c093 Melhore o isolamento acústico da sua casa e tchau, barulho! – Tenda



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





O isolamento acústico é formado por elementos que impedem a passagem entre os ambientes. Quanto mais pesado e maciço for o material utilizado, melhor será o seu desempenho acústico. É por isso que portas acústicas são pesadas. Mas e o dry wall? Como o material pode isolar o som?

Saber como isolar o som é fundamental para garantir o bem-estar da sua família. Algumas medidas parecem pequenas, como mudar móveis de lugar e trocar portas e janelas, mas fazem toda a diferença nessas horas. entenda!  Só quem mora em um bairro barulhento sabe como é difícil conviver com tanto ruído. Ninguém merece perder uma noite de sono ou ficar sabendo de toda a vida do vizinho, né? Portanto, é fundamental entender como isolar o som em sua residência. Nessas horas, é comum ter dúvidas, seja ao confundir termos ou não saber qual é a solução ideal para o seu projeto. Um bom exemplo disso é não entender as diferenças entre absorção acústica e isolamento acústico. Apesar de parecidos, os dois conceitos têm características únicas, que, quando deixadas de lado, podem frustrá-lo. Mas fique tranquilo: este conteúdo mostra em detalhes como isolar o som e dar tchau para o barulho. Continue lendo e confira!

Qual é a diferença entre isolamento acústico e absorção acústica?

O isolamento acústico é formado por elementos que impedem a passagem entre os ambientes. Quanto mais pesado e maciço for o material utilizado, melhor será o seu desempenho acústico. É por isso que portas acústicas são pesadas. Mas e o dry wall? Como o material pode isolar o som? Pois bem, quando preenchido com lã de rocha, os painéis de dry wall oferecem desempenho acústico igual ou superior ao de paredes convencionais — tornando-o uma ótima opção. Já a absorção acústica está relacionada à capacidade do material de transformar energia sonora em energia térmica ou mecânica. Em outras palavras, ela não permite que o som reverbere e se espalhe pelo recinto. É uma solução amplamente utilizada em salas de cinema e em muitos restaurantes.

Quais são os principais sons que incomodam um morador?

Festas, animais e salto alto são os principais vilões da tranquilidade na vizinhança. Mas saiba que existem outras situações que podem atrapalhar a sua rotina e merecem muita atenção. Quem mora em edifícios com elevador pode sofrer com o barulho.. Além disso, os moradores dos últimos andares enfrentam mais dificuldades, pois estão mais próximos da casa de máquinas. Se o seu apartamento está localizado próximo a um aeroporto, certamente, você escuta o barulho de pousos e decolagens constantemente, né? É válido lembrar também do incômodo causado pelas tubulações hidrossanitárias, principalmente quando existem paredes de divisa com outros apartamentos.

Quais são os limites de ruídos em áreas residenciais?

Provavelmente, você já deve ter ouvido que “não é permitido fazer barulho depois das 22h”, certo? Então, apesar de cada condomínio ter as suas próprias regras, essa é uma regulamentação para todos eles — como a Lei do Silêncio. E tem mais. A NBR 10.151/2019 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) determina quais são os limites de ruídos em residências em nosso país. No período diurno, entre 7h e 20h, os sons não podem ultrapassar 55 decibéis. Já entre 20h e 7h, 50 decibéis é o limite estabelecido. Se o próximo dia for feriado ou domingo, esse prazo se estende até as 9h. Caso você se sinta incomodado com algum barulho externo, a melhor decisão a se tomar é sempre o diálogo. Converse com o seu síndico e, inclusive, com o vizinho barulhento. Tenha calma nessas horas e lembre-se: amanhã, você pode também atrapalhar outra pessoa. Por isso, tenha empatia. Em casos mais extremos, entre em contato com o disque silêncio da sua cidade.

Como isolar o som em um apartamento?

Você descobriu as principais fontes de sons que tiram a sua tranquilidade. Em alguns casos, uma boa conversa com o seu vizinho pode tornar a sua rotina mais tranquila. Entretanto, alguns aspectos fogem do seu controle. De qualquer forma, confira, abaixo, algumas dicas simples para diminuir o barulho em sua residência.

