Como escolher as cores das paredes de um apartamento pequeno?

13 de dezembro de 2018

Decoração

Definir as cores das paredes do seu imóvel pode ser uma tarefa mais fácil do você que imagina. Confira as nossas dicas e saiba como acertar nas escolhas!

Quem está à procura de um imóvel para alugar ou comprar, certamente, já reparou que é cada vez mais comum encontrar apartamentos compactos nas grandes cidades do país e que essa tendência veio para ficar. Nesse contexto, várias pessoas se deparam com o mesmo questionamento: qual é a melhor maneira de escolher as cores das paredes de um lar pequeno?

Loja Virtual Tenda

Para muitos, ter ambientes menores significa, obrigatoriamente, ter que abrir mão de uma decoração bonita e colorida — o que não é verdade. No entanto, é preciso saber escolher as cores certas, de acordo com o resultado desejado.

Preparamos este conteúdo justamente para mostrar que você pode trazer bom gosto e personalidade para cada cantinho da sua residência, independentemente do tamanho dos ambientes. Acompanhe e inspire-se!

Invista em tonalidades claras nas paredes

A primeira e mais importante dica, sem dúvidas, é investir em tonalidades claras e iluminadas na hora de escolher as cores das paredes do seu apartamento, tais como o branco, o lilás acinzentado, o azul éter, o off white, o rosa quartzo e o bege avelã. Afinal, elas causam um efeito visual que ajuda a ampliar visualmente os espaços e, de quebra, a aumentar a profundidade dos cômodos.

Sem falar, é claro, que essas cores refletem melhor a luz, seja ela natural ou artificial, o que contribui para expandir a luminosidade no local e deixar o recinto mais agradável. Com isso, o quarto, o banheiro ou a sala, por exemplo, tornam-se mais convidativos e menos abafados.

Use tons escuros no piso

Um dos grandes mitos sobre a decoração de residências compactas é que os tons escuros deveriam ser deixados de lado justamente para não causarem o efeito contrário ao que as tonalidades claras proporcionam. Porém, isso não tem nenhuma procedência ou embasamento no design de interiores!

Você pode, sim, usar cores mais fechadas (como o marrom, o preto ou cinza grafite) no piso, por exemplo, uma vez que revestimentos mais desbotados tendem a sujar e a ficar manchados com mais facilidade.

Aposte em papéis de parede para descontrair os ambientes

‘Se eu não quiser me limitar à pintura das paredes, há outras opções para trazer cor aos recintos?’, você deve estar se questionando — e com razão. Saiba que uma boa alternativa é apostar no uso de papéis de parede para revestir parcial ou totalmente as superfícies verticais.

Eles têm um excelente custo-benefício e são de fácil aplicação (em especial os modelos autocolantes). Existem diferentes modelos no mercado, com padronagens que, certamente, vão fazer a diferença no décor do seu apartamento, como é o caso dos geométricos, dos florais e dos que simulam revestimentos naturais (de pedras e de tijolos, por exemplo).

Leve em conta a psicologia das cores

Além de tudo o que já foi mencionado até aqui, é importante que você aprenda um pouco sobre a psicologia das cores. Isso porque ela explica como os diferentes tons têm a incrível capacidade de mexer com o estado psicoemocional e até mesmo físico das pessoas, aumentando ou diminuindo o bem-estar, afetando o humor e, inclusive, induzindo a sensação de acolhimento ou de repulsa pelo ambiente em que você se encontra — que pode levar a um estado de tensão ou de relaxamento muscular.

Nos próximos tópicos, indicamos algumas das principais tonalidades e o que esse estudo — elaborado ainda no século XIX, pelo poeta e cientista Goethe — afirma sobre elas.

Branco

O branco induz à sensação de limpeza e provoca a impressão de organização. Além disso, é uma cor que contribui para reduzir os níveis de estresse e ansiedade e que harmoniza com todos os outros tons. É ideal para qualquer ambiente, especialmente para as áreas molhadas (banheiros, lavanderias, cozinhas etc.).

Preto

Trata-se de uma tonalidade dúbia. Quando é usada com cautela, transmite a sensação de luxo e bonança; em excesso, causa desconforto físico, aceleração do ritmo respiratório, medo, mal-estar e a impressão de enclausuramento. É ideal para locais de transição, como corredores e hall de entrada.

Azul

Essa cor promove serenidade, gera a sensação de segurança e diminui o ritmo das atividades cerebrais, contribuindo, assim, para que você adormeça com mais rapidez — portanto, é ideal para quartos.

Verde

Ligado intrinsecamente à natureza, o verde gera a sensação de acolhimento e harmonia. Fora isso, é uma cor que estimula a criatividade e o movimento. É ideal para ambientes ao ar livre do imóvel.

Vermelho

O vermelho acelera o ritmo cardíaco e a frequência das ondas cerebrais, mantendo você em alerta e atento ao que acontece à sua volta. É ideal para espaços nos quais são realizadas tarefas que exigem cuidado redobrado, como a cozinha e o cômodo destinado ao home office.

Rosa

Essa cor desperta a calma e a tranquilidade, além de promover o equilíbrio emocional e físico. É uma tonalidade associada a ambientes que promovem a introspecção e o relaxamento. Por isso, é ideal para quartos, salas e home offices.

Amarelo

O amarelo remete ao luxo, mas, principalmente, à natureza e ao sol. É uma cor que mexe diretamente com o estado de espírito das pessoas, despertando o interesse em se exercitar e se mover. É ideal para áreas abertas/ao ar livre de qualquer imóvel.

Escolha objetos para dar um toque de cor aos recintos

Por fim, saiba que você pode dar aos cômodos um toque extra de cor — principalmente se escolher as mais vibrantes, como o roxo, o marsala, o laranja, o rosa chiclete e o azul índigo —, sem poluir ou sobrecarregá-los visualmente, por meio de utensílios domésticos e acessórios decorativos, tais como:

  • almofadas, quadros, mantas e tapetes na sala;
  •  roupas de cama, cortinas e vasos nos quartos;
  • vasos com plantas e flores no banheiro;
  • panelas, travessas, talheres e louças na cozinha.

Seguindo nossas dicas sobre como escolher as cores das paredes, vai ser fácil decorar o seu apartamento, deixando cada ambiente do seu lar não apenas mais aconchegante e convidativo, mas também com muito mais estilo, personalidade e bom gosto.

E já que falamos sobre como valorizar o décor do apartamento pequeno, confira o nosso post sobre como usar nichos e prateleiras para aproveitar o espaço dos ambientes!

Loja Virtual Tenda
Autor do Post | Tenda Blog
Escrito por:

Tenda

(0) Comentários
Este artigo ainda não possui comentário. Seja o primeiro.
Deixe seu contato.

A gente quer compartilhar as novidades primeiro com você.