados na mudança.

Além disso, veja qual é o período permitido para fazer as instalações. Como será necessário usar martelos, furadeiras e outras ferramentas barulhentas, respeitá-lo evita incomodar os vizinhos e gera uma boa impressão.

Por fim, quem tem filhos pequenos e/ou animais de estimação deve pedir para alguém de confiança cuidar deles no “dia D”, evitando que se machuquem ou atrasem o processo.

Assim, ao mudar para apartamento é importante aderir a um estilo de vida mais simples e prático. Mas em vez de se preocupar, encare o desafio como uma medida positiva. Isso porque, enquanto a otimização dos espaços garante o conforto da família, os ambientes mais livres facilitam a limpeza e a organização no dia a dia, bem como evitam a tentação de fazer compras por impulso.

Para continuar por dentro de outras medidas que tornem a rotina de quem vive em apartamentos pequenos cada vez melhor, assine, gratuitamente, nossa newsletter!

O que você precisa saber sobre reforma de apartamentos tenda?

O que você precisa saber sobre reforma de apartamentos tenda?

Dicas Decor Tenda

Ao realizar o sonho de adquirir o imóvel próprio, é natural que algumas pessoas optem por realizar algumas adequações. Ajustar o teto para melhorar a iluminação ou instalar um armário embutido são algumas das implementações mais comuns.

Horta na cozinha é excelente opção para quem mora em apartamento

Horta na cozinha é excelente opção para quem mora em apartamento

Dicas Decor Tenda

O verde está em alta na decoração, e não é só pelo aspecto estético. Confira como uma horta na cozinha pode transformar a sua casa e o seu estilo de vida!

Como escolher as cores das paredes de um apartamento pequeno?

Como escolher as cores das paredes de um apartamento pequeno?

Dicas Decor Tenda

Definir as cores das paredes do seu imóvel pode ser uma tarefa mais fácil do você que imagina. Confira as nossas dicas e saiba como acertar nas escolhas!

Quadros decorativos: como eles podem dar um toque especial na decoração?

Quadros decorativos: como eles podem dar um toque especial na decoração?

Dicas Decor Tenda

A arte é uma forma que o ser humano descobriu para expressar os seus sentimentos. Assim, o uso de quadros decorativos nos projetos de decoração contribui com o visual do ambiente, além de ajudar a evidenciar a identidade dos moradores da casa.

Envelopamento de geladeira: o que é e por que usar na decoração?

Envelopamento de geladeira: o que é e por que usar na decoração?

Dicas Decor Tenda

Quer inovar na decoração do seu apartamento novo? Já pensou em aderir ao envelopamento de geladeira? Essa é uma técnica que está sendo muito usada e pode ser uma ótima opção para deixar a sua cozinha ainda mais estilosa. Continue lendo nosso texto e confira o passo a passo!

Decoracao-de-natal-7-dicas-faceis-para-enfeitar-sua-casa

Decoracao-de-natal-7-dicas-faceis-para-enfeitar-sua-casa

Dicas Decor Tenda

Chegou a época preferida de muita gente: com o final do ano, as festas se aproximam e já é hora de começar a preparar a decoração de Natal. A vontade é de instalar vários pisca-piscas, montar uma árvore repleta de enfeites, colocar uma guirlanda enorme na porta e encher o ambiente de detalhes temáticos para entrar no clima natalino.
Todos os direitos reservados Tenda
CPNJ: 09.625.762/0001-58