Escolha janelas e portas adequadas

As portas de madeira maciça ajudam a diminuir a passagem do som de um ambiente para o outro. Além disso, o material pode ser utilizado em painéis e móveis com o mesmo objetivo. Painéis de home theater, além de deixarem o ambiente mais bonito, funcionam como uma barreira para os ruídos externos, por exemplo. Uma boa ideia para impedir a entrada do barulho externo é instalar cortinas com tecido volumoso, como algodão ou veludo. Outro ponto que merece a sua atenção é trocar as janelas por modelos mais pesados, com frisos de borracha e vidros duplos. Em todos os casos, a ordem é evitar os metais. Se você deseja trocar todas as janelas por modelos antirruídos, analise a performance de cada material e considere o custo-benefício também. Moradores de apartamentos precisam ter atenção em um ponto: a fachada do prédio não pode ser alterada. Isso quer dizer que as novas janelas devem ter a mesma aparência ou serem superpostas ao material original.

Troque o piso

Se você quer isolar o som e tem piso laminado de madeira em casa, é melhor mudar de ideia o quanto antes. Esse material não ajuda a absorver as ondas sonoras e faz muito barulho. Portanto, sempre opte por pisos vinílicos ou emborrachados. Os materiais mais indicados são os densos ou duros, como o mármore, o granito e a cerâmica. Evite pisos frios, como o porcelanato, pois eles provocam eco. Em todas as situações, tenha atenção na instalação. Depois de aplicado o contrapiso e antes de se colocar o piso, utilize mantas acústicas na laje. Esse detalhe parece simples, mas ajuda a isolar o som.

Troque os móveis de posição

Sim, você não leu errado. Rearranjar a mobília do cômodo pode ser uma boa ideia para isolar o som. O objetivo é colocar móveis grandes e espessos entre você e a fonte emissora de barulho. Alguns exemplos são:
  • deixar a cama o mais longe possível da parede que divide o seu apartamento com o vizinho;
  • afastar a cama das janelas a fim de reduzir os ruídos que vêm da rua;
  • posicionar uma estante ou um guarda-roupa na parede compartilhada com outros apartamentos.

Use a decoração a seu favor

Decorar o lar vai muito além de escolher os móveis mais bonitos e com o melhor design. Na verdade, a decoração é uma forte aliada na luta contra os barulhos externos. Elementos com superfícies lisas ajudam a reverberar o som. Sofás de couro e mesas de vidro são bons exemplos disso. O simples fato de ter almofadas no sofá já ajuda a reduzir esse efeito. Dessa forma, fique atento para evitá-los. Tecidos macios, de algodão ou de veludo, são ótimos para abafar o som, assim como cortinas, tapetes e estofados. Ao escolher a sua cama, dê preferência para os modelos que têm cabeceira acolchoada. Lembre-se de usar carpetes à vontade também. Por último, mas não menos importante, ter hortas e painéis verticais com plantas é essencial para diminuir a entrada de som em sua casa — além de, claro, refrescar o ambiente.

O que fazer agora?

Com a leitura deste post, você ficou por dentro de boas dicas para isolar o som em sua casa. Se você ainda está procurando uma residência, tire todas as suas dúvidas com o construtor antes de tomar uma decisão, principalmente, quando o assunto for o isolamento acústico. Quem já mora em um apartamento e quer torná-lo mais aconchegante pode fazer pequenas mudanças em cada cômodo. Seja trocar o piso ou ter um jardim vertical, existem inúmeras possibilidades para evitar a entrada de som externo e garantir o bem-estar da família. Agora, que tal entender mais sobre diversos assuntos, acompanhar as novidades do mercado imobiliário e ainda se inspirar nas tendências de decoração? Não sabe como fazer isso? Basta assinar a nossa newsletter e receber conteúdos em primeira mão diretamente no seu e-mail!
;



Todos os direitos reservados Tenda 2019
CPNJ: 09.625.762/0001-58

0