bbec 7 dicas para não errar na decoração usando corda – Tenda



Cadastre-se e fique
por dentro das novidades.





A decoração usando corda é despojada, sendo ideal para dar um ar descontraído aos ambientes. Além disso, o material é barato, versátil e fácil de manusear, o que explica a sua presença em projetos de interiores leves, mas visualmente interessantes. Tem coisa mais gostosa do que deixar o lar com a nossa cara? Optar pela … Continued

A decoração usando corda é despojada, sendo ideal para dar um ar descontraído aos ambientes. Além disso, o material é barato, versátil e fácil de manusear, o que explica a sua presença em projetos de interiores leves, mas visualmente interessantes.

Tem coisa mais gostosa do que deixar o lar com a nossa cara? Optar pela combinação de materiais distintos é uma forma eficiente de torná-lo aconchegante e atemporal. A decoração usando corda, por exemplo, fica linda em ambientes com tramas e texturas variadas. Porém, é preciso atenção na hora de compor o décor — do contrário, corre-se o risco de deixá-lo monótono ou rústico demais.

Neste artigo, mostramos como usar diferentes tipos de cordas na composição dos ambientes. Siga as dicas e evite erros na decoração!

Combinando materiais diversos

Algumas técnicas são verdadeiros coringas, pois funcionam tanto na decoração de apartamentos pequenos quanto em imóveis amplos. O uso de diferentes matérias-primas é um bom exemplo.

Quando usar corda e outros materiais naturais, é preciso evitar que os ambientes fiquem com visual de “hotel-fazenda”. Para isso, fazer misturas com equilíbrio é fundamental:

  • materiais marcantes, como a corda náutica, devem aparecer em objetos pequenos;
  • opções mais discretas, como a corda de algodão ou nylon, podem ser usados em móveis de destaque, como cadeiras.

7 dicas criativas para usar cordas na decoração

Nas dicas a seguir, você verá itens que podem ser comprados prontos e muitos objetos simples para se inspirar e customizar em casa. Aproveite!

1. Peças recicladas

Ideias para decorações com materiais recicláveis não faltam! Um cesto plástico sem graça, por exemplo, pode se transformar em um lindo cesto de corda. A peça é ideal para guardar brinquedos no quarto das crianças ou revistas na sala de estar.

Para isso, passe um primer (para plásticos) e espere secar. Depois, pinte com tinta acrílica, de preferência no mesmo tom da corda. Se quiser colori-la, aliás, deixe-a descansar, de um dia para o outro, em uma solução com a tinta diluída. Por fim, enrole a corda em volta do cesto, fixando-a com cola quente.

Outra ideia: com dois pneus gastos dá para fazer uma mesa de apoio para o sofá. Basta revesti-los com sisal, usando cola quente (para fixação imediata) e cola universal (que garante a durabilidade). Em seguida, sobreponha os pneus e coloque um tampo de vidro, com diâmetro igual ou um pouco maior.

Já se você tiver um único pneu, encape-o completamente com a corda, coloque uma base antiderrapante e use-o como pufe. O acessório pode ficar na sala ou no quarto.

2. Móveis

Nichos (feitos de caixotes) e prateleiras podem ser suspensos com cordas. Isso permite utilizar a área das paredes para guardar objetos. Verticalizar, principalmente em apartamentos pequenos, é a melhor solução para a falta de espaço.

Para erguê-los, pode-se usar ganchos (fixos no teto ou na própria parede). Se preferir, no caso específico das prateleiras, também é possível instalar um varão para passar as cordas.

Uma boa ideia é aproveitar a área acima da caixa sanitária, no banheiro. Assim, é possível guardar itens volumosos, como roupas de banho e rolos de papel higiênico.

Outra sugestão: as cordas também podem ser usadas no assento e/ou encosto de cadeiras, deixando-as modernas e confortáveis. Se preferir, é possível aplicá-las em volta de banquetas.

3. Iluminação

É possível fazer abajures minimalistas, para colocar nas laterais da cabeceira da cama. Nesse caso, a corda é o próprio cabo elétrico encapado com um tecido trançado, que pode ser nude, colorido ou estampado.

A corda também é muito usada em lustres e pendentes para salas de jantar, bem como em abajures de mesa. Mas escolha um ou outro, para não sobrecarregar o ambiente com elementos semelhantes.

4. Tapetes

Se a sua sala for pequena, tente fazer o tapete, em vez de comprá-lo pronto. Modelos em sisal natural, por exemplo, custam caro, mas ficam lindos em ambientes com piso laminado (comuns em apartamentos).

Para confeccionar o seu e economizar, enrole uma corda em forma de espiral e vá colando as partes. Depois, cole uma base antiderrapante no verso, para evitar escorregões.

5. Divisórias de ambientes

Quem tem filhos que dividem o mesmo quarto pode apostar nessa ideia. Uma divisória de cordas, presas a ganchos na base e no teto, serve para delimitar os espaços individuais no dia a dia. Porém, quando necessário, pode ser facilmente removida.

6. Toalheiros e suportes

Com uma corda e três ganchos, fixos no meio e nas pontas, pode-se criar um toalheiro duplo para o banheiro. Também é possível suspender alguns recipientes pequenos e usá-los para guardar cosméticos, escovas de cabelo, pincéis de maquiagem etc.

7. Enfeites

Se você gosta de artesanato, há peças simples de fazer com corda. Por exemplo:

  • porta-trecos, para deixar na escrivaninha ou na bancada de trabalho;
  • mural para fotos, com barbantes entrelaçados e pequenos prendedores;
  • balanço para a sala de estar ou para o quarto dos filhos;
  • sousplats, apoios de panelas e porta-copos;
  • moldura ou alça para espelho de parede (pequeno);
  • cachepot para vasos de plantas (resistentes a ambientes internos);
  • suporte para terrários ou vasos com ervas, para deixá-los suspensos;
  • abraçadeiras de cortina;
  • puxadores de gavetas ou de armários.

Vantagens da decoração usando corda

A decoração com cordas é versátil e atemporal, não uma tendência prestes a sair de moda. Fora isso, trata-se de um material resistente, capaz de durar bastante.

Outro ponto positivo é a variedade de tipos, como corda náutica, sisal, algodão, nylon, barbante etc. Com cores, texturas e diâmetros diversos, trata-se de um material multiúso, que pode ser utilizado em detalhes ou na estrutura de móveis e objetos.

Por fim, a técnica permite reaproveitar itens que, provavelmente, seriam descartados, bem como renovar peças comprometidas pelo uso. Assim, além do mobiliário de madeira, algumas plantas e um ou outro acessório em algodão, o segredo para acertar na decoração usando corda é equilibrá-la com materiais de acabamento liso, como vidro, espelho e até metais. Com um mix tão diverso, a sua casa tem tudo para ficar incrível!

E aí, gostou das dicas? Então, compartilhe este post em suas redes sociais para os seus amigos se inspirarem também!

;



Todos os direitos reservados Tenda 2019
CPNJ: 09.625.762/0001-58

